Águeda

município e cidade de Portugal
 Nota: Não confundir com Ágreda. Para outros significados, veja Águeda (desambiguação).

Águeda é uma cidade portuguesa pertencente ao distrito de Aveiro e à província histórica da Beira Litoral. Com cerca de 14 mil habitantes, é a quinta maior cidade em população residente da Região de Aveiro, ultrapassada apenas pelas cidades de Aveiro, Ovar, Ílhavo e Gafanha da Nazaré.

Águeda

Rua Luís de Camões, Águeda

Brasão Bandeira

Localização de Águeda
Map
Mapa de Águeda
Gentílico aguedense
Área 335,27 km²
População 46 131[1] hab. (2021)
Densidade populacional 137 hab./km²
N.º de freguesias 11
Presidente da
câmara municipal
Jorge Almeida (PPD/PSD.MPT, 2021-2025)
Região (NUTS II) Centro
Sub-região (NUTS III) Região de Aveiro
Distrito Aveiro
Orago Santa Eulália
Feriado municipal Segunda-feira de Pentecostes
Código postal 3750
Sítio oficial www.cm-agueda.pt
Município de Portugal

É sede do Município de Águeda que tem 335 km² de área e altitude máxima de 762 metros[2], contando em 2021 com 46.131 habitantes e uma densidade populacional de 137 hab./km².[3]

Estatisticamente, o Município de Águeda faz parte da Região de Aveiro (NUTS III), que por sua vez está incluida na Região Centro (NUTS II) e em Portugal Continental (NUTS I).[4]

O município é limitado pelos seguintes municípios: Sever do Vouga (a norte); Oliveira de Frades e Vouzela (a nordeste); Tondela (a leste); Mortágua e Anadia (a sul); Oliveira do Bairro (a sudoeste); Aveiro (a oeste) e Albergaria-a-Velha (a noroeste).

Águeda foi elevada à categoria de cidade em 1985[5]. Para além desta cidade, o município inclui nove vilas: Aguada de Baixo, Aguada de Cima, Fermentelos, Mourisca do Vouga, Segadães, Trofa, Óis da Ribeira, Recardães e Valongo do Vouga (esta última elevada a 6 de agosto de 2009[6]).

História editar

A cidade de Águeda assenta em estruturas de povoamento antigas, que se desenvolveram principalmente a partir dos séculos XVIII e XIX. Aqui existiu, de facto, uma importante cidade romana, ocupada mais tarde por Suevos e Visigodos.

As origens de Águeda, até ao final do século XIX, andam envoltas de lenda e História. Os historiadores do local não são unânimes a seu respeito: uns relacionam-nas com o culto de Santa Ágata, mártir cristâ do século III; Pinho Leal, no Portugal Antigo e Moderno, tentou explicar o nome de Águeda partindo da simples observação de ter existido, no Languedoc, uma cidade episcopal, porto de mar, sobre o rio Erool, com semelhante apelido (Agda): "Quem me diz a mim" — escreve — "que alguns nautas franceses que subiram o rio Vouga e depois o Águeda (pela barra de Aveiro) pusessem a esta vila, em tempos remotos, o nome de Águeda pela tal ou qual semelhança que tivesse com a de Ágda e à freguesia de Eirol o nome do rio Erool?"; outros atribuem-nas à reconquista aos mouros pelo rei Afonso I, o Católico, no ano de 731; e para complicar ainda mais a questão (Caio Plínio, O Velho, André de Resende, Duarte Nunes de Leão, Frei Bernardo de Brito e António Costa), identificam-na com a cidade romana Eminium (Coimbra).

Sabe-se hoje que a designação toponímica provém do nome próprio romano Agatha, e aparece assim mencionada pela primeira vez em 470. As dezenas de vilas romanas que se historiam logo no principio da reconquista cristã — algumas já urbanizadas, outras fracionadas ou então incluídas noutras (villa in villa), mas conservando os antigos limites — sugerem que Águeda não estava isolada. Já então, com o seu templo de Santa Eulália, com comércio e indústria indispensáveis e com o seu porto, documentado em 1017, se autonomizava e ainda abastecia os povoados vizinhos e de além-Alcoba (hoje Caramulo).

Durante a Idade Média, a vila teve importantes funções ao nível da estrutura religiosa e administrativa e constitui-se como uma das dioceses representadas nos concílios de Braga e de Toledo, em 609.

