O AEG G.V foi um bombardeiro biplano da Primeira Guerra Mundial, sendo uma aeronave mais refinada que sua antecessora o AEG G.IV. Teve limitada produção após o armistício, e nunca entrou em serviço operacional. Podia levar uma carga de bombas de 600 kg (1 320 lb).[1]

G.V
Descrição
Tipo / Missão Bombardeiro
País de origem  Alemanha
Fabricante AEG - Allgemeine Elektricitäts-Gesellschaft
Período de produção 1918
Quantidade produzida ?
Desenvolvido de AEG G.IV
Introduzido em maio de 1918
Tripulação 3 ou 4
Especificações
Dimensões
Comprimento 10,8 m (35,4 ft)
Envergadura 27,24 m (89,4 ft)
Altura 4,5 m (14,8 ft)
Área das asas 89,5  (963 ft²)
Alongamento 8.3
Peso(s)
Peso vazio 2 700 kg (5 950 lb)
Peso carregado 4 600 kg (10 100 lb)
Propulsão
Motor(es) 2 x motores a pistão de seis cilindros em linha refrigerados a água Mercedes D.IVa
Potência (por motor) 260 hp (194 kW)
Performance
Velocidade máxima 145 km/h (78,3 kn)
Alcance (MTOW) 1 160 km (721 mi)
Teto máximo 6 500 m (21 300 ft)
Razão de subida 2,78 m/s
Armamentos
Metralhadoras / Canhões 2 ou 3 metralhadoras de 7,92 mm (0,312 in)
Bombas 600 kg (1 320 lb) de bombas
Notas
Tempo para alcançar 1000 metros de altura: 6 minutos
Dados de: German Aircraft of the First World War[1]

Após a guerra, várias unidades foram convertidas para poderem transportar até seis passageiros e foram utilizados por companhias aéreas. O G.V foi a única grande aeronave da Primeira Guerra Mundial a ser utilizado pela aviação comercial. Inicialmente os passageiros eram transportados em um cockpit aberto mas depois foi desenvolvida uma versão limusine com outras modificações como um compartimento de bagagem e até um banheiro.

OperadoresEditar

Ver tambémEditar

Desenvolvimento relacionado
Aeronaves de comparável missão, configuração e era
Lista relacionada

Referências

  1. a b Gray, Peter; Owen Thetford (1970). German Aircraft of the First World War (2nd ed.). London: Putnam. ISBN 0-370-00103-6.

Leitura adicionalEditar

  • Kroschel, Günter; Stützer, Helmut: Die deutschen Militärflugzeuge 1910-18, Wilhelmshaven 1977
  • Munson, Kenneth: Bomber 1914–19, Zürich 1968, Nr. 20
  • Nowarra, Heinz: Die Entwicklung der Flugzeuge 1914-18, München 1959
  • Sharpe, Michael: Doppeldecker, Dreifachdecker & Wasserflugzeuge, Gondrom, Bindlach 2001, ISBN 3-8112-1872-7