Abrir menu principal

Ângela Vieira

atriz brasileira de teatro, novelas, televisão e cinema
Question book-4.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde novembro de 2011). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ângela Vieira
Vieira em 2018.
Nome completo Ângela Regina Vieira
Outros nomes Angela Vieira
Nascimento 03 de março de 1952 (67 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileira
Cônjuge Roberto Frota (1983–1997)
Miguel Paiva (2004–presente)
Ocupação atriz
bailarina
coreógrafa
Período de atividade 1978–presente
Prêmios

Ângela Regina Vieira (Rio de Janeiro, 3 de março de 1952) é uma atriz, bailarina e coreógrafa brasileira. Foi casada com o ator Roberto Frota, pai da sua única filha, Nina. Em 1997, interpretou a charmosa Virgínia, irmã da protagonista Helena (Regina Duarte) em Por Amor, e em 2013, repetiu a parceria com o autor Manoel Carlos, intepretando Branca, uma das vilãs de Em Família.

BiografiaEditar

Angela Regina Vieira, mais conhecida apenas como Angela Vieira, nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 3 de março de 1952. Em 1978, deixa o Corpo de Baile do Municipal do Rio de Janeiro e inicia sua carreira de atriz. Estréia na Rede Globo, no programa Planeta dos Homens, dirigido por Paulo Araújo. Fica seis anos na linha de shows da emissora.

Em 1979, estreia no teatro, na montagem de A História é Uma História, de Millôr Fernandes, com direção de Jô Soares. Em seguida, atua sob a direção de José Renato e Naum Alves de Souza, entre outros diretores. Como atriz e coreógrafa, participa de vários espetáculos de rua, ligados à Arquidiocese do Rio de Janeiro, com direção de Ginaldo de Souza e Aderbal Freire Filho.

Em 2004, publica o livro "Meia Idade Inteira" (Editora Globo) e por conta dele faz palestras em várias cidades do País. Com 30 anos de carreira, acumula 13 novelas e três minisséries; no teatro são 20 peças, entre elas "O Peru", de Feydeau, com direção de José Renato, "Um Beijo, um Abraço, um Aperto de Mão", com texto e direção de Naum Alves de Souza, e "Cartas de Amor", de A. R. Gurney, com direção de Flávio Marinho. No cinema, atua em Viva Zapata de Luiz Carlos Lacerda, Angel, de Sergio Rezende, e Segurança Nacional, de Beto Carminati.

Em 1999, recebe convite para uma de suas melhores personagens, a grande vilã Janete em Terra Nostra, de Benedito Ruy Barbosa. Janete era uma personagem terrível, capaz das piores maldades, como roubar o bebê da protagonista Giuliana (Ana Paula Arósio).

FilmografiaEditar

TelevisãoEditar

Ano Título Papel Notas
1978 O Planeta dos Homens Várias Personagens
1979 Chico Anysio Show Várias Personagens
Aulas de Dança TV Educativa
1981 Viva o Gordo Várias personagens
Terras do Sem-Fim Rosália
1982 Lampião e Maria Bonita Ivete
1983 Mário Fofoca Marjô Episódio: "Espiões de Biquini"
Parabéns pra Você Marlene
Quarta Nobre Louise Episódio: "Mandrake"
Os Trapalhões Várias personagens
1984 Caso Verdade Constância Episódio: "Esperança"
1986 Armação Ilimitada Sandra Episódio: "Os Olhos de Zelda Scott""
Qualificação Profissional Apresentadora
1987 Corpo Santo Mara
1988 Olho por Olho Elisa
1990 Araponga Jurema
1991 O Fantasma da Ópera Anabela Vasconcelos
1994 Confissões de Adolescente Angela Episódio: "Que Droga!"
1995 A Idade da Loba Irene
1996 O Fim do Mundo Margarida
Anjo de Mim Zelinda
1997 Você Decide Episódio: "O Desfalque"
Por Amor Virgínia Viana Fontes
1998 Meu Bem Querer Ava Maria Gardner Ferreira de Souza[1]
1999 Você Decide Episódio: "Amor em Pedaços"
1999 Terra Nostra Janete Magliano[2]
2000 Aquarela do Brasil Velma
2001 Os Normais Loreta Episódio: "Desesperar é Normal"
Brava Gente
Sai de Baixo Detetive Regina Episódio: "Se Correr o Bicho Pega, Se Ficar o Bicho Come"
2002 Coração de Estudante Esmeralda Camargo
2003 Kubanacan Perla Perón
2004 Senhora do Destino Gisela Correia de Andrade e Couto
2005 Carga Pesada Rose di Caprio (Roselei) Episódio: "Muita Areia para o Meu Caminhão"
2006 Cobras & Lagartos Celina Gonçalves Pacheco
2007 A Diarista Lucila Episódio: "Tem Menor?"
Paraíso Tropical Cleonice Episódios: "26 de março–9 de julho"
Malhação Diva Junqueira Arrel Episódio: "15 de outubro"
2008 A Favorita Arlete Salvador
2009 Cinquentinha Leila Fratelli
2010 Na Forma da Lei Eunice
2011 Insensato Coração Gisela Episódios: "9 de março–12 de abril"
Fina Estampa Mirna Bello / Gisela Pereira[3]
2013 Flor do Caribe Lindaura Schneider[4]
2014 Em Família Branca Dutra[5]
2015 I Love Paraisópolis Clarice Bezzera
2017 Pega Pega Lígia Camargo Neves e Silva
2018 Brasil a Bordo Sílvia (codinome: Cinquentona Livre Quer Dar) Episódio: "25 de janeiro"
2019 Bom Sucesso Vera Fialho[6][7] Participação