Conquistada pelos mouros em 716, foi retomada pelos cristãos em 739, e Afonso I de Oviedo mandou repovoá-la. Durante o período da Reconquista constituiu um núcleo importante de relações entre cristãos e muçulmanos e um centro de cultura moçárabe.

Águeda foi também, e continua a ser hoje, um importante ponto de passagem do Caminho Português de Santiago. Acredita-se, por isso, que a rainha Santa Isabel, em 1325, ter-se-á recolhido na albergaria da vila aquando da sua peregrinação a Santiago de Compostela.

Em 1515, D. Manuel I incluiu Águeda no foral atribuído a Aveiro, dando, por sua vez, foral próprio a Assequins, localidade atualmente pertencente a Águeda. Já no século XIX, em 1853, a vila aguedense é elevada a concelho, integrando vários concelhos de origem senhorial e medieval extintos, como o de Aguada de Cima, o de Castanheira do Vouga e o de Préstimo.

Um dos acontecimentos que ficou marcado na história da região foi a Batalha das Barreiras, a 17 de janeiro de 1919, dia em que um grupo de republicanos, apoiados por militares, derrotaram nas Barreiras (norte de Águeda) as tropas comandadas por Paiva Couceiro, que vinham do norte e avançavam para Coimbra.

Freguesias editar

 
Atuais freguesias (ou uniões de freguesias) do município de Águeda.

O Município de Águeda subdivide-se em 11 freguesias ou uniões de freguesias (após a reorganização administrativa de 2013[7]):

Economia editar

Indústria editar

A principal atividade económica do município é a indústria, que viveu os seus tempos "dourados" nas décadas de 1970 e 1980 com a produção de ciclomotores e bicicletas — o que lhe valeu o epíteto de "Capital da Bicicleta". Adquiriu também a fama de "terra das ferragens" por ser este o segundo setor industrial mais privilegiado.

Nos anos ´90, começaram a falir algumas das fábricas mais importantes do concelho e, desde então, Águeda vive tempos mais depressivos no que concerne à indústria. No início do novo milénio, o concelho perdeu também algumas fábricas para os municípios vizinhos de Tondela e Oliveira de Frades, que se tornaram os principais polos industriais na região.

Ainda assim, o município tem tentado recuperar alguma da sua importância neste setor, sendo exemplo desta revitalização o Parque Empresarial do Casarão, inaugurado em 2017. Com uma área total de 1.640.072 m² e 107 lotes, é fruto de um investimento aproximado de 5 milhões de euros da autarquia aguedense, acolhendo principalmente empresas do ramo motociclista. Dispõe ainda de uma incubadora de empresas, um laboratório de inovação e desenvolvimento criativo (Águeda Living Lab) e um laboratório de inovação e desenvolvimento de pesquisa em novas tecnologias e aplicações na área da iluminação (Lighting Living Lab).

Comércio editar

A atividade comercial assume grande destaque, sendo dominante em grande parte das freguesias de Águeda, Espinhel e Fermentelos, e restantes núcleos urbanos.

Nos últimos anos, desde a pandemia de COVID-19, a autarquia de Águeda promove a campanha "Compre em Águeda" para dinamizar o comércio local. Nas compras efetuadas nos estabelecimentos aderentes, o cliente tem direito a cupões de participação consoante o valor das suas compras, que, depois de devidamente preenchidos, são colocados numa tômbola e posteriormente sorteados. Após o sorteio, são atribuídos vales de compras que só podem ser utilizados novamente nos estabelecimentos do comércio local aderentes.

Agricultura editar

A agricultura, principalmente do milho, da fruta e da vinha, e a extração florestal têm também um papel importante na economia local, principalmente nas freguesias de cariz mais rural, como Lamas do Vouga, Préstimo e Belazaima do Chão.

No brasão municipal, estas atividades surgem representadas pelas uvas de ouro e os dois pinheiros, a par com a roda dentada (símbolo da indústria) e o rio (o Águeda).

