ABT CUPRA Formula E Team

(Redirecionado de ABT Schaeffler Audi Sport)

A ABT CUPRA Formula E Team[5] é uma equipe alemã de automobilismo que atualmente disputa a Fórmula E, campeonato este que é organizado pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

ABT CUPRA Formula E Team
ABT CUPRA Formula E Team
Informações gerais
Nome completo ABT CUPRA Formula E Team
Base Kempten, Alemanha
Fundador(es) Hans-Jürgen Abt
Chefe de equipe Hans-Jürgen Abt
Thomas Biermaier[1]
Categoria(s) Fórmula E
Site www.abt-sportsline.com/motorsport/formula-e
Nome anterior Audi Sport ABT Schaeffler
Pilotos 11. Brasil Lucas Di Grassi[2]
51. Suíça Nico Müller[3]
Motor Mahindra M9Electro[4]
Chassis Spark Gen3
Pneu Hankook
Fórmula E
Estreia ePrix de Pequim de 2014
Corridas concluídas 101
Campeã de equipes 1 (2017–18)
Campeã de pilotos 1 (2016–17)
Vitórias 14
Pódios 47
Pontos 1 401
Pole Positions 5
Volta mais rápida 18
Última corrida ePrix de Londres de 2023
Posição no último campeonato (2022–23) 11° lugar (21 pontos)

História editar

A equipe foi fundada em 2014 pela companhia de tuning Abt Sportsline — que pertence a Hans-Jürgen Abt e estava ativa no Deutsche Tourenwagen Masters (DTM) — sob a bandeira Audi Sport e, denominada Audi Sport ABT, mas com a equipe sendo totalmente integrada na Team Abt Sportsline, para participar da temporada inaugural da Fórmula E.[6] Para a disputa da primeira temporada, a equipe sediada em Kempten, na Alemanha, contratou o piloto brasileiro Lucas Di Grassi, que havia disputado a temporada de 2010 da Fórmula 1, e o filho do proprietário da Abt, vindo da GP2 Series, Daniel Abt.[7] A equipe alcançou com Di Grassi, a primeira vitória da história da categoria no ePrix de Pequim de 2014. Di Grassi conquistou seis pódios, incluindo duas vitórias e permaneceu na briga até o ePrix de Berlim, quando foi desclassificado da corrida (que havia vencido) por conta de uma irregularidade técnica. No final do campeonato, a equipe ficou em terceiro lugar atrás da Team e.dams Renault e da Dragon Racing.

 
Daniel Abt no ePrix de Berlim de 2017.

Para a temporada de 2015–16, a equipe manteve os pilotos da temporada anterior.[8][9] A partir desta temporada as equipes receberam a permissão para desenvolver seus próprios trens de força, com isso, a Abt estabeleceu uma parceria com a Schaeffler para projetar e fabricar seus trens de força, com a equipe passando a se denominar ABT Schaeffler Audi Sport e levando para a pista o ABT Schaeffler FE01 de três marchas.[10][11] O monoposto provou ser a segunda força na pista, ficando atrás apenas da Renault e.dams. Com Di Grassi vencendo três corridas, além de conquistar quatro pódios e terminar em segundo no Campeonato de Pilotos, perdendo o título para o suíço Sebastien Buemi por apenas dois pontos. Daniel Abt terminou em sétimo com um total de três pódios.

Em outubro de 2016, todas as atividades de Fórmula E da Abt Sportsline que estava integrada na Team Abt Sportsline foram transferidas para uma empresa recém-fundada chamada "Abt Formel E GmbH", que era uma subsidiária integral da Abt Sportsline, e liderada por Hans-Jürgen Abt.[12]

Para a temporada de 2016–17, a ABT Schaeffler Audi Sport manteve novamente os pilotos da temporada anterior.[13] Mesmo com uma vitória a menos que na temporada anterior, a equipe voltou a terminar em segundo lugar na classificação do Campeonato de Equipes, com Di Grassi conquistando o título de pilotos contra Buemi,[14] com ele alcançando duas vitórias e sete pódios,[15] enquanto Abt terminou em oitavo sem conquistar nenhum pódio.

