Abrir menu principal
Úrsula
Princesa de Brandemburgo
Duquesa de Münsterberg-Oels
Condessa de Glatz
Cônjuge Henrique I de Poděbrady
Casa Hohenzollern
Poděbrady
Nascimento 25 de setembro de 1450
  Berlim, Alemanha
Morte 25 de novembro de 1508 (58 anos)
  Breslávia (atual Baixa Silésia, Polônia)
Enterro Glatz, Baixa Silésia, Polônia
Pai Alberto III Aquiles
Mãe Margarida de Baden

Úrsula de Brandemburgo (Berlim, 25 de setembro de 1450Breslávia, 25 de novembro de 1508)[1][2][3][4] foi uma princesa de Brandemburgo por nascimento, duquesa de Münsterberg-Oels e condessa de Glatz pelo seu casamento com Henrique I de Poděbrady.

FamíliaEditar

Úrsula foi a primeira filha e quarta criança nascida de Alberto III Aquiles, eleitor de Brandemburgo e de Margarida de Baden, sua primeira esposa. Os seus avós paternos foram o eleitor Frederico I de Brandemburgo e Isabel de Baviera-Landshut. Seus avós maternos foram o marquês Jaime I de Baden-Baden e Catarina da Lorena.

Ela teve cinco irmãos, que eram: Wolf, nascido e morto em 1450; Isabel, esposa do duque Ebardo II de Württemberg; Margarida, abadessa da Ordem das Clarissas, em Hof, e João Cícero, eleitor de Brandemburgo como sucessor do pai Alberto, marido de Margarida da Turíngia, e Frederico.

BiografiaEditar

Úrsula primeiramente foi prometida em casamento ao duque Alberto III da Saxônia, filho de Frederico II, Eleitor da Saxônia. Porém, com o rompimento do noivado, ela foi oferecida ao irmão do duque, o eleitor Ernesto da Saxônia. Contudo, eles não se casaram.

Em seguida, sua mão foi dada em casamento a Henrique, duque de Münsterberg-Oels, filho de Jorge de Poděbrady, rei da Boêmia e de Cunegundes de Sternberg. A união, porém, não ocorreu imediatamente, devido ao fato de o Papa Paulo II ter excomungado a prometida e seu pai, Alberto, pois considerava o duque Henrique um herege. As relações entre o estado de Brandemburgo e o imperador Frederico III do Sacro Império Romano-Germânico, também pioraram devido ao noivado.

Devido as circunstâncias, os pais dos noivos criaram uma aliança defensiva contra a oposição ao matrimônio.

No entanto, a princesa secretamente tornou-se noiva de Rodolfo III de Sulz, conde em Klettgau, sem comunicar ao seu pai. O papa, porém, dissolveu este noivado.

Finalmente, em 9 de fevereiro de 1467, aos 16 anos, Úrsula casou-se com o duque Henrique, na cidade de Eger, hoje conhecida como Cheb, na atual República Checa. Eles tiveram oito filhos, cinco meninos e três meninas.

A duquesa faleceu no dia 25 de novembro de 1508, aos 58 anos de idade, e foi enterrada em Glatz, hoje na Polônia.

DescendênciaEditar

  • Alberto I de Münsterberg-Oels (3 de agosto de 1468 – 12 de julho de 1511), foi marido de Salomé de Sagan e Glogau, com quem teve uma filha;
  • Jorge I de Münsterberg (2 de outubro de 1470 – 10 de novembro de 1502), foi marido de sua cunhada, Edviges de Sagan e Glogau, com quem teve um filho;
  • João de Münsterberg-Oels (23 de junho de 1472 – 7 de agosto de 1472), enterrado em Glatz;
  • Margarida de Münsterberg (25 de agosto de 1473 – 28 de junho de 1530), foi esposa do príncipe Ernesto I de Anhalt-Dessau, com quem teve quatro filhos;
  • Madalena (25 de janeiro de 1482 – 11 de abril de 1513), não se casou e nem teve filhos;
  • Sidônia (3 de junho de 1483 – 1522), esposa do conde Ulrice de Hardegg. Sem descendência.

Referências

  1. «Foundation for Medieval Genealogy». fmg.ac 
  2. «We Relate». werelate.org 
  3. «Geneanet». gw.geneanet.org 
  4. «My Heritage». myheritage.com.br