Ürümqi

Ürümqi (uigur: ئۈرۈمچى; chinês simplificado: 乌鲁木齐; chinês tradicional: 烏魯木齊; pinyin: Wūlǔmùqí) é a capital e a maior cidade da região autónoma de Xinjiang. Localiza-se no nordeste da região e tem cerca de 2,1 milhões de habitantes. Tornou-se capital da região em 1884. Ürümqi é a cidade que mais dista da linha costeira, estando próxima do polo de inacessibilidade.

Localização de Ürümqi em Xinjiang.
Panorama de Ürümqi

O nome da cidade na língua uigur significa "pasto bom". É uma cidade situada em uma faixa fértil de oásis ao longo da encosta norte do leste da Cordilheira do Tian Shan.

A cidade foi um dos principais pontos de apoio às caravanas na Rota da Seda na época da Dinastia Tang e foi um importante centro comercial e cultural durante a Dinastia Qing. Em 2005, foi inaugurado um museu naquela cidade que dá uma visão ampla da civilização chinesa ao longo da Rota da Seda e das culturas étnicas locais[1].

No dia 26 de junho de 1864, na época da Revolta Dungan, os soldados huis da guarnição de Urumqi se rebelaram, após saber que os huis tinham tomado o poder em Kucha no início do mês. Duas lideranças huis tiveram destaque no levante em Urumqi: Tuo Ming (também conhecido como Tuo Delin), um professor oriundo de Gansu, e Suo Huanzhang, um militar com boas relações com os líderes religiosos huis. Grande parte da cidade foi destruída, os armazéns de chá foram queimados, e a fortaleza onde ficavam as tropas manchus foi sitiada, até a sua rendição em 16 de setembro[2].

Referências

  1. Urumqi, em inglês, acesso em 17 de fevereiro de 2015.
  2. Dungan revolt, em inglês, acesso em 20 de fevereiro de 2015.
  Este artigo sobre geografia da China é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.