Abrir menu principal


A 7 - Autoestradas de Portugal
Nome: A7
Traçado actual: Póvoa de Varzim-Vila Pouca de Aguiar
Traçado previsto: Póvoa de Varzim-Vila Pouca de Aguiar
Tráfego médio diário: 8 764[1] Ano: 2017 (Dez.)
A 7
104
Cruza com: Concessionário: Regime:
A 3, A 11, A 24, A 28, IC5 Ascendi Portagens (103 km)
Gratuito (1 km)
Mapa da Autoestrada A7

A  A 7  é uma autoestrada portuguesa. Inicia-se na Póvoa de Varzim[2] (nó com a  A 28 ), segue pelo vale do Ave até Vila Nova de Famalicão (nó com a  A 3 ) e Guimarães e termina em Vila Pouca de Aguiar no nó com a  A 24 .

O troço Póvoa de VarzimGuimarães desta autoestrada é paralelo com o troço EsposendeGuimarães da  A 11 . As duas autoestradas juntam-se nas proximidades de Guimarães e seguem um traçado comum ao longo dos 6 km seguintes.

A A7 foi originalmente pensada para ser apenas um ramal que ligasse Guimarães à A3 (em Vila Nova de Famalicão). Com esse objetivo, a construção da A7 foi adicionada à concessão da Brisa em 1991.[3] O primeiro troço (entre Famalicão e Serzedelo) abriu em 1994 e a autoestrada chegou a Guimarães em 1996, ficando com uma extensão de cerca de 20 km. O governo português acabou por decidir prolongar a autoestrada, quer para oeste (até à Póvoa de Varzim), quer para leste (até ao então futuro IP3, que faria a ligação a Chaves).[4] A A7 foi inteiramente concessionada à Aenor (atual Ascendi) em 1999 (por 30 anos), no contexto da concessão Norte, uma concessão que também inclui a A11.[5] O prolongamento da A7 foi concluído em 2005, ficando a autoestrada com um comprimento de 104 km.

A A7 é parte integrante do  IC 5  e da Estrada Europeia  E 805 .

Traçado da A 7 no Google Maps

Estado dos TroçosEditar

Troço Situação (2016) km
Póvoa de Varzim (A28) – Vila Nova de Famalicão Em serviço (31 de janeiro de 2005)[6]
(Concessão: Norte)
20,3
Vila Nova de FamalicãoSerzedelo Em serviço (1994)
(Concessão: Norte)
13,1
SerzedeloSelho (  A 11  ) Em serviço (maio de 1996)[7]
(Concessão: Norte)
4,3
Selho (  A 11  ) – Fafe Em serviço (23 de dezembro de 2005)[8]
(Concessão: Norte)
18,8
FafeCabeceiras de Basto Em serviço (19 de novembro de 2004)[9]
(Concessão: Norte)
20,0
Cabeceiras de BastoVila Pouca de Aguiar Em serviço (23 de dezembro de 2005)[8]
(Concessão: Norte)
23
Vila Pouca de AguiarVila Pouca de Aguiar (  A 24  )[nota 1] Em serviço (27 de julho de 2007)[10]
(Concessão: Norte)
4

O lanço entre Vila Nova de Famalicão e Selho pertenceu à concessão da Brisa até 1999.

CapacidadeEditar

PerfilEditar

Troço Capacidade Extensão
Póvoa de Varzim - Serzedelo
 
33 km
Serzedelo - Guimarães
 
5 km
Guimarães - Vila Pouca de Aguiar
 
66 km

A  A 7  possui ainda uma terceira via de trânsito nos troços com duas vias por sentido, nos casos em que a elevada inclinação o justifica.