 
Logotipo da equipe na época de sua parceria com a Audi.

A equipe já era patrocinada pela Audi desde sua criação e, posteriormente, a montadora alemã intensificou a parceria com aporte financeiro e técnico, culminando com o anúncio feito pela Audi, em 7 de julho de 2017, que ela havia adquirido a Abt Formel E GmbH e, assim, assumindo o controle total da ABT Schaeffler Audi Sport a partir da temporada de 2017–18 — que começou em 2 de dezembro em Hong Kong — e, a renomeação da equipe para Audi Sport ABT Schaeffler.[16][17][18] Com Allan McNish assumindo o cargo de chefe da equipe.[19][20] Porém, a parceria entre as duas empresas continuou para além da temporada de 2017–18, com a equipe sendo coordenado in loco nos ePrixs pelo pessoal da Abt, mas com a montadora comandando as ações do time por completo.[21][22]

Na temporada de 2017–18, a Audi faz sua entrada oficial como equipe de fábrica na categoria, com o trem de força passando a ser produzido oficialmente pela própria Audi. Após um início de temporada difícil, com Di Grassi ficando sem somar pontos nas quatro primeiras corridas, com o piloto conseguindo se recuperando nas etapas seguintes e, com sete pódios consecutivos no final da temporada (sendo duas vitórias), ele conseguiu alcançar o segundo lugar na classificação final, ficando somente atrás do campeão Jean-Éric Vergne.[23] Por outro lado, Daniel Abt alcançou as suas únicas duas vitórias na Fórmula E nesta temporada. Assim, a Audi Sport ABT Schaeffler conquistou quatro vitórias, com a equipe conquistando o seu primeiro título do Campeonato de Equipes, com uma pequena margem de dois pontos sobre a Techeetah.[24]

 
Lucas Di Grassi no ePrix de Marraquexe de 2019.

Em 21 de setembro de 2018, foi anunciado que a Audi passaria a fornecer trens de força para a equipe Envision Virgin Racing a partir da temporada de 2018–19.[25]

Para a temporada de 2019–20, a Audi confirmou mais uma vez sua dupla de pilotos que defendia a equipe desde a temporada inaugural da Fórmula E,[26] mas posteriormente Daniel Abt foi substituído por René Rast nas seis corridas do ePrix de Berlim de 2020 devido a um episódio polêmico envolvendo o piloto titular da equipe.[27] A Audi Sport ABT Schaeffler terminou a temporada na sexta posição na classificação do Campeonato de Equipes e com três pódios gerais, dos quais dois foram alcançados por Lucas Di Grassi, um na segunda corrida do ePrix de Daria e o outro na segunda corrida do ePrix de Berlim, e um de Rast, que, também em Berlim, terminou em terceiro na quinta corrida.

Em 30 de novembro de 2020, a Audi anunciou que iria deixar a Fórmula E após o término da temporada de 2020–21.[28] Entretanto, a montadora confirmou que honraria seu compromisso e permaneceria fornecendo trens de força para sua equipe cliente, a Envision Racing, na temporada de 2021–22.[29]

Após passar uma temporada longe da categoria, devida a retirada da Audi, em 4 de maio de 2022, a Abt Sportsline anunciou seu retorno ao grid da Fórmula E sem o apoio da montadora alemã na temporada de 2022–23.[30][31][5] No dia 9 de dezembro do mesmo ano, a ABT anunciou a colaboração com a marca espanhola Cupra (que pertence a SEAT), com a equipe passando a ser denominada ABT CUPRA Formula E Team,[32][33] a Abt Sportsline já havia feito uma parceria com a Cupra para entrar na categoria de corridas fora de estrada elétrica, a Extreme E, em 2021 com a equipe Abt Cupra XE.[34][35] Em julho de 2022, a equipe assinou um contrato de múltiplos anos para utilizar trens de força da Mahindra a partir da temporada de 2022–23.[36]

 
Robin Frijns no ePrix de Berlim de 2023.