CinemaEditar

Ano Título Papel
2003 Viva Sapato! Dra. Máxima
2006 Gatão de Meia Idade Marisa Delmar
Zuzu Angel Lúcia
2010 Segurança Nacional Glória
Perdido e Achado Mulher no ônibus
2011 Não se Preocupe, nada Vai Dar Certo! Carol Gomide
2016 A Finada Mãe da Madame Ivone
Silêncio no Estúdio Edna Savaget

TeatroEditar

  • 1979 - Chapeuzinho quase Vermelho - texto e direção de Luiz Sorel, teatro Aliança Francesa da Tijuca.
  • 1980 - A História é uma História - texto de Millôr Fernandes, direção de Jô Soares, tournée por vários estados do Brasil.
  • 1981 - A História é uma História - Teatro Municipal de Niterói
  • 1982 - A Nova Era (musical) - texto de Ronaldo Resedá, direção musical de Paulinho Machado, direção geral de Wolf Maya, teatro Papagaio Café Cabaré
  • 1982 - O Parto da Búfala - texto de Monah Delacy, direção de Roberto Frota, teatro Gláucio Gil.
  • 1984 - Encouraçado Botequim (musical) - texto de Paulo César Coutinho, direção musical de Paulinho Machado, coreografia de Priscila Teixeira, direção geral de Renato Coutinho, teatros Villa Lobos e Rival
  • 1985 - Um Beijo, um Abraço e um Aperto de Mão - texto e direção de Naum Alves de Souza, teatro Villa Lobos.
  • 1986 - O Peru - texto de Georges Feydeau, direção musical de Nelson Melim, coreografia de Graziela Figueiroa, direção geral de José Renato, Teatro Ginástico.
  • 1987 - Camas Redondas, Casais Quadrados - texto de J. Chapman, direção de José Renato, teatros Ginástico e da Praia
  • 1989 - Tem um Psicanalista na nossa Cama - texto de João Bittencourt, direção de Ary Coslov, teatros Vanucci, João Caetano e Glória, tournée por vários estados do Brasil.
  • 1990 - Somente entre Nós - texto de Reginaldo Faria, direção de Roberto Frota, Teatros Glória e Abel, tournée a Portugal – teatro do Casino Estoril, Lisboa.
  • 1991 - Ato Cultural - texto de José Inácio Cabrujas, direção musical de Caique Botkay, direção geral de Marcelo Souza, projeto cultural BNDES, teatro Cândido Mendes.
  • 1992 - Se Eu Fosse Você - texto de Maria Adelaide Amaral, direção de Roberto Frota, tournée por cidades do Rio de Janeiro, teatro da UFF
  • 1993 - Se Eu Fosse Você - Teatros Barra Shopping e Posto Seis
  • 1994 - Meus Prezados Canalhas - texto de João Uchoa Cavalcanti, direção de Gracindo Júnior, Teatro dos Quatro, Teatro Tuca (São Paulo), tournée pelo Brasil
  • 1997/98 - Salve Amizade - texto e direção de Flávio Marinho, tournée pelo Brasil
  • 2004 - A Presença de Guedes - texto de Miguel Paiva, direção de Irene Ravache, teatro Laura Alvim (RJ), tournée por cidades de São Paulo e Rio de Janeiro

