Abrir menu principal
Álvaro Tito
Informação geral
Nome completo Álvaro Tito de Oliveira
Nascimento 18 de junho de 1965 (53 anos)
Origem Rio de Janeiro, RJ
País  Brasil
Gênero(s) Gospel, MPB, Black Music, Soul, Jazz, Pop, Música cristã contemporânea
Instrumento(s) violão, saxofone, percussão, vocal
Extensão vocal tenor
Período em atividade 1982 - atualmente
Gravadora(s) Sony Music
Ato Records
Franc Records
Top Gospel
MK Music
Warner Music
Nancel Music
Som e Louvores
RGE
PolyGram
Desperta Brasil
Afiliação(ões) Alex Gonzaga
Altos Louvores
Elvis Tavares
Banda e Voz
Cristiane Carvalho
Novo Som
Ozéias de Paula
Eyshila
DJ Alpiste
Influência(s) Stevie Wonder
Vitorino Silva
George Benson
Djavan
Ozéias de Paula
Ivan Lins
Jimmy Cliff
Edison Coelho
Página oficial Site Oficial

Álvaro Tito de Oliveira (Rio de Janeiro, 18 de junho de 1965) é um dos maiores cantores cristãos brasileiros, que iniciou sua carreira musical nos anos 80 e afirmou-se como um dos maiores intérpretes da musica gospel.[1]

Índice

CarreiraEditar

Em 1980, Álvaro fez parte do conjunto musical Sublime Louvor, junto com os primos, Manoel Severiano, Mateus e amigos Elvis Tavares e Samuel Cabral e apesar de ter aparecido ao público no começo da década de 80, pela extinta gravadora Desperta Brasil, Álvaro já trazia na bagagem diversos troféus amealhados dos concursos musicais patrocinados pelas igrejas, durante a fase criança-adolescente.[2]

Um detalhe singularíssimo é que, enquanto os outros candidatos participavam com músicas consagradas pelos medalhões de então, o garoto Álvaro inscrevia-se (e ganhava) cantando canções de sua autoria, tais como O Amor de Deus (incluída mais tarde no long-play Deus está Aqui, lançado pela Nancel Produções) e Livra Minh'Alma (CD Cenas, pela Som e Louvores).[2]

Seu primeiro trabalho foi Meu Ser para Cristo, uma canção autoral, vindo em seguida Deus Transforma (Edison Coelho). Mas foi com o inusitado disco Não Há Barreiras, gravado em 1986, pela antiga multinacional PolyGram (hoje Universal Music), que Álvaro Tito alcançou, definitivamente, a projeção nacional.[2][3]

A partir do LP Não Há Barreiras, o próprio Álvaro arranjava e produzia musicalmente seus fonogramas, além de executar a bateria. Na época, tal fato levantou resistência aos diretores da PolyGram, pois, sendo ainda a música gospel brasileira olhada com certa reserva pela mídia pop, creditar a um simples rapaz de 21 anos a direção de uma produção fonográfica daquela envergadura seria no mínimo, arriscado. No entanto, o resultado surpreendeu a gravadora.[3][4]

Posteriormente, vieram ainda mais de dez obras, entre o vinil e o compact disc, que confirmaram o talento do autor/cantor e acabaram por influenciar vários intérpretes que vieram depois dele, tais como Marquinhos Gomes e Kleber Lucas, obtendo deles, tal reconhecimento e colocando-o como o precursor de uma nova geração.[5][3]

Álvaro Tito costuma ser muito versátil em suas produções, fazendo um passeio rítmico que vai da inclusão de baladas, reggaes, salsas, guarânias, soul, até inserções jazzísticas. [2]

A fama de excelente intérprete já rompeu os muros da gospel music, acarretando em convite, certa vez, para atuar como cantor popular, o que foi, prontamente, rejeitado por Álvaro Tito.[6]

Em 2011, já contratado pela gravadora Sony Music, foi indicado ao Troféu Promessas na categoria Melhor cantor.[7] Álvaro Tito já vendeu dois milhões de cópias no Brasil através de seus trabalhos.[8]

DiscografiaEditar

Álbuns de estúdio
Coletâneas
  • 1991 - Grandes Momentos
  • 1996 - Hinos Especiais
  • 1999 - Coleções Vol.1
  • 2001 - Coleções Vol.2
  • 2002 - Coleções Vol.3
  • 2003 - Coleções Vol.4
  • 2004 - Lembranças Vol.1
  • 2004 - Lembranças Vol.2
  • 2005 - Série especial Vol.5
  • 2006 - Na Intimidade: Voz & Violão Vol. 1
  • 2007 - Na Intimidade: Voz & Violão Vol. 2
  • 2008 - Simplesmente
  • 2008 - 20 Super gospel
  • 2009 - As 20 melhores
  • 2012 - Falando de amor e algo mais
  • 2012 - 40 Reliquias - Vale a pena recomeçar
  • 2013 - As Minhas Canções
  • 2013 - As 60 melhores
  • 2013 - Eternamente
  • 2014 - Seleção essencial - As 20 melhores
  • 2015 - Super Gospel
  • 2015 - Hinos consagrados Vol.1

Outros projetos

Livro

  • 2013 - Ágape - Alvaro Tito - Um dos maiores cantores evangélicos do Brasil.

Participações em outros projetosEditar

Referências

  1. Everson Barbosa. «Cantor Álvaro Tito lança livro contando a sua história». Gospel Mais. Consultado em 20 de janeiro de 2013 
  2. a b c d «Biografia Álvaro Tito». Letras.mus. Consultado em 1 de julho de 2014 
  3. a b c Elvis Tavares. «Entrevista com Álvaro Tito: 22 anos de "Não há barreiras"». Efrata Music. Consultado em 23 de maio de 2013 
  4. Elvis Tavares. «Álvaro Tito sofre preconceito e discriminação». Efrata Music. Consultado em 23 de maio de 2013 
  5. Rogério de Oliveira. «CD Reinas em Glória (Álvaro Tito) - Análise». Super Gospel. Consultado em 20 de janeiro de 2013 
  6. «Álvaro Tito Completa 30 Anos de Carreira e Ganha Biografia». Revista Comunhão. Consultado em 20 de janeiro de 2013 
  7. «Confira as categorias e os indicados ao Troféu Promessas». Super Gospel. Consultado em 20 de janeiro de 2013 
  8. «Reinas em Glória». Super Gospel. Consultado em 20 de janeiro de 2013 
  9. Supergospel. «Lenilton regrava sucessos que fez pro Novo Som ao lado de grandes nomes do Gospel nacional». Supergospel. Consultado em 15 de janeiro de 2013 
  Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.