Érico X da Suécia

político sueco

Érico X (c. 118010 de abril de 1216) – conhecido como Erik Knutsson – foi o Rei da Suécia de 1208 até sua morte em 1216. Era filho do rei Canuto I (Knut Eriksson) e sua esposa Cecília Johansdotter. Foi coroado rei da Suécia em 1210, após ter derrotado, e posto em fuga para a Dinamarca em 1208, o seu antecessor, o rei Suérquero II (Sverker II Karlsson). [1] [2]

Érico X
Érico X da Suécia
Rei da Suécia
Reinado 31 de janeiro de 1208
a 10 de abril de 1216
Coroação novembro de 1210
Antecessor(a) Suérquero II (Sverker II Karlsson).
Sucessor(a) João I (Johan Sverkersson)
 
Nascimento c. 1180
Morte 10 de abril de 1216 (36 anos)
  Castelo de Näs, Visingsö, Suécia
Sepultado em Abadia de Varnhem, Varnhem, Suécia
Esposa Rikissa da Dinamarca
Descendência Sofia da Suécia
Marta da Suécia
Ingeborg da Suécia
Mariana da Suécia
Érico XI da Suécia (”Érico, o Gago e Coxo”
Casa Érico
Pai Canuto I da Suécia
Mãe Cecília Johansdotter
Religião Catolicismo

Foi o primeiro rei a ser coroado solenemente e durante o seu reinado houve boas colheitas [3] [4]

O décimo sétimo foi o rei Erekær. Fugiu para a Noruega durante três anos. Depois conquistou a Suécia com a espada e com vitórias, e foi rei durante sete Invernos e foi um bom rei com anos de boas colheitas, enquanto ele viveu. Morreu na sua própria cama em Visingsö e jaz em Varnhem com os seus irmãos e familiares.

Kungalängden (escrita por volta de 1240 pelo ”Padre de Vidhem” e anexada à Lei da Västergötland; conservada no manuscrito KB B 59 da Biblioteca Nacional da Suécia [5]

Biografia

editar

Quando seu pai Canuto I faleceu, Érico e seus irmãos eram menores de idade e não tinha possibilidade de ascender ao trono. O rei eleito foi Suérquero, que manteve no princípio boas relações com os filhos de Canuto, mas posteriormente os viu como inimigos na linha de sucessão e os irmãos tiveram que se exilar na Noruega.

Em 1205, Érico escapou vivo da batalha de Älgarås e partiu rumo à Noruega, após ter sido derrotado junto com seus irmão pelo rei Suérquero II. Seus treis irmãos morreram durante o combate, mas Érico tentou regressar posteriormente a Suécia, a fim de depor o rei. Em 1208, junto com aliados noruegueses, derrotou o rei Suérquero na batalha de Lena em 31 de janeiro deste ano, e depois disso o rei Suérquero teve que se refugir na Dinamarca. Havendo vencido seu inimigo, Érico pode ser eleito no mesmo ano novo monarca, mas a coroação - a primeira na história da Suécia - não aconteceria antes da derrota definitiva de Suérquero na batalha de Gestilren no outono de 1210. Nesse mesmo ano, Érico casou-se com Rikissa da Dinamarca, filha de Valdemar I da Dinamarca. Com esse matrimônio melhoraram as relações com a Dinamarca, que tradicionalmente havia apoiado a dinastia de Suérquero.[6][7]

O rei faleceu repentinamente de febre em Visingsö no dia 10 de abril de 1216. Foi sepultado na Igreja do Convento de Varnhem.[7]

Família

editar

Diz-se que Érico X teve várias filhas no seu matrimônio com Riquilda de Dinamarca, mas não se sabe quase nada sobre elas. Os filhos que se conhece são:

Referências

  1. Sture Bolin. «Erik Knutsson» (em sueco). Svenskt biografiskt lexikon (Riksarkivet) - Dicionário Biográfico Sueco (Arquivo Nacional Sueco). Consultado em 13 de março de 2017 
  2. Lagerqvist, Lars O. (1976). «Erik Knutsson». Sverige och dess regenter under 1000 år (em sueco). Estocolmo: Bonnier. p. 60. 399 páginas. ISBN 91-0-075007-7 
  3. Larsson, Lars-Ove (1993). «Medeltiden». Vem är vem i svensk historia. Från år 1000 till 1900 (em sueco). Estocolmo: Prisma. p. 18. 208 páginas. ISBN 91-518-3427-8 
  4. Lagerquist, Lars O (1997). «Medeltid». Sveriges Regenter. Från forntid till nutid (em sueco). Estocolmo: Norstedts. p. 63-64. 440 páginas. ISBN 91-1-963882-5 
  5. {{citar web |url=https://project2.sol.lu.se/fornsvenska/01_Bitar/A.L5.D-Vidhem.html |título=Yngre Västgötalagen - Vidhemsprästens anteckningar |citacao=Syutanði war Erekær konongær. han flydði .i. noreghe. þre iæmlangæ. siðþæn wan han sweriki mæð swærði oc mæð sighær. oc war syu wintær konongær. oc war godþær. aar konongær. fore þy at .e. waru goð aar vm alt hans riki. mæðþæn han liffðhi. han stra ðoo .i. wisingxs .ö. oc liggær .i. warnem hos bröðrom sinum oc ffrænðum. |publicado=Fornsvenska Textbanken |autor= |língua=sv |acessodata=28 de janeiro de 2024
  6. Larsson, Lars-Ove (1993). «Medeltiden». Vem är vem i svensk historia. Från år 1000 till 1900 (em sueco). Estocolmo: Prisma. p. 18. 208 páginas. ISBN 91-518-3427-8 
  7. a b Lagerqvist, Lars; Nils Åberg (2004). «Erik (X) Knutsson». Litet lexikon över Sveriges regenter (Pequeno léxico dos regentes da Suécia) (em sueco). Boda kyrkby: Vincent. p. 16-17. 63 páginas. ISBN 91-87064-43-X 
  Este artigo sobre história ou um(a) historiador(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Precedido por
Suérquero II
Suérquero Karlsson
Reis da Suécia
1208-1216
Sucedido por
João I
Johan Suérquerosson