Álvaro IV do Congo


Álvaro IV (1610-1636) foi o manicongo do Reino do Congo entre 1 de março de 1631 e 25 de fevereiro de 1636. Ele reinou por um breve período e foi último rei da dinastia de Coulo. [1]

Álvaro IV
Manicongo
Álvaro IV do Congo
Rei do Congo
Reinado 8 de março de 1631
a 25 de fevereiro de 1636
Antecessor(a) Ambrósio
Sucessor(a) Álvaro V
 
Nascimento 1610
Morte 25 de março de 1636 (26 anos)
Nome completo Álvaro Anzinga em Ancua
Dinastia Coulo
Pai Álvaro III
Religião Catolicismo

Biografia

editar

Nascido aproximadamente em 1610, foi filho do rei D. Álvaro III e irmão de D. Ambrósio. Com a prematura morte de seu pai em 1622, ele e seu irmão foram desconsiderados para sucessão devido a minoridade. Com a morte de D. Pedro II e a deposição de D. Garcia I, a casa de Quincanga é deposta e a Casa de Coulo é restaurada sob o reinado de Ambrósio, irmão de Álvaro. Seu irmão foi assassinado em 1631 e ele assumi o trono com uma idade bem jovem.

Em 1633, D. Daniel da Silva, duque de Umbamba, nomeado pelo rei Ambrósio, e tio do soberano, marchou na capital de São Salvador com 12.000 homens sob o pretexto de "proteger o seu sobrinho dos estrangeiros". O rei foge com seus protetores que travam uma batalha campal contra as forças de Da Silva em um pântano. Os irmãos da família Luqueni, D. Álvaro e D. Garcia, vencem o conspirador ferido por uma flecha. O rei recompensa seus dois fiéis, o mais velho D. Álvaro Ancanga torna-se duque Umbamba e o mais jovem D. Garcia Nimi, marquês de Quiva, na fronteira do Soyo. D. Álvaro IV foi deposto e provavelmente morreu envenenado em 25 de fevereiro de 1636. Álvaro V, seu meio-irmão primo dos irmãos Luqueni, sobe ao trono, pondo fim ao reinado de Casa de Coulo em favor de Casa de Quimpanzo.

Referências