População editar

Distribuição da população do município de Águeda por freguesia (Censos de 2021, INE[8]):

Freguesia De 0 a 14 anos De 15 a 24 anos De 25 a 64 anos 65 ou mais anos População total
(Censo de 2021)[8]
H M Total H M Total H M Total H M Total H M Total
Aguada de Cima 251 246 497 196 206 402 995 1075 2070 414 511 925 1856 2038 3894
Fermentelos 184 176 360 161 154 315 774 814 1588 342 423 765 1461 1567 3028
Macinhata do Vouga 218 177 395 137 148 285 798 831 1629 417 484 901 1570 1640 3210
Valongo do Vouga 289 251 540 228 225 453 1187 1209 2396 565 683 1248 2269 2368 4637
Águeda e Borralha 918 839 1757 713 720 1433 3526 3804 7330 1396 1794 3190 6553 7157 13710
Barrô e Aguada de Baixo 156 160 316 136 137 273 789 807 1596 395 508 903 1476 1612 3088
Belazaima do Chão, Castanheira do Vouga e Agadão 72 60 132 63 75 138 332 342 674 199 273 472 666 750 1416
Recardães e Espinhel 322 329 651 289 258 547 1456 1600 3056 691 814 1505 2758 3001 5759
Travassô e Óis da Ribeira 134 124 258 93 93 186 542 580 1122 287 351 638 1056 1148 2204
Trofa, Segadães e Lamas do Vouga 294 294 588 208 229 437 1134 1247 2381 503 573 1076 2139 2343 4482
Préstimo e Macieira de Alcoba 37 26 63 25 29 54 175 171 346 87 153 240 324 379 703
Total 2875 2682 5557 2249 2274 4523 11708 12480 24188 5296 6567 11863 22128 24003 46131

Evolução da População do Município editar

(resultados definitivos dos Recenseamentos Gerais da População disponibilizados pelo Instituto Nacional de Estatística no site www.ine.pt)'

Número de habitantes residentes
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011 2021
18.889 20.004 20.164 20.416 22.052 22.559 25.982 29.433 32.991 35.274 36.968 43.216 44.045 49.041 47.729 46 119

(Obs.: Os dados relativos aos recenseamentos de 1864 a 2011 referem-se ao habitantes que tinham a residência oficial neste concelho à data em que eles se realizaram.)

Número de habitantes por Grupo Etário (1900 – 2021)
1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011 2021
0-14 Anos 6 590 7 559 7 471 8 454 9 637 9 737 10 923 10 765 11 273 9 099 7 789 6 642 5 556
15-24 Anos 3 334 3 663 4 063 4 823 5 232 6 178 5 754 6 080 7 546 7 399 7 200 5 151 4 532
25-64 Anos 8 566 9 056 9 193 10 370 11 970 14 322 15 708 16 160 20 009 22 149 26 473 26 598 24 173
> 65 Anos 1 584 1 740 1 756 1 955 2 250 2 521 2 889 3 505 4 388 5 398 7 579 9 338 11 858

(Obs: Os dados relativos aos censos de 1900 a 1950 referem-se à população presente no concelho à data em que eles se realizaram Daí que se registem algumas diferenças relativamente à designada população residente)

Política editar

Eleições autárquicas[9] editar

Data % V % V % V % V % V % V % V % V % V % V % V Participação
PPD/PSD PS CDS-PP FEPU/APU/CDU PSN BE PND PSD-CDS IND CH MPT
1976 33,65 3 28,62 2 26,58 2 7,10 -
61,61 / 100,00
1979 34,25 3 25,76 2 29,29 2 8,23 -
69,37 / 100,00
1982 36,19 3 29,45 2 24,35 2 6,50 -
67,18 / 100,00
1985 35,14 3 21,30 1 34,85 3 5,92 -
62,09 / 100,00
1989 40,33 3 20,56 1 31,81 3 4,03 -
63,46 / 100,00
1993 38,79 3 29,97 2 20,62 2 6,20 - 0,69 -
62,27 / 100,00
1997 43,66 3 34,67 3 13,90 1 4,00 -
61,83 / 100,00
2001 57,96 5 33,67 2 4,36 -
60,24 / 100,00
2005 39,96 3 44,31 4 5,58 - 3,25 - 2,15 -
61,36 / 100,00
2009 34,14 3 54,48 4 5,16 - 1,90 - 1,28 - 0,39 -
60,96 / 100,00
2013 CDS-PP 59,98 5 PPD/PSD 3,87 - 29,33 2
53,75 / 100,00
2017 19,32 1 23,90 2 5,34 - 1,53 - 1,51 - 44,10 4
58,04 / 100,00
2021 44,77 4 29,52 2 13,04 1 1,69 - 1,97 - 3,74 - PPD/PSD
52,74 / 100,00

