Ōnakatomi no Kiyomaro

Ōnakatomi no Kiyomaro ( 大中臣清麻呂 702 - 788?, também conhecido como Seimanryo ou Jōmanryo) , foi um nobre que viveu no Período Nara da história do Japão.

Ōnakatomi no Kiyomaro
大中臣清麻呂
Ōnakatomi no Kiyomaro
大中臣清麻呂
Udaijin
Dados pessoais
Nascimento 702
Morte 06 de setembro de 788 (86 anos)
linkWP:PPO#Japão

Kiyomaro foi o sétimo filho do chūnagon Nakatomi no Omimaro do clã Nakatomi. Ele mudou seu nome e fundou o clã Ōnakatomi.

CarreiraEditar

Makibi serviu os seguintes imperadores: Shōmu (740 - 749), Imperatriz Koken (749 - 758), Junnin (758 - 764), Imperatriz Shotoku (764 - 770), Imperador Konin (770 - 781), Imperador Kanmu (781).

Depois de passar por uma variedade de cargos de inspeção, Kiyomaro foi promovido em 743 a Assistente do Mestre de Ritual no Jingi-kan.

Em 747, nos últimos dias do reinado do Imperador Shōmu , foi nomeado Mamoru Owari (governador da província de Owari). Em 754, já no reinado da imperatriz Koken lhe foi restabelecida a sua posição no Jingi-kan e, posteriormente, nomeado sachūben ( 左中弁 Superintendente adjunto da esquerda?) no Daijō-kan.

Sob a administração de Fujiwara no Nakamaro como Daijō Daijin no reinado do Imperador Junnin, Kiyomaro avançou de forma constante. Até que no final de 762, foi nomeado Sangi , juntando-se às fileiras da kugyō juntamente com os filhos de Nakamaro, Kusumaro e Asakari. Em 763 foi promovido a Sadaiben ( 左大弁 Superintendente da esquerda?) e Mamoru Settsu (governador da província de Settsu).

Mais tarde, naquele ano, porém, Nakamaro se rebelou, e Kiyomaro apoiou a ex-imperatriz Koken contra ele. A ex-Imperatriz saiu vitoriosa da contenda e retomou o trono, e Kiyomaro foi promovido. No ano seguinte, 765, ele foi premiado com as mais altas honras mais pelo seu serviço. No banquete após a cerimônia de re-entronização de Koken como Imperatriz Shotoku, Kiyomaro estava presente como Saishu, mestre de ritual do Jingi-kan. A Imperatriz o elogiou por sua integridade e pelo seu longo serviço naquela organização.[1]

Kiyomaro continuou sua ascensão na Corte nos reinados da Imperatriz Shotoku e do Imperador Konin. Em 768 foi promovido a Chūnagon[2] e, em 769, mudou seu nome de família de Nakatomi no Ason para Ōnakatomi no Ason.[3]

Em 770, Kiyomaro a Dainagon , e em 771 a Udaijin. Neste mesmo ano Kiyomaro foi nomeado tutor do príncipe Osabe, mas foi demitido deste papel quando o príncipe herdeiro foi deserdado no ano seguinte.[4] Em 773, ele foi re-nomeado tutor do príncipe herdeiro Yamabe, o futuro imperador Kanmu.

Em seu papel como Udaijin, Kiyomaro dirigiu o Daijō-kan até 780. Em 781, imediatamente após a ascensão do Imperador Kanmu, foi autorizado a se aposentar aos 70 anos de idade. Ele morreu em 788.



Precedido por
Kibi no Makibi
17º Udaijin
(771 - 781)
Sucedido por
Fujiwara no Tamaro



Referências

  1. Nobutaka Inoue, Endo Jun, Mori Mizue, Ito Satoshi, Shinto: A Short History (em inglês) Routledge, 2003 pp. 88-89 ISBN 9781134384617
  2. Herman Ooms, Imperial Politics and Symbolics in Ancient Japan: The Tenmu Dynasty, 650-800 (em inglês) University of Hawaii Press, 2009 p. 196 ISBN 9780824832353
  3. R. A. B. Ponsonby-Fane, Studies In Shinto & Shrines (em inglês) Routledge, 2014 p. 614 ISBN 9781136893018
  4. Herman Ooms, Imperial Politics and Symbolics in Ancient Japan p. 201