Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para outras acepções, veja Frei.
Ínguino
Rei lendário dos Suíones
Ínguino funda o Templo de Upsália, em ilustração de Hugo Hamilton (1802–1871)
Reinado século I a.C.-século I d.C.
Antecessor(a) Niordo
Sucessor(a) Fliolmo
Casa Casa dos Inglingos

Ínguino-Frei ou Ínguino[1] (em sueco: Yngve-Frej ou Yngve; em nórdico antigo: Yngvi/Yngve; em inglês antigo: Ingwine; em alto-alemão antigo: Inguin), um rei lendário dos Suíones por volta do século I. É idêntico ao deus Frei da mitologia nórdica.[2][3][4]

Está referido na Saga dos Inglingos e na Edda em prosa do historiador islandês Snorri Sturluson do século XIII, que o afirma contemporâneo do imperador romano Augusto (r. 27 a.C.-14 d.C.).[3] Teria sido o primeiro rei da Casa dos Inglingos, cujo nome Ynglinga derivaria precisamente de Yngve. Era filho do deus Niordo e pai do rei Fliolmo.[2]

Snorri Sturluson conta: Quando Ínguino-Frei morreu, foi feito um monte sobre a sua sepultura em Upsália. Durante três anos, os Suíones continuaram a depositar os seus impostos nesse monte, pensando que o rei estava vivo. Finalmente descobriram o embuste, mas atribuíram a Ínguino-Frei esses anos de boas colheitas e de paz, pelo que começaram a adorá-lo como o deus Frei.[5]

Referências

  1. Neves 2019.
  2. a b Lagerqvist, Lars O (1997). «Forntid». Sveriges Regenter. Från forntid till nutid (em sueco). Estocolmo: Norstedts. p. 14. 440 páginas. ISBN 91-1-963882-5 
  3. a b Miranda, Ulrika Junker; Anne Hallberg (2007). «Yngve-Frej». Bonniers uppslagsbok (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag. p. 1116. 1143 páginas. ISBN 91-0-011462-6 
  4. Lagerqvist, Lars; Nils Åberg (2004). «Saga och sägen om våra förhistoriska kungar». Litet lexikon över Sveriges regenter (em sueco). Boda kyrkby: Vincent. p. 7. 63 páginas. ISBN 91-87064-43-X 
  5. Henrikson, Alf; Björn Berg (1963). «Frejs ätt». Svensk historiaidioma=sueco. Estocolmo: Bonnier. p. 38. 1062 páginas. ISBN 91-0-055344-1 


Precedido por
Niordo
Reis dos Suíones
século I a.C.-século I d.C.
Sucedido por
Fliolmo

BibliografiaEditar