30 Rock: A One-Time Special

Episódio de "30 Rock"

"30 Rock: A One-Time Special" é um episódio especial da série de televisão de comédia de situação norte-americana 30 Rock, transmitido originalmente nos Estados Unidos na noite de 16 de Julho de 2020 através da rede de televisão National Broadcasting Company (NBC), marcando assim o primeiro episódio inedito do seriado a ser transmitido na televisão desde "Last Lunch" em Janeiro de 2013. O seu argumento ficou sob o cargo dos co-criadores e ainda produtores executivos Tina Fey e Robert Carlock, enquanto a realização foi assinalada a Oz Rodriguez, com Ryan Sage tratando da realização dos segmentos apenas.

"30 Rock: A One-Time Special"
Episódio especial de 30 Rock
O desempenho de Jack McBrayer como ambos Kenneth Parcell e Vivica foi considerado o ponto mais alto do episódio.
Informação geral
Direção
  • Oz Rodriguez
  • Ryan Sage
Escritor(es)
Produção Jerry Kupfer
Direção de
fotografia
John Inwood
Música Jeff Richmond
Duração 1 hora (com comerciais)
Transmissão original 16 de Julho de 2020
Cronologia
"Last Lunch"
Lista de episódios de 30 Rock

Produção e desenvolvimentoEditar

30 Rock é uma série de televisão criada por Tina Fey e baseada livremente nas suas experiências como argumentista-chefe do programa de televisão humorístico Saturday Night Live (NBC), também transmitido pela NBC. Após sete anos de produção contínua, o seriado ultimamente foi cancelado em Maio de 2012, com o episódio final sendo transmitido a 31 de Janeiro do ano seguinte.[1][2] Não obstante, Fey teve o seu contracto com a rede de televisão renovado e,[3] em 2015, estreou Unbreakable Kimmy Schmidt, uma sitcom estrelada por Ellie Kemper cujo enredo centra-se numa mulher que foge de um culto sobre o dia do juízo final. Também baseada na Cidade de Nova Iorque, e além de ser co-estrelada por Jane Krakowski, Unbreakable Kimmy Schmidt contém várias referências a 30 Rock que,[4][5] por sua vez, foi adicionado à plataformas de streaming como Hulu e Netflix.[6] Porém, com o objectivo de lançar a sua própria plataforma de streaming do seu conteúdo, a NBC ultimamente retirou 30 Rock, assim como vários outros programas da emissora como Friends e Cheers, dos serviços acima mencionados, anunciando a estreia do seu próprio serviço Peacock em Setembro de 2019.[7][8] Rumores sobre uma possível reunião de 30 Rock foram negados por Fey por várias vezes. Em 2019, Fey e Carlock receberam uma nova ordem da NBC para produzirem um seriado cujo enredo baseava na vida da personagem Jack Donaghy e a sua carreira política como o presidente da câmara municipal da Cidade de Nova Iorque após o término de 30 Rock. No entanto, embora originalmente interpretada pelo produtor Alec Baldwin, Jack seria desta vez interpretada por Ted Danson, e a locação alterada para a cidade de Los Angeles, Califórnia, para acomodar o desejo de Danson de permanecer na sua cidade natal. Isto culminou na alteração de todo o enredo de modo a se evitar algum tipo de conexão a 30 Rock.[9]

A 16 de Junho do ano seguinte, a NBC anunciou que um episódio inédito do seriado seria transmitido no mês seguinte como parte dos esforços de divulgação e promoção do serviço Peacock. "Estámos todos muito felizes por ter esta desculpa para trabalhar (remotamente) juntos para a NBC," afirmaram ambos Fey e Carlock.[10] Josh Feldman, vice-presidente executivo e chefe da divisão de marketing e publicidade criativa da NBCUniversal, afirmou que "este evento especial de 30 Rock irá trajer vídeo, propaganda e humor juntos para mostrar ao mundo o poder da One Platform de uma maneira completamente nova."[10] Esta notícia foi acompanhada pelo anúncio de remoção de quatro episódios do seriado, a 22 de Junho, de todas as plataformas de streaming e de transmissão em redifusão que têm os direitos de transmissão do seriado devido ao conteúdo que incluiu ou descreve cenas que apresentam personagens em blackface, conforme o pedido por ambos Fey e Carlock à NBCUniversal. Os episódios foram "Believe in the Stars" da terceira temporada, "Christmas Attack Zone" e "Live Show" da quinta, e ainda "Live from Studio 6H" da sexta. Segundo Fey, a decisão foi tomada pois ela se sentia desconfortável com os episódios fazendo parte da série devido a um clima em alteração. Esta acção foi motivada pelos protestos antirracistas nos Estados Unidos iniciados após a morte de George Floyd, um homem afro-americano assassinado em Minneapolis em Maio daquele ano após um agente policial ajoelhar no seu pescoço por quase nove minutos.[11]

