A Date with Judy

filme de 1948 dirigido por Richard Thorpe

A Date With Judy (Brasil: O Príncipe Encantado / Portugal: A Professora de Rumba) é um filme estadunidense de 1948 do gênero comédia musical, dirigido por Richard Thorpe. O filme se baseou em um programa de rádio do mesmo nome, que foi transmitido de 1941 a 1950.[1] O elenco principal é composto por Wallace Beery, Jane Powell, Elizabeth Taylor e Carmen Miranda.

A Date with Judy
A Professora de Rumba (PRT)
O Príncipe Encantado (BRA)
A Date With Judy Poster.jpg A Date With Judy Poster.jpg
Trailer do filme.
 Estados Unidos
1948 •  cor •  113 min 
Direção Richard Thorpe
Roteiro Dorothy Cooper e Dorothy Kingsley
Elenco Wallace Beery
Jane Powell
Elizabeth Taylor
Carmen Miranda
Xavier Cugat
Robert Stack
Scotty Beckett
Selena Royle
Leon Ames
Lloyd Corrigan
Género comédia
Idioma ingles
Orçamento $1,353,000
Receita $4,586,000

SinopseEditar

 
Carmen Miranda no filme.

Em Santa Bárbara, Califórnia, a adolescente Judy Foster (Jane Powell) e seus amigos estão ensaiando músicas para o baile do ensino médio quando a diretora estudantil do show, Carol Pringle (Elizabeth Taylor), reclama que as músicas, conforme interpretadas, são muito " juvenil." Carol, aluna do último ano da escola e esnobe de renome, demonstra como a música deve ser tocada e dá um sabor mais sedutor à música.

Mais tarde, Carol diz a Judy que o famoso líder da banda Xavier Cugat será o convidado de honra do baile, e pede que ela use seu vestido rosa para a ocasião. Quando Judy descobre que seu namorado, Ogden "Oogie" Pringle (Scotty Beckett), que é irmão de Carol, decidiu não levá-la ao baile, ela fica furiosa e promete romper sua amizade com ele. Abatida, Judy visita Pop's Soda Fountain, onde conhece o belo sobrinho de Pop, Stephen Andrews (Robert Stack). Judy se apaixona instantaneamente pelo Stephen mais velho, e ele concorda em levá-la ao baile como um favor para Pop. No baile, Oogie vê Judy com Stephen e fica com ciúmes. Enquanto Oogie tenta desviar a atenção de Judy de Stephen, Stephen conhece Carol e acredita que encontrou "a garota mais bonita de Santa Bárbara".

Após a dança, Carol tenta ajudar Oogie e Judy a voltarem a ficar juntos, dizendo a Judy que ela convenceu seu pai rico a dar a Judy e Oogie um programa em sua estação de rádio. Enquanto isso, Rosita Conchellas (Carmen Miranda), uma instrutora de dança, se encontra secretamente com o pai de Judy, Melvin (Wallace Beery) para ensinar-lhe a rumba, que ele espera dançar em seu aniversário de casamento. Quando Oogie tenta fazer as pazes com Judy em um jantar organizado por Carol, surge um mal-entendido que o leva a se afastar ainda mais de sua namorada. Judy, no entanto, não mostra sinais de um coração partido e depois diz ao pai que está apaixonada por Stephen e que pretende se casar com ele.

Quando Judy descobre a saia de Rosita presa na porta do armário do escritório de seu pai, ela conclui incorretamente que seu pai está tendo um caso. Determinada a salvar o casamento de seus pais, Judy corre para casa e faz uma bela reforma em sua mãe para torná-la mais atraente para seu pai. Oogie, em sua determinação incansável de se reunir com Judy, tenta fazer uma serenata para ela, mas surge outro mal-entendido e o plano é estragado. Judy fica convencida de que seu pai está planejando deixar sua mãe quando ela e Carol o veem escoltando Rosita até seu carro. Carol e Judy mais tarde acusam Rosita de quebrar a casa de Judy. Rosita não entende a acusação e acredita que estão falando de Cugat, seu noivo. Quando Judy e Carol finalmente percebem seu erro, pedem desculpas a Rosita. Judy então se reconcilia com Oogie depois que ela descobre que Carol está apaixonada por Stephen, e Stephen concorda em retomar seu romance com Carol em alguns anos, quando ela for mais velha.

