Abrir menu principal

4.º governo da Monarquia Constitucional

(Redirecionado de 3.º governo do Devorismo)

O 1.º governo da Monarquia Constitucional, ou 3.º governo do Devorismo, também conhecido pejorativamente por ministério dos vândalos, nomeado a 18 de novembro de 1835 e exonerado a 20 de abril de 1836, foi presidido, a partir de dia 25 de novembro, por José Jorge Loureiro, se bem que o cargo de presidente do Conselho de Ministros ainda não estava juridicamente definido. De 18 a 25 de novembro, a totalidade do governo deteve o poder executivo, por ausência de um presidente do Conselho de Ministros. O presidente do Conselho de Ministros e ministro e secretário de Estado dos Negócios da Guerra foi exonerado no dia 19 de abril de 1836, sendo substituído nos dois cargos pelo duque da Terceira Os restantes elementos do governo foram exonerados no dia seguinte. Para todos os efeitos, o duque da Terceira conta como chefe do governo seguinte.

Governos do Segundo Liberalismo (Monarquia Constitucional)
Brasão de armas do reino de Portugal.svg

A sua constituição era a seguinte:[1][2][3]

Cargo Detentor Período
Presidente do Conselho de Ministros Totalidade do Conselho de Ministros[Nota 1] 18 de novembro de 1835 a 25 de novembro de 1835
José Jorge Loureiro 25 de novembro de 1835 a 19 de abril de 1836
Ministro e Secretário de Estado dos
Negócios do Reino
Visconde de Sá da Bandeira (interino) 18 de novembro de 1835 a 25 de novembro de 1835
Luís Mouzinho de Albuquerque 25 de novembro de 1835 a 20 de abril de 1836
Visconde de Sá da Bandeira (interino) 25 de novembro de 1835 a 30 de novembro de 1835
Ministro e Secretário de Estado dos
Negócios Eclesiásticos e de Justiça
Manuel António Velez Caldeira 18 de novembro de 1835 a 20 de abril de 1836
Ministro e Secretário de Estado dos
Negócios da Fazenda
Francisco António de Campos 18 de novembro de 1835 a 6 de abril de 1836
José Jorge Loureiro (interino) 6 de abril de 1836 a 20 de abril de 1836
Ministro e Secretário de Estado dos
Negócios da Guerra
José Jorge Loureiro 18 de novembro de 1835 a 19 de abril de 1836
Ministro e Secretário de Estado dos
Negócios da Marinha e Ultramar
Visconde de Sá da Bandeira 18 de novembro de 1835 a 20 de abril de 1836
Ministro e Secretário de Estado dos
Negócios Estrangeiros
Marquês de Loulé 18 de novembro de 1835 a 20 de abril de 1836

GaleriaEditar

NotasEditar

  1. O Conselho de Ministros entre 18 e 25 de novembro de 1835 foi composto pelo visconde de Sá da Bandeira (Reino / Marinha e Ultramar), Manuel António Velez Caldeira (Eclesiásticos e Justiça), Francisco António de Campos (Fazenda), José Jorge Loureiro (Guerra) e pelo Marquês de Loulé (Negócios Estrangeiros).

Referências

  1. Maltez, José Adelino. «Governo de José Jorge Loureiro (1835–1836)». Politipédia — Repertório Português de Ciência Política. Observatório Político. Consultado em 17 de agosto de 2013 
  2. Imprensa Nacional (1871). «Noticia dos ministros e secretarios d'estado do regimen constitucional nos 41 annos decorridos desde a regencia installada na ilha terceira em 15 de março de 1830 até 15 de março de 1871». Consultado em 26 de agosto de 2013 
  3. Santos, Manuel Pinto dos (1986). «I Parte – Organização do poder governamental; 3. Do poder executivo – 3.2. Elencos ministeriais». Monarquia constitucional: organização e relações do poder governamental com a Câmara dos Deputados, 1834–1910. [S.l.]: Assembleia da República, Divisão de Edições 
Precedido por
Duque de Saldanha
Chefe de governo de Portugal
1835
(IV Governo da Monarquia Constitucional)
Sucedido por
José Jorge Loureiro
  Este artigo sobre História de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.