"Na NBCUniversal, estámos entusiasmados por produzir uma [forma de] divulgação que reflete uma nova realidade e celebra a nossa relação com os telespectadores e anunciantes. Historicamente, este evento é sobre o futuro da programação, este ano, é sobre o futuro da nossa indústria — um futuro no qual poderemos encontrar [o] público onde quer que estejam, com as histórias que os comovem. Tal como diz o antigo ditado, '... quando a vida dá-nos Lemon, faça ela apresentar a Upfront!"

— Linda Yaccarino, presidente da divisão de propaganda e parcerias da NBCUniversal, a expressar os seus sentimentos pelo episódio.[10]

Tal como 30 Rock, o episódio foi também produzido pelas companhias Broadway Video e Little Stranger, Inc. em associação com a Universal Television e a divisão Creative Partnerships da NBCUniversal. O argumento foi co-escrito por Fey e Carlock, marcando assim a trigésima vez de Fey e a 27.ª de Carlock a escreverem um guião para o seriado, enquanto a realização ficou à cargo de Oz Rodriguez, com Ryan Sage tratando apenas da realização dos segmentos. Rodriguez foi realizador do programa de televisão humorístico Saturday Night Live (SNL), no qual Fey foi argumentista-chefe do SNL entre 1999 e 2006 e Tracy Morgan integrou o elenco principal.[12] Alec Baldwin também apresentou o SNL por dezassete vezes, o maior número de episódios por qualquer apresentador da série.[13] Além disso, vários membros do elenco desse programa já fizeram uma aparição em 30 Rock,[14][15] dos quais Jimmy Fallon, Andy Samberg e Kenan Thompson participaram de "A One-Time Special".

Este episódio especial viu todo o elenco principal e regular a repetir os seus respectivos desempenhos. Jack McBrayer interpretou ainda Vivica, governanta da casa de Kenneth Parcell, personagem normalmente interpretada por si. Dentre as participações especiais, estão inclusas Maulik Pancholy como o agora antigo assistente Jonathan, Sue Galloway como a argumentista Sue LaRoche-Van der Hout, Paula Pell como Paula Hornberger, Erik Gurian como uma personagem não-intitulada, e ainda uma aparição vocal de James Marsden como Criss Chros. Houve ainda estrelas convidadas que apareceram a interpretar versões fictícias de si mesmos, como Lauren Ash, Stephanie Beatriz, Kandi Burruss, Todd Chrisley, Kelly Clarkson, Andy Cohen, Terry Crews, Ted Danson, Kate del Castillo, Nick Gehlfuss, Lauren Graham, Mariska Hargitay, Derek Hough, Justin Hartley, Don Johnson, Dwayne Johnson, Khloé Kardashian, Heidi Klum, Hoda Kotb, John Legend, Jane Levy, Mario Lopez, Jane Lynch, Howie Mandel, Miranda Rae Mayo, Christopher Meloni, Chrissy Metz, The Miz, Mandy Moore, Al Roker, Blake Shelton, Marina Squerciati, Mary Steenburgen, Gwen Stefani, Mike Tirico, Milo Ventimiglia, e Sofía Vergara. Embora desta vez Steenburgen tenha aparecido como uma versão fictícia de si mesma, ela já fez participações na sexta temporada de 30 Rock a interpretar Diana Jessup, mãe de Avery Jessup e ex-sogra de Jack.

Transmissão e repercussãoEditar

Nos Estados Unidos, o episódio foi transmitido na noite de 16 de Julho de 2020, uma quinta-feira, através da NBC. No dia seguinte, foi transmitido mais uma vez nos canais de televisão USA Network, Bravo!, E!, Oxygen, SYFY, e CNBC — todos propriedade da NBCUniversal — além de ter sido adicionado à plataforma de streaming Peacock. Embora emitido sem intervalos comerciais, foi frequentemente interrompido por sequências de marketing indirecto de programas transmitidos nos canais acima mencionados ao longo da temporada televisiva norte-americana de 2020-21, servindo assim como um substituto para uma apresentação upfront física devido às limitações causadas pela pandemia de COVID-19. Todavia, um grande número de grupos afiliados da NBC — incluindo Tegna, Hearst Television, Sinclair Broadcast Group, Nexstar Media Group, e Gray Television — recusou-se a transmitir "A One-Time Special" devido ao motivo da emissora-mãe de promover o serviço Peacock, ficando assim com receio deste novo serviço incitar os telespectadores a não assistirem mais aos seus canais. Embora as afiliadas acima, que alcançam cerca de metade da população dos Estados Unidos, não tenham transmitido o episódio, algumas emitiram-no em um horário tardio, entre as duas e as cinco horas da manhã.[16][10]