ProduçãoEditar

"A Date with Judy" foi produzido por Joe Pasternak, responsável por ressuscitar a carreira de Marlene Dietrich, depois de ter sido considerada um "veneno" de bilheteria. Foi um grande sucesso, e um dos destaques do filme inclui o número musical Cuanto Le Gusta, interpretado por Carmen Miranda.[2]

O ator Thomas E. Breen foi originalmente escalado para co-estrelar o filme com Jane Powell, e Leslie Kardos escolhido para dirigi-lo. A atriz Selena Royle substituiu Mary Astor, que se retirou do filme devido a um problema de saúde. A biografia do diretor Vincente Minnelli observa que um número musical intitulado Mulligatawny, que foi criado por Stanley Donen, foi cortado do filme na edição final.

O roteiro foi baseado em um programa de rádio transmitido de 1941-1949 na rede NBC, e entre 1949-1950 na rede ABC. A personagem de "Judy Foster" foi retratado no rádio por Dellie Ellis, Louise Erickson e Ann Gillis. O

A atriz Patricia Crowley viveu "Judy Foster" na série de televisão homônima transmitida na rede ABC entre 1951-1953.[3]

ElencoEditar

Números musicaisEditar

  • Judaline — Jane Powell, Scotty Beckett e Quarteto
  • Its a Most Unusual Day — Jane Powell
  • I'm Strictly on the Corny Side — Jane Powell e Scotty Beckett
  • Love Is Where You Find It — Jane Powell
  • Its a Most Unusual Day — Elizabeth Taylor (Dublado por Jean McLaren)
  • Swing Low, Sweet Chariot — Lillian Yarbo
  • Smiling Through The Years — Jane Powell e George Cleveland
  • Love Is Where You Find It (Reprise) — Jane Powell
  • Home Sweet Home — Jane Powell, Jerry Hunter e Selena Royle
  • Judaline (Reprise) — Scotty Beckett e Quarteto
  • Cooking With Gas — Carmen Miranda com Xavier Cugat e sua Orquestra
  • Marguerita — Xavier Cugat e sua Orquestra
  • Cuanto La Gusta — Carmen Miranda e Xavier Cugat e sua Orquestra
  • Its a Most Unusual Day (Reprise #2, Final) — Todo o elenco

LançamentoEditar

O filme teve sua première em 29 de julho de 1948, sendo lançado oficialmente nos cinemas em 5 de agosto de 1948 na cidade de Nova York.[4]

BilheteriaEditar

De acordo com os registros da MGM, o filme custou por volta de $1,300,000, mas segundo um artigo publicado pela Variety, o filme teve um custo total de $2,000,000.[5]

"A Date with Judy" arrecadou $3,431,000 somente nos Estados Unidos e Canadá e outros $1,115,000 em todo o mundo, fazendo do filme um sucesso de bilheteria.[6]

RecepçãoEditar

Para Andrea Passafiume do Turner Classic Movies, "A Date With Judy" representou uma oportunidade para Elizabeth Taylor construir uma imagem totalmente nova, diferente de Jane Powell que sempre interpretava papeis de boa moça. O papel da sensual menina má Carol no filme deu a Elizabeth a oportunidade de mostrar ao mundo que ela não era mais uma criança, mas uma bela jovem. Um contraste direto com a salubridade de Powell, a personagem de Taylor era mais madura, e os figurinos e maquiagem ajudaram estrategicamente a aumentar sua sensualidade. Os destaques musicais no filme incluem a popular "It's a Most Unusual Day" e "Judaline". No entanto, é a "Brazilian Bombshell" Carmen Miranda que quase rouba a cena em um papel de coadjuvante como a professora de rumba Rosita. Sua interpretação energética de "Cuanto Le Gusta" faz sozinha com que vale a pena assistir o filme.[7]

Ligações externasEditar

Referências

  1. «O Príncipe Encantado (1948)». Cinema Clássico. Consultado em 3 de junho de 2014 
  2. David Bret. «Elizabeth Taylor: The Lady, The Lover, The Legend - 1932-2011». Consultado em 22 de setembro de 2014 
  3. «Detail View: A Date with Judy (1948)». American Film Institute. Consultado em 15 de maio de 2014 
  4. «Release Info». IMDb. Consultado em 9 de julho de 2014 
  5. (18/02/1948) Variety, p. 7
  6. «The Eddie Mannix Ledger». Margaret Herrick Library, Center for Motion Picture Study. Consultado em 25 de março de 2014 
  7. Andrea Passafiume. «"ARTICLES: A Date with Judy (1948)"». Watch Turner Classic Movies on TCM. Consultado em 25 de março de 2014