Eleições legislativas editar

Data %
PS PSD CDS PCP UDP AD APU/

CDU

FRS PRD PSN B.E. PAN PSD
CDS
L CH IL
1976 33,85 29,07 25,91 4,14 0,64
1979 29,70 AD AD APU 0,83 55,40 8,25
1980 FRS 0,56 57,48 7,50 27,95
1983 39,25 29,67 19,09 0,35 7,09
1985 27,04 34,51 16,71 0,62 6,77 10,14
1987 22,04 59,16 7,81 CDU 0,25 4,83 1,78
1991 25,92 60,51 6,27 2,86 0,18 1,13
1995 38,61 41,31 13,75 0,25 3,13 0,19
1999 40,91 38,64 13,13 3,44 0,22 0,97
2002 33,07 47,39 12,33 2,94 1,52
2005 40,65 35,98 10,74 3,55 4,44
2009 36,77 33,27 13,32 3,25 7,82
2011 26,79 44,59 12,94 3,58 4,27 0,61
2015 27,87 CDS PSD 4,02 8,29 0,78 50,51 0,33
2019 36,09 34,09 5,50 2,89 9,09 2,15 0,53 0,78 0,72
2022[10] 39,42 36,30 2,49 1,70 4,01 0,89 0,55 6,85 4,01

Património editar

Águeda é um concelho repleto de valioso património histórico e religioso, nomeadamente igrejas, capelas e cruzeiros. Deste conjunto, salienta-se a igreja de Aguada de Cima — reconstruída no século XVIII, mas que contém uma imagem do século XV — e a de Valongo do Vouga, construída no século XVII e que possui uma pia batismal manuelina do século XVI. São também de referência a Capela de Santa Maria (do século X) e a ponte românica de Lamas do Vouga, sobre o rio Marnel.

Merece especial destaque o Panteão dos Lemos, um conjunto escultórico quinhentista encomendado pelo 3.º Senhor da Trofa, D. Duarte de Lemos, e atribuído ao famoso artista João de Ruão. A obra encontra-se na capela-mor da Igreja da Trofa, na localidade de Trofa do Vouga.

Como locais de interesse cultural e natural, destacam-se a Estação Arqueológica do Cabeço do Vouga (atualmente fechada ao público) e a Pateira de Fermentelos, a maior lagoa natural da Península Ibérica.

Cultura editar

Animação cultural editar

Águeda é internacionalmente conhecida pelo seu festival de arte urbana, o AgitÁgueda, criado em 2006 com o objetivo de animar as noites de verão de quem vive ou passa pela cidade. Obteve um crescimento exponencial nos últimos anos e tornou-se um evento de sucesso, vencedor de inúmeros prémios e distinções pela sua aposta musical variada e pela promoção das artes urbanas.

Durante o festival, em julho, e até ao final do verão, é possível ver instalações de guarda-chuvas e outras decorações coloridas, criadas pelo "Umbrella Sky Project", que se tornaram a imagem de marca da cidade e do município por todo o mundo.

Além deste, existem outros projetos que animam culturalmente a cidade. A associação cultural D'Orfeu é responsável, desde 1995, por criar eventos e festivais temáticos relacionados com a música e a sua ligação a outras formas de expressão. A par com esta atividade de programação, desenvolve também a formação e a criação artísticas.

Mais recentemente, em 2017, foi inaugurado o Centro de Artes de Águeda, um equipamento municipal dedicado à cultura e às artes que pretende construir uma programação artística regular, contemporânea e eclética, até à data pouco fomentada no município. Equipado com um auditório, um espaço para atividades pedagógicas, um café-concerto, uma zona expositiva e uma livraria, tem vindo a dar palco a inúmeros projetos locais, mas também a artistas de renome nacionais e internacionais.

Núcleos museológicos editar

Tradições editar

Do conjunto de tradições artesanais do município, são dignas de referência a olaria, a cestaria, a tecelagem, a tanoaria, a latoaria e o bordado.

As aldeias típicas de Urgueira, Macieira de Alcoba e Lourizela mantêm uma rusticidade genuína e atrativa, preservando ainda algumas tradições.

