A Festa É Nossa

A Festa É Nossa foi um programa humorístico exibido em 1983 através da Rede Globo, com redação de Roberto Silveira, direção de Lúcio Mauro e direção geral de Adriano Stuart. Era exibido todos os domingos, às 18 horas[1].

A Festa É Nossa
Informação geral
Formato
País de origem Brasil Brasil
Idioma original português
Produção
Diretor(es) Lúcio Mauro
Adriano Stuart
Exibição
Emissora original Brasil Rede Globo
Transmissão original 7 de março de 1983 - dezembro de 1983

FormatoEditar

O programa colocava um único cenário[2] - uma cobertura semelhante a uma casa, com deck com piscina e pista de dança - com vários ambientes um elenco de humoristas, atores e modelos, com participações especiais indo de artistas plásticos, atletas a políticos. A abertura[3], gravada no Alto da Boa Vista era composta por uma série de gags, mostrava a chegada dos convidados à festa.

Dirigido por Lúcio Mauro e por Adriano Stuart, o programa era gravado no Teatro Fênix, na cidade do Rio de Janeiro. O mordomo de Agildo Ribeiro era interpretado por Paulo Silvino, sempre à espreita de uma oportunidade de se dar bem com as mulheres. O programa também contava com a participação de comediantes como Chico Anysio, Costinha, Lúcio Mauro e os exs-saudosos trapalhões Mussum, Dedé Santana e Zacarias que à época estavam brigados com Renato Aragão.[4]

Segundo Agildo Ribeiro, A Festa É Nossa inspirava-se no humorístico britânico Penthouse[5]

Referências

  1. «Programação de 5 de junho de 1983, domingo». Memória no Ar. Consultado em 4 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 4 de fevereiro de 2015 
  2. «A Festa É Nossa - Formato e Linguagem». Memória Globo. Consultado em 4 de fevereiro de 2015 
  3. «A Festa É Nossa». Memória Globo. Consultado em 4 de fevereiro de 2015 
  4. JOLY, Luís; FRANCO, Paulo (2007). Os adoráveis trapalhões. [S.l.]: Matrix. 159 páginas. ISBN 9788577880218. página 79 
  5. «A Festa É Nossa - Curiosidades». Memória Globo. Consultado em 4 de fevereiro de 2015