Em agosto de 2022, a ABT CUPRA anunciou que havia assinado com os pilotos Robin Frijns e Nico Müller como pilotos para a disputa da temporada de 2022–23.[37] Porém, após Frijns sofrer uma lesão na mão no ePrix da Cidade do México, Kelvin van der Linde foi chamado para substituí-lo a partir da etapa de Daria.[38] Com Frijns retornando no ePrix de São Paulo.

Para a disputa da temporada de 2023–24, a equipe manteve Müller e trouxe Lucas Di Grassi de volta, com o piloto brasileiro substituindo Frijns que havia retornado para a equipe Envision Racing.[39]

Resultados editar

(legenda) (resultados em negrito indicam pole position; resultados em itálico indicam volta mais rápida)

Ano Nome Chassi Trem de força Pneu N.° Piloto 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 Pontos da Equipe Pos. da Equipe
2014–15   Audi Sport ABT Spark SRT01-e SRT01-e[nota 1] M PEQ PUT PDE BNA MIA LBH MON BER MSC LON 165
11   Lucas Di Grassi 1 2 3 Ret 9 3 2 DSQ 2 4 6
66   Daniel Abt 10 10 15 13† 3 15 Ret 14 5 Ret 11
2015–16   ABT Schaeffler Audi Sport Spark SRT01-e ABT Schaeffler FE01 M PEQ PUT PDE BNA MEX LBH PAR BER LON 221
11   Lucas Di Grassi 2 1 2 3 DSQ 1 1 3 4 Ret
66   Daniel Abt 11 7 8 13 7 3 10 2 Ret 2
2016–17   ABT Schaeffler Audi Sport Spark SRT01-e ABT Schaeffler FE02 M HKG MAR BNA MEX MON PAR BER NIQ MTR 248
11   Lucas Di Grassi 2 5 3 1 2 Ret 2 3 4 5 1 7
66   Daniel Abt Ret 6 7 7 7 13 6 4 14 Ret 4 6
2017–18   Audi Sport ABT Schaeffler Spark SRT01-e Audi e-tron FE04 M HKG MAR SAN MEX PDE ROM PAR BER ZUR NIQ 264
1   Lucas Di Grassi 17 14 Ret Ret 9 2 2 2 2 1 1 2
66   Daniel Abt 5 DSQ 5 Ret 1 14 4 7 1 13 2 3
2018–19   Audi Sport ABT Schaeffler Formula E Team Spark SRT05e Audi e-tron FE05 M DAR MAR SAN MEX HKG SNY ROM PAR MON BER SUI NIQ 203
11   Lucas Di Grassi 9 7 12 1 2 15† 7 4 Ret 1 9 5 18†
66   Daniel Abt 8 10 3 10 4 5 18† 3 15 6 6 6 5
2019–20   Audi Sport ABT Schaeffler Formula E Team Spark SRT05e Audi e-tron FE06 M DAR SAN MEX MAR BER BER BER 114
11   Lucas Di Grassi 13 2 7 6 7 8 3 8 6 21 6
66   Daniel Abt Ret 6 14 Ret 14
  René Rast 10 13 Ret 16 3G 4
2020–21   Audi Sport ABT Schaeffler Spark SRT05e Audi e-tron FE07 M DAR ROM VAL MON PUE NIO LON BER 165
11   Lucas Di Grassi 9 8 Ret Ret 7 10 10 1 18 3 14 6 DSQ 1 20
33   René Rast 4 17 6 Ret 5 6 Ret 2 10 10 20 5 Ret 9 9
2022–23   ABT CUPRA Formula E Team Spark Gen3 Mahindra M9Electro H MEX DAR HAI CCB SPL BER MON JAC PRT ROM LON 21 11º
4   Robin Frijns Ret 14 14 17 13 9 13 10 Ret Ret Ret 17
  Kelvin van der Linde 16 18 Ret WD
51   Nico Müller 14 Ret Ret 11 WD Ret 15 9 Ret 11 12 Ret 6 10 Ret 8
2023–24   ABT CUPRA Formula E Team Spark Gen3 Mahindra M9Electro H MEX DAR SPL TOQ MIS MON BER XAN PRT LON 0* 10º*
11   Lucas Di Grassi Ret
51   Nico Müller 17
Notas

* Temporada ainda em andamento.
† – Não completaram a prova, mas foram classificados, pois concluíram 90% da prova.
G – Volta mais rápida na fase de grupos da classificação.