Tráfego[11]Editar

Troço Tráfego médio mensal,

setembro de 2016

Vila do Conde (A28) - EN206 8.327
EN206 - Famalicão 8.676
Famalicão - A3 19.513
A3 - Seide 23.470
Seide - Riba de Ave 20.348
Riba de Ave - Selho (A11) 18.787
Selho (A11) - Guimarães Sul 10.486
Guimarães Sul - Calvos (A11) 11.379
Calvos - Fafe Sul 6.998
Fafe Sul - Basto 6.288
Basto - Ribeira de Pena 5.243
Ribeira de Pena - A24 4.681

SaídasEditar

Póvoa de Varzim - Vila Pouca de AguiarEditar

Saída km Nome da Saída Estrada que liga
  0 Vila do Conde / Póvoa de Varzim (sul) N 206
  1 0 Viana do Castelo / Póvoa de Varzim (norte)
Vila do Conde (sul) / Porto / Maia
 A 28 
  2 1 Mata (Touguinha)
acesso local

N 206
  Praça de Portagem de Rio Mau (km 2)
  3 3 Rio Mau N 206
  4 20 Famalicão
Trofa
N 14
  5 21 Valença / Braga
Porto / Santo Tirso
 A 3 
  6 25 Seide
Vermoim
  7 33 Serzedelo
Riba de Ave
  8 38 Guimarães (centro)
Braga
 A 11 
  9 42 Guimarães (sul)
Creixomil
Vizela
N 105
  10 46 Felgueiras
Porto
Amarante
 A 11 
  11 56 Fafe N 206
  12 76 Cabeceiras de Basto
Celorico de Basto
Mondim de Basto
N 210
  13 89 Ribeira de Pena N 312
  Praça de Portagem de Ribeira de Pena (km 89)
  14 104 Chaves
Vila Real / Vila Pouca de Aguiar
 A 24 
  


direcção

Pópulo

Miranda do Douro

 A 4 

 IP 2 

Áreas de ServiçoEditar

  •   Área de Serviço de Seide (km 23)  
  •   Área de Serviço de Fafe (km 54)  
  •   Área de Serviço do Alvão (km 97)  

Notas

  1. A A7 foi planeada para se ligar à A24/IP3 em Vila Pouca de Aguiar. No entanto, quando foi aberto o troço Cabeceiras de BastoVila Pouca de Aguiar da A7, em dezembro de 2005, ainda não existia a A24 na zona de Vila Pouca de Aguiar. Assim sendo, a A7 ficou a terminar numa rotunda provisória com a Estrada Nacional 206, entre as aldeias de Carrazeda do Alvão e Lixa do Alvão, próximo de Vila Pouca de Aguiar. Esta situação manteve-se durante dois anos. Em junho de 2007 foram concluídos os troços da A24 na zona de Vila Pouca de Aguiar e no mês seguinte foram abertos os 4 km finais da A7, entre a rotunda provisória com a N206 e o nó com a A24. Embora a A7 tenha deixado de se ligar à rotunda (foi construído um viaduto sobre a N206), a rotunda foi mantida em funcionamento para o tráfego da N206.

Referências

  1. Relatório de Tráfego na Rede Nacional de Autoestradas – 4.º trimestre de 2017 (PDF) (Relatório). Instituto de Mobilidade e dos Transportes. Fevereiro de 2018. p. 14. Consultado em 18 de Maio de 2018 
  2. «Resolução do Conselho de Ministros nº 39-E/2010» (PDF). Diário da República. Consultado em 14 de Setembro de 2013 
  3. Decreto-Lei n.º 315/91, de 20 de Agosto
  4. Decreto-Lei n.º 9/97, de 10 de Janeiro
  5. Decreto-lei 248-A/99, de 6 de Julho
  6. «Lanço da A7 entre Famalicão e Póvoa de Varzim abriu à meia-noite». RTP. 31 de janeiro de 2005. Consultado em 29 de maio de 2019 
  7. Pacheco, Elsa (2001). Alteração das Acessibilidades e Dinâmicas Territoriais na Região Norte: expectativas, intervenções e resultantes (PDF) (Tese de Doutoramento). pp. 333, 463 
  8. a b Forte, Joaquim (23 de dezembro de 2005). «A7 liga Cidade-Berço». Jornal de Notícias. Consultado em 29 de maio de 2019 
  9. «2005 vai ser ano de auto-estradas e variantes, promete ministro». RTP. 19 de novembro de 2004. Consultado em 29 de maio de 2019 
  10. «Auto-estradas: A7 "abre-se" à A24 e ao centro da Europa à meia-noite de sexta-feira». Jornal de Notícias. 26 de julho de 2007. Consultado em 29 de maio de 2019 
  11. «Tráfego médio mensal das autoestradas de Portugal» (PDF)