De acordo com as estatísticas publicadas pelo serviço de mediação de audiências Nielsen Ratings, avaliações preliminares indicavam que o episódio havia sido visto por uma média de 2,49 milhões de domicílios e recebido a classificação de 0,4 no perfil demográficos dos telespectadores entre os dezoito aos 49 anos de idade, o que significa que foi visto por 0,4 por cento de todas as pessoas dos dezoito aos 49 anos de idade do país, mostrando uma média de 0,4 e 2,8 milhões de telespectadores ao longo dos primeiros trinta minutos, e 0,3 e 2,1 milhões de telespectadores na segunda.[17][18] Contudo, as avaliações finais revisadas revelaram que o episódio foi na verdade assistido em uma média de 878 mil agregados familiares ao longo da sua transmissão original norte-americana em sessenta por cento das afiliadas da NBC, e foi-lhe atribuída a classificação de 0,2 no perfil demográfico dos telespectadores entre os dezoito aos 49 anos de idade. Assim, dentre todos os programas de televisão transmitidos através das três maiores redes de televisão dos EUA, registou o segundo número mais baixo de telespectadores daquela noite, perdendo o primeiro lugar para uma repetição da série Superstore, emitida logo após este episódio também pela NBC.[19]

Análises da críticaEditar

"A One Time Special" foi altamente criticado por ter fugido à essência de 30 Rock. A NBC foi igualmente criticada por ter usado o seriado apenas para promover o serviço Peacock. Todavia, o episódio foi elogiado por ter cumprido a tarefa de promover a plataforma de streaming e ainda por permitir o retorno do humor típico da série. Jack McBrayer foi considerado o ponto alto da noite pelo desempenho da nova personagem feminina Vivica, "uma das partes consistentemente engraçadas" do episódio.[20][21] No Rotten Tomatoes, um wesbite norte-americano agregador de análises de programas de televisão e filmes, o episódio recebeu a percentagem de 31, com base em treze críticas profissionais.[22]

Para Inkoo Kang, para o portal norte-americano The Hollywood Reporter, o episódio "pareceu uma versão morta-viva do seriado feita para preencher tempo por entre a publicidade para o conteúdo da NBCUniversal. ... nenhuma quantidade de quebra da quarta-parede ou estrelas convidadas poderia disfarçar o facto de isto ter essencialmente sido uma apresentação Powerpoint enfeitada para uma conglomerada global de entretenimento."[23] Ben Travers, para o portal Indie Wire, considerou este episódio, contrariamente aos 138 anteriores de 30 Rock, "primeiro uma propaganda e segundo uma peça de arte..."[24]

