Abrir menu principal

Érica Awano

Ilustradora de histórias em quadrinhos
Érica Awano
Érica Awano na Comic Con Experience de 2014, em São Paulo
Nacionalidade brasileira
Alma mater Universidade de São Paulo
Ocupação desenhista
Principais trabalhos Holy Avenger
Prêmios Troféu HQ Mix (2002 e 2003)

Érica Awano (12 de dezembro de ?)[1] é uma desenhista brasileira de ascendência japonesa, conhecida principalmente por seus trabalhos relacionados ao universo de Tormenta, incluindo a série em quadrinhos Holy Avenger, pela qual recebeu o Troféu HQ Mix em 2002 e 2003.

Embora desenhe no estilo mangá, Awano não se considera mangaká, já que nem sempre segue a narrativa dos quadrinhos japoneses.[2]

BiografiaEditar

Neta de imigrantes japoneses,[3] Érica Awano formou-se em Letras e Literatura pela Universidade de São Paulo (USP) e começou sua carreira como desenhista em 1996 em um mangá licenciado de Mega Man e publicado pela Editora Magnum.[3][4]

Trabalhou a seguir em Street Fighter Zero 3, escrita por Marcelo Cassaro[5], e nas revistas Anime EX e Animax na seção "Como Desenhar Mangá". Também foi co-criadora do mascote da revista Anime>Do[6] e co-autora do álbum Mangá Tropical.

Ao lado de Cassaro, ilustrou os Manuais de RPG 3D&T, Tormenta entre outros. Holy Avenger é ambientado no universo de Tormenta, surgiu como uma aventura de RPG em 3 partes e deu origem a uma HQ, também desenhada por ela. O título durou 40 edições, com alguns especiais e minisséries, tornando-se uma das maiores e mais prestigiadas HQs nacionais de aventura de todos os tempos.

Awano criou o pirata James K. (nome inspirado no Capitão Kirk), sua irmã Anne e seu navio Bravado, incluindo-os em Holy Avenger.

Atualmente desenha para o mercado estadunidense, agenciada pela empresa Glass House[3]. É dela o lápis da adaptação para HQ do game Warcraft[7].

Em 2006, participou do álbum em comemoração aos 25 anos de O Menino Maluquinho, de Ziraldo.[8][9]

Recentemente, Érica trabalhou numa adaptação de Alice no País das Maravilhas, com roteiros de Leah Moore (filha de Alan Moore) e John Reppion, e colorização de PC Siqueira.[10]

Em 2009, Erica participou do álbum MSP 50 em homenagem aos 50 anos de carreira de Mauricio de Sousa, onde escreveu e desenhou uma história do Chico Bento.[11]

Em 2011, a Jambô Editora lançou uma edição especial de DBride Noiva do Dragão, escrita por Marcelo Cassaro e desenhada por Érica, publicada anteriormente de forma seriada na revista Dragon Slayer[12].

Em 2016, ilustrou o segundo volume de Patas Sujas, escrito por Cris Peter, feito em parceria com o coletivo Estúdio Complementares.[13] Foi escolhida como Homenageada na Edição do FIQ 2018.

Referências

  1. «Autores». Holy Avenger 
  2. «Mangakás e algo mais». Rio Comicon. 24 de outubro de 2011. Cópia arquivada em 26 de outubro de 2011 
  3. a b c «Íntegra da entrevista com Erica Awano». Correio Brasiliense. 17 de fevereiro de 2010 
  4. Sergio Miranda (1997). «Novos Mangás nas Bancas». Editora Globo. Wizard (8). ISSN 1413-6082 
  5. Sonia Maria Bibe Luyten (2005). Cultura pop japonesa. [S.l.]: Hedra. 100 páginas. 978-85-8732889-2 
  6. Denise Akemi, Erica Awano, Fran Elles Briggs, Petra Leão, Lydia Megumi, Marcelo Cassaro, Rodrigo Reis, Ricardo Riamonde, Jae Woo, André Vazzios. A Arte de Holy Avenger. [S.l.]: Talismã  line feed character character in |autor= at position 58 (ajuda)
  7. Diogo Bercito (26 de agosto de 2009). «Desenhista brasileira de mangás exporta seu traço para os EUA». Folha de S.Paulo 
  8. «Bienal do Livro». Folha Online 
  9. Jorge Henrique Cordeiro (9 de março de 2006). «O lado infantil da Bienal do Livro de São Paulo». O Globo 
  10. «Érica Awano ilustra "The Complete Alice in Wonderland"». Hikari no Tenshi. 19 agosto 2009. Consultado em 10 de novembro de 2009  |coautores= requer |autor= (ajuda)
  11. Eduardo Nasi. «MSP 50». Universo HQ 
  12. Hector Lima (1 de fevereiro de 2011). «DBride Noiva do Dragão em edição especial». Omelete 
  13. Lady’s Comics promove encontro internacional e fortalece o cenário para a produção feminina nas HQ's

Ligações externasEditar