Notas e referências

Notas

  1. Na temporada inaugural, todas as equipes receberam um trem de força idêntico da McLaren.

Referências

  1. «'Sinônimo de Fórmula E', di Grassi projeta mais uma temporada na categoria». motorsport.uol.com.br. 12 de janeiro de 2024. Consultado em 26 de janeiro de 2024 
  2. «He is back: Lucas di Grassi returns to ABT CUPRA in Formula E». ABT Sportsline. 29 de setembro de 2023. Consultado em 2 de outubro de 2023 
  3. «ABT CUPRA Signs Lucas Di Grassi Alongside Nico Mueller». Formula E. Consultado em 2 de outubro de 2023 
  4. Smith, Sam; Holloway, Alice (27 de julho de 2023). «What next for a Formula E great trapped in the midfield?». The Race. Consultado em 3 de outubro de 2023 
  5. a b «ABT TEAMS UP WITH CUPRA IN FORMULA E». bt-sportsline.com. 5 de maio de 2022. Consultado em 20 de janeiro de 2023 
  6. «Audi Sport ABT». Formula E. Consultado em 9 de fevereiro de 2017 
  7. «ABT Sportsline unveils Formula E driver line-up with Lucas di Grassi & Daniel Abt». Formula E Operations. Fórmula E. 13 de fevereiro de 2014. Consultado em 14 de outubro de 2023. Arquivado do original em 21 de fevereiro de 2014 
  8. «Formula E championship leader Lucas di Grassi extends Abt deal». Autosport. 7 de maio de 2015. Consultado em 14 de outubro de 2023 
  9. «Daniel Abt extends deal with Audi Sport ABT». Fórmula E. 21 de maio de 2015. Consultado em 14 de outubro de 2023. Arquivado do original em 23 de maio de 2015 
  10. «ABT Schaeffler FE01 Ready for Formula E Season Opener». e-formel.de (em alemão). 28 de agosto de 2015. Consultado em 16 de outubro de 2023 
  11. «Car Portrait - ABT Schaeffler FE01». e-formel.de (em alemão). Consultado em 16 de outubro de 2023 
  12. Timo Pape (21 de junho de 2017). «"Alleinige Kontrolle" - Audi will Abt Formel E GmbH übernehmen». e-Formel.de (em alemão). Consultado em 5 de outubro de 2017. Arquivado do original em 23 de maio de 2015 
  13. «Di Grassi could change teams for season three of Formula E». motorsport.com. 23 de abril de 2016. Consultado em 14 de outubro de 2023 
  14. «Lucas di Grassi conquista título mundial da Fórmula E». Consultado em 5 de outubro de 2017 
  15. citar web|url=https://lat.motorsport.com/formula-e/news/di-grassi-es-7-en-montreal-y-conquista-el-titulo-de-la-formula-y-936832/?v=2&s=1&q=lucas+di+grassi%7Ctítulo=Di Grassi gana título de Fórmula E; Pechito López sube al podio|website=lat.motorsport.com|data=30 de julho de 2017 |acessodata=14 de outubro de 2023}}
  16. «Audi completa compra da equipe Abt na Fórmula E». motorsport.uol.com.br. 7 de julho de 2017. Consultado em 14 de outubro de 2023 
  17. «Audi compra estrutura da ABT Sportsline e passa a ter equipe de fábrica na Formula E». Garagem 360. 10 de julho de 2017. Consultado em 12 de julho de 2017 
  18. «Hans-Jürgen Abt nach Audi-Ausstiegen: "Man hört nicht einfach auf, weil der Hersteller sich zurückzieht!"». e-formel.de (em alemão). 7 de julho de 2017. Consultado em 14 de outubro de 2023 
  19. «Nova equipe de fábrica da F-E, Audi apresenta e-tron FE04 com trem de força "completamente novo" para 2017/18». Grande Prêmio. 27 de setembro de 2017. Consultado em 29 de setembro de 2017 