Notas de rodapé

  1. Seidman, Robert (10 de Maio de 2012). «Updated (2): 'Parenthood' Renewed; '30 Rock' Renewed for a Final Season + Picks Up Dramas 'Do No Harm' & 'Infamous'» (em inglês). Consultado em 11 de Maio de 2012 
  2. Seidman, Robert (7 de Maio de 2012). «'30 Rock' Closes in on Final Season Renewal» (em inglês). Consultado em 11 de Maio de 2012 
  3. Wallenstein, Andrew (25 de Setembro de 2012). «Tina Fey inks 4-year pact with Universal TV». Variety (em inglês). Consultado em 25 de Setembro de 2012 
  4. «NBC Orders 13 Episodes of New Tina Fey, Robert Carlock Comedy Starring Ellie Kemper» (em inglês). The Futon Critic. 31 de Outubro de 2013. Consultado em 28 de Janeiro de 2014 
  5. Bibel, Sara (31 de Outubro de 2013). «NBC Orders 13 Episodes of New Comedy Written by Tina Fey & Robert Carlock & Starring Ellie Kemper». TV by the Numbers (em inglês). Zap2it. Consultado em 28 de Janeiro de 2014 
  6. «Hulu Inks Deal with NBCUniversal for Hundreds of Episodes of TV Favorites Including "30 Rock," "Parenthood" and More» (em inglês). Santa Monica, CA: The Futon Critic. 27 de Setembro de 2017. Consultado em 20 de Julho de 2020 
  7. «NBCUniversal Announces "Peacock" as the Name of Its Streaming Service and Unveils Initial Content Lineup» (em inglês). The Futon Critic. 17 de Setembro de 2019. Consultado em 20 de Junho de 2020 
  8. RICH, Katie (15 de Setembro de 2017). «30 Rock Leaving Netflix Is Truly the End of an Era». Vanity Fair (em inglês). Condé Nast. Consultado em 20 de Junho de 2020 
  9. «NBC Comedy Icons and Multiple Emmy Winners Ted Danson, Tina Fey and Robert Carlock Unite for New Series» (em inglês). The Futon Critic. 18 de Julho de 2019. Consultado em 20 de Julho de 2020 
  10. a b c d «"30 Rock" Returns to NBCUniversal for an Upfront Special Event Thursday, July 16 at 8/7c on NBC» (em inglês). The Futon Critic. 16 de Junho de 2020. Consultado em 18 de Julho de 2020 
  11. WALLIS, Adam (23 de Junho de 2020). «'30 Rock' blackface episodes pulled by Tina Fey, NBCU» (em inglês). Toronto: Global News (Corus Entertainment, Inc.). Consultado em 18 de Julho de 2020 
  12. YANG, Rachel (27 de Agosto de 2019). «SNL director Oz Rodriguez reveals the sketch that almost went wrong and more behind-the-scenes secrets». Entertainment Weekly (em inglês). Meredith Corporation. Consultado em 18 de Julho de 2020 
  13. WILLIS, Jackie (23 de Janeiro de 2017). «Alec Baldwin Will Host 'Saturday Night Live' for the 17th Time». Entertainment Tonight (em inglês). CBS Television Distribution (CBS Studios, Inc.). Consultado em 1 de Outubro de 2018 
  14. TRAISTER, Rebecca (14 de Abril de 2010). «The Tina Fey backlash» (em inglês). Salon.com. Consultado em 18 de Dezembro de 2009. Cópia arquivada em 4 de Dezembro de 2012 
  15. GOODWIN, Christopher (11 de Maio de 2008). «And funny with it». The Guardian (em inglês). Guardian News and Media. Consultado em 18 de Dezembro de 2009. Cópia arquivada em 31 de Julho de 2013 
  16. ADALIAN, Josef (14 de Julho de 2020). «Blerg, Most NBC Stations Are Refusing to Air the 30 Rock Reunion». Vulture (em inglês). VOX Media Networks, LLC. Consultado em 18 de Julho de 2020 
  17. METCALF, Mitch (17 de Julho de 2020). «SHOWBUZZDAILY THURSDAY NETWORK SCORECARD – 7.16.2020» (em inglês). Showbuzz Daily. Consultado em 18 de Julho de 2020 
  18. MAGLIO, Tony (17 de Julho de 2020). «'30 Rock' vs 'Parks and Rec' Reunion Ratings: Reunited, but Does NBC Feel So Good?». TheWrap (em inglês). Consultado em 18 de Julho de 2020 
  19. METCALF, Mitch (17 de Julho de 2020). «UPDATED: SHOWBUZZDAILY's Top 150 Thursday Cable Originals & Network Finals: 7.16.2020» (em inglês). Showbuzz Daily. Consultado em 18 de Julho de 2020 
  20. KELLER, Joel (17 de Julho de 2020). «Stream It Or Skip It: '30 Rock: A One-Time Special' On NBC, Where NBCU's Upfront Is Presented By Liz Lemon And Company». Decider (em inglês). NYP Holdings, Inc. Consultado em 18 de Julho de 2020 
  21. BERMAN, Marc (16 de Julho de 2020). «'30 Rock' Upfront Special Is A Real Lemon». Forbes (em inglês). Forbes Media, LLC. Consultado em 18 de Julho de 2020 
  22. «30 Rock: 30 Rock: A One-Time Special» (em inglês). Rotten Tomatoes. Fandango Media, LLC. Consultado em 18 de Julho de 2020 
  23. KANG, Inkoo (17 de Julho de 2020). «'30 Rock: A One-Time Special': TV Review». The Hollywood Reporter (em inglês). Prometheus Global Media, LLC. Consultado em 18 de Julho de 2020 
  24. TRAVERS, Ben (17 de Julho de 2020). «The '30 Rock' Reunion Is Superb Cross-Promotional Jargon and Downright Bizarre TV». Indie Wire (em inglês). Penske Business Media, LLC. Consultado em 18 de Julho de 2020 

Ligações externasEditar