Guest in the House

filme de 1944 dirigido por John Brahm
(Redirecionado de A Hipócrita)

Guest in the House (bra: A Hipócrita[1][2][3]; prt: A Mulher sem Alma[4]) é um filme norte-americano de 1944, dos gêneros suspense e drama, dirigido por John Brahm, com roteiro de Ketti Frings baseado na peça teatral Guest in the House, de Hagar Wilde e Dale Eunson, por sua vez adaptada de uma história de Katherine Albert.[5]

Guest in the House
No Brasil A Hipócrita
Em Portugal A Mulher sem Alma
 Estados Unidos
1944 •  p&b •  121 min 
Direção John Brahm
Produção Hunt Stromberg
Roteiro Ketti Frings
Baseado em Guest in the House, de Hagar Wilde e Dale Eunson
Elenco
Gênero