O município conta também com vários grupos folclóricos e etnográficos, representantes das tradições das várias freguesias. Possui ainda um espaço que preserva a identidade etnográfica da região, o Museu Etnográfico da Região do Vouga, localizado na vila de Mourisca do Vouga e propriedade do Grupo Folclórico da Região do Vouga.

Desporto editar

Associações desportivas editar

  • All4Gym — Associação Gímnica de Águeda

Recreio Desportivo de Águeda editar

Das associações desportivas do município, a que assume maior destaque é o Recreio Desportivo de Águeda (RDA), clube desportivo fundado a 10 de abril de 1924. Nos seus tempos áureos, o clube chegou a ter escolas de ginástica, ténis, basquetebol, ciclismo, natação e canoagem, que chegaram aos patamares máximos do desporto nacional e mundial (vários títulos de Campeão Nacional e participações em Jogos Olímpicos).

Ao nível futebolístico, o RDA destacou-se na época 1982/1983 quando subiu à 1ª Divisão Nacional, ombreando com os melhores clubes nacionais e exportando jogadores para todo o país.

Atualmente conta com equipas de futebol sénior, futebol formação, atletismo e equitação. A "casa" do clube é o Estádio Municipal de Águeda, inaugurado em 1974 e remodelado para o Euro 2004, com capacidade para 10000 espectadores e permitindo jogos televisionados.

Gastronomia editar

Como pratos típicos da região, destacam-se o leitão assado à Bairrada, a chanfana, os rojões e a caldeirada de peixe, que podem e devem ser acompanhados pelos vinhos e espumantes das caves da Bairrada, não fosse esta a região demarcada e gastronómica onde grande parte do território de Águeda se inclui.

A doçaria e confeitaria do concelho é composta pelo pastel de Águeda, a barriga de freira, os fuzis e sequilhos, a regueifa, as cavacas e o bolo de Santa Eulália. Este último é um bolo de Natal em homenagem à padroeira da cidade, candidato por Aveiro às 7 Maravilhas Doces de Portugal.

Curiosidades editar

Feriado municipal editar

O feriado de Águeda é celebrado na segunda-feira que procede o Domingo do Espírito Santo, também conhecido como Domingo de Pentecostes. Este é também o dia da Festa de São Geraldo em Bolfiar, localidade onde o rio Alfusqueiro desagua no rio Águeda.

Geminações editar

As cidades geminadas com Águeda são:

Aguedenses ilustres editar

Referências

  1. «Resultados preliminares dos Censos 2021». INE. Consultado em 5 de agosto de 2021 
  2. INE (2017). «Anuário Estatístico da Região Centro - 2016» (PDF). Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 30 de dezembro de 2017 
  3. INE (2017). «Caracterização socioeconómica do Município (Águeda)» (PDF). Retorno de Informação Personalizada dos Municípios. Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 30 de dezembro de 2017. Arquivado do original (PDF) em 31 de dezembro de 2017 
  4. NUTS 2013 As Novas Unidades Territoriais Para Fins Estatísticos, Instituto Nacional de Estatística, Maio de 2015
  5. DRE (14 de agosto de 1985). «Lei nº30/85, de 14 de agosto: Elevação de Águeda a cidade». nº 186, Série I. Diário da República. Consultado em 30 de dezembro de 2017 
  6. «Lei n.º 65/2009 (in Diário da República n.º 151/2009, Série I de 2009-08-06)». Assembleia da República. 6 de agosto de 2009. Consultado em 23 de agosto de 2019 
  7. DRE (28 de janeiro de 2013). «Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro: Reorganização administrativa do território das freguesias» (PDF). nº 19, 1ª série. Diário da República. Consultado em 30 de dezembro de 2017 
  8. a b INE. «Censos 2021 - resultados provisórios». Consultado em 28 de fevereiro de 2022 
  9. «Concelho de Águeda : Autárquicas Resultados 2021 : Dossier : Grupo Marktest - Grupo Marktest - Estudos de Mercado, Audiências, Marketing Research, Media». www.marktest.com. Consultado em 18 de dezembro de 2021 
  10. «Eleições Legislativas 2022 - Águeda». legislativas2022.mai.gov.pt. Consultado em 26 de novembro de 2023 

Ligações externas editar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Águeda