Abrir menu principal

Josué Ferreira Filho (Arapiraca, 17 de julho de 1974), conhecido por Índio, Índio Alagoano ou Índio Ferreira, é um treinador de futebol e ex-futebolista brasileiro que atuava como zagueiro. Atualmente comanda o Apucarana Sports.

Índio Ferreira
Informações pessoais
Nome completo Josué Ferreira Filho
Data de nasc. 17 de julho de 1974 (45 anos)
Local de nasc. Arapiraca, AL, Brasil
Altura 1,83 m
Informações profissionais
Período em atividade Como jogador: 1992–2007
Como treinador: 2014–
Equipa atual Apucarana Sports
Posição Treinador (Ex-zagueiro)
Clubes de juventude
1990 - 1991 Fluminense de Feira de Santana [1]
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1992–1994
1995–1996
1996–1999
2000
2000–2001
2002
2002–2005
2005
2006
2007
Flamengo
Guarani
Juventude
Palmeiras
Goiás
Vitória
Beitar Jerusalém
Juventude
Coritiba
Náutico
15 (0)

50 (2)
9 (0)
37 (1)

91 (3)
16 (0)

Times/Equipas que treinou


2014
2015
2016
2016
2016–2017
2017
2018
2018
2018
2019
2019–
Fluminense de Feira (coordenador da base)
Bahia de Feira (coordenador da base)
Amadense
Estanciano
Auto Esporte
Maringá (diretor de futebol)
Internacional-PB
Sousa
Atlético de Cajazeiras
Olímpico de Itabaianinha
Nacional de Rolândia
Nacional de Patos
Apucarana Sports




1

15
12
6

1
4
Última atualização: sexta-feira, 06 de dezembro de 2019

CarreiraEditar

Iniciou sua carreira profissional no Flamengo, em 1992. Disputou apenas 15 jogos no elenco principal do clube rubro-negro (55 no total), tendo ainda uma passagem pelo Guarani.

Seu auge foi no Juventude, onde chegou ainda em 1996 e fez parte do elenco que venceu o Campeonato Gaúcho de 1998 e a Copa do Brasil de 1999, tendo jogado a final contra o Botafogo. Após deixar o clube de Caxias do Sul, disputou 9 jogos pelo Palmeiras em 2000, e no mesmo ano foi contratado pelo Goiás, onde permaneceria até 2002, quando teve uma rápida passagem pelo Vitória.

A única experiência do zagueiro no exterior foi em Israel, representando o Beitar Jerusalém (2002 a 2005). Índio ainda voltaria ao Juventude em 2005, se aposentando em 2007 após defender Coritiba e Náutico.

Carreira de treinadorEditar

Em 2014, Índio estreou como técnico no futebol de Sergipe, trabalhando no Amadense e no Estanciano. Após comandar o Auto Esporte em apenas 1 jogo, exerceria o cargo de diretor de futebol no Maringá em 2016[2], assinando com o Internacional-PB para a disputa da segunda divisão paraibana, vencendo a competição de forma invicta.

Nas 4 primeiras rodadas do Campeonato Paraibano de 2017, o Internacional chegou a figurar entre os primeiros colocados, porém uma crise atingiu o clube, que ficou sem os investidores, boa parte do elenco e do próprio Índio[3], que deixara de usar o gentílico Alagoano e passou a ser chamado de Índio Ferreira.

Depois de comandar Sousa, Atlético de Cajazeiras, Olímpico de Itabaianinha e Nacional de Rolândia, ele teve uma rápida passagem pelo Nacional de Patos, deixando o cargo após 4 partidas[4].

Em fevereiro de 2019, foi anunciado como novo técnico do Apucarana Sports[5].

Ligações externasEditar

Referências

  1. http://www.sambafoot.com/pt/jogadores/3005_indio.html
  2. Fábio Castaldelli (5 de maio de 2016). «Índio é novo diretor de futebol do Maringá FC». O Diário. Consultado em 5 de maio de 2016 
  3. «Com saída de investidores, Índio Ferreira anuncia que vai deixar o Inter». globoesporte.com. Consultado em 20 de fevereiro de 2017 
  4. Cisco Nobre e Raniery Soares (5 de fevereiro de 2019). «Índio Ferreira não é mais o técnico do Nacional de Patos». globoesporte.globo.com/. Consultado em 5 de fevereiro de 2019 
  5. «Índio Ferreira é o novo técnico do Apucarana Sports». TN Online. 25 de fevereiro de 2019. Consultado em 25 de fevereiro de 2019