EspetáculosEditar

  • 1998 - João de todos os Sambas - texto de Benjamim Santos, direção musical de Benjamim Santos, direção de Ginaldo de Souza, teatro Rival
  • 2002 - Divina Saudade (participação de Zezé Motta) - Canecão
  • 2002 - Mania de Vocês (participação no CD de José Maurício Machline) - Mistura Fina
  • 2009 - Coral HSBC (Atriz convidada para a apresentção do Coral HSBC de final de ano em Curitiba/PR)

Espetáculos de ruaEditar

De 1982 a 2000 – Todos os espetáculos oficiais ligados à Rio Arte, Prefeitura do Rio de Janeiro e Arquidiocese do Rio de Janeiro, com direção de Ginaldo de Souza:

Produção teatralEditar

  • 1992 - Se eu fosse você - texto de Maria Adelaide Amaral, direção de Roberto Frota, tournée pelo Estado do Rio de Janeiro Teatro da UFF, Teatro Barra Shopping e Teatro Posto Seis

CoreografiaEditar

  • 1985 - Astrofolias - texto de Ana Luiza Jobim, direção musical de Antônio Adolfo, direção de Lauro Góes, Teatro Villa Lobos e Teatro do Planetário da Gávea
  • 1985 - Zabadan - direção musical de Carlão, direção de Sérgio Carvalhal - Teatro América
  • 1988/1993 - São Pedro - texto de Benjamim Santos, direção de Ginaldo de Souza - Urca, Posto Seis e Colônia do Caju
  • 1989 - Cem Anos da República - texto de Benjamim Santos, direção musical de Roberto Nascimento, direção de Ginaldo de Souza - Arcos da Lapa

Prêmios e IndicaçõesEditar

Ano Premiação Categoria Nomeação Resultado
1987 Troféu APCA Melhor atriz coadjuvante
Corpo Santo
Venceu
1998 Prêmio Master Melhor atriz coadjuvante
Por Amor
Venceu
1999 Prêmio Master Melhor atriz
Meu Bem Querer
Venceu
Prêmio Qualidade Brasil Melhor atriz coadjuvante
Terra Nostra
Venceu
2000 Super Cap de Ouro Melhor atriz Venceu
2002 Prêmio Qualidade Brasil Melhor atriz coadjuvante
Coração de Estudante
Venceu
2003 Prêmio Contigo! de TV[8] Indicado
2005 Super Cap de Ouro Melhor atriz
Senhora do Destino
Venceu
2010 Prêmio Qualidade Brasil Melhor atriz coadjuvante de minissérie
Na Forma da Lei
Indicado

Referências

  1. «Sonho do enchimento». ISTOÉ Gente. Consultado em fevereiro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. «Terra Nostra». Globo.com. Consultado em 29 de dezembro de 2011 
  3. Redação Rede Globo (26 de julho de 2011). «Fina Estampa: Ângela Vieira vive atriz decadente na próxima novela das 9». globo.com. Consultado em 6 de novembro de 2011 
  4. Ângela Vieira retorna às telinhas em 'Flor do Caribe'
  5. teledramaturgia.com.br. «Em Família (elenco) - Teledramaturgia». Consultado em 11 de janeiro de 2014 
  6. Guilherme Rodrigues (25 de setembro de 2019). «Ângela Vieira entra para o elenco de Bom Sucesso». Observatório da Televisão. Consultado em 25 de setembro de 2019 
  7. Redação (25 de setembro de 2019). «Ângela Vieira entrará para o elenco de Bom Sucesso». Metrópoles. Consultado em 12 de outubro de 2019 
  8. «Confira todos os vencedores do Prêmio Contigo!». Babado. 20 de maio de 2003. Consultado em 2 de outubro de 2011 

Ligações externasEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Citações no Wikiquote