  20. Timo Pape (27 de setembro de 2017). «Audi enthüllt neues Formel-E-Auto, Lucas di Grassi & Daniel Abt bestätigt». e-Formel.de. Consultado em 11 de janeiro de 2018 
  21. «Di Grassi comemora entrada oficial da Audi na Fórmula E». Autoracing. 7 de julho de 2017. Consultado em 12 de julho de 2017 
  22. «Audi vai entrar de vez na Fórmula E na próxima temporada». fullpower. 7 de julho de 2017. Consultado em 12 de julho de 2017 
  23. «Vergne garante título da Fórmula E em corrida vencida por Lucas Di Grassi». Gazeta esportiva. Consultado em 3 de outubro de 2023 
  24. «Fórmula E: Equipe Abt voltará ao grid na próxima temporada da categoria». motorsport.uol.com.br. 5 de maio de 2022. Consultado em 3 de outubro de 2023 
  25. «Virgin Racing será cliente da Audi e usará o 'e-tron FE05' por três temporadas». F1 Mania. 21 de setembro de 2018. Consultado em 14 de outubro de 2023 
  26. «Di Grassi reveals long Audi Formula E deal and past Renault talks». Autosport. 28 de setembro de 2017. Consultado em 29 de setembro de 2017 
  27. «Double DTM champion Rene Rast joins Audi until end of the season». FIA Formula E (em inglês). Consultado em 4 de julho de 2020 
  28. «Audi vai deixar a Fórmula E após o término da próxima temporada». motorsport.uol.com.br. Consultado em 2 de dezembro de 2020 
  29. «Abt's bid to take over Audi Formula E entry stalls». The Race. 25 de fevereiro de 2021. Consultado em 6 de março de 2021 
  30. «ABT SPORTSLINE CONFIRMS RETURN TO FORMULA E». fiaformulae.com. 5 de maio de 2022. Consultado em 20 de janeiro de 2023 
  31. «LONG-TIME AUDI PARTNER TEAM ABT RETURNS TO FORMULA E GRID». The Race. 5 de maio de 2022. Consultado em 20 de janeiro de 2023 
  32. «CUPRA competirá com ABT na Fórmula E a partir de 2023». motorsport.uol.com.br. 9 de dezembro de 2022. Consultado em 14 de outubro de 2023 
  33. «Agora com a Cupra como parceira técnica, ABT está de volta à Fórmula E». uol.com.br. 5 de janeiro de 2023. Consultado em 14 de outubro de 2023 
  34. «EXTREME E ANNOUNCES ABT SPORTSLINE ENTRY». Extreme E - The Electric Odyssey (em inglês). 10 de julho de 2019. Consultado em 14 de outubro de 2023 
  35. «ABT confirms Mattias Ekström as male driver and CUPRA as main partner». Extreme E - The Electric Odyssey (em inglês). 14 de setembro de 2020. Consultado em 14 de outubro de 2023 
  36. «ABT secures Mahindra power for Formula E return». FIA Formula E. 29 de julho de 2022. Consultado em 20 de janeiro de 2023 
  37. «Welcome Home! Robin Frijns and Nico Müller to compete for Abt in Formula E». www.abt-sportsline.com (em inglês). Consultado em 14 de outubro de 2023 
  38. «Van Der Linde To Step In For Frijns At ABT CUPRA». Fórmula E (em inglês). 18 de janeiro de 2023. Consultado em 21 de março de 2023 
  39. «He is back: Lucas di Grassi returns to ABT CUPRA in Formula E». ABT Sportsline. 29 de setembro de 2023. Consultado em 14 de outubro de 2023 

Ligações externas editar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre ABT CUPRA Formula E Team