Abrir menu principal

A Área de Comando Noroeste foi uma de várias aéreas de comando da Real Força Aérea Australiana durante a Segunda Guerra Mundial. A esfera de operações em tempo de guerra incluíam o território do norte da Austrália, algumas porções de Queensland e da Austrália ocidental,[1] e as Índias Orientais Holandesas. O comando foi formado em Janeiro de 1942. Com quartel-general em Darwin, o Comando Noroeste estava inicialmente responsável pela defesa aérea, reconhecimento aéreo e protecção aérea dos mares naquela área.

Na história oficial da RAAF no teatro do pacífico, George Odgers descreve a campanha do Comando Noroeste como "quase uma guerra totalmente aérea, com ataques aéreos e contra-ataques aéreos".[2] A partir de 1943, o papel da Área de Comando Noroeste começou a ser cada vez mais ofensivo na sua natureza, conforme os aliados começavam a avançar na Papua Nova Guiné e nas Índias Orientais Holandesas. O Comando continuou activo até ao final da guerra, quando as suas fronteiras foram reduzidas à fronteira continental australiana. Em Fevereiro de 1954, as suas responsabilidades foram distribuídas e, com a reorganização da RAAF, o comando foi extinto.[3]

Referências

  1. «Anti-submarine operation 1943» (PDF). www.awm.gov.au 
  2. Odgers, Air War Against Japan, pp. 41–42 Arquivado em 4 de março de 2016, no Wayback Machine.
  3. «Air Power Development Centre». airpower.airforce.gov.au. Consultado em 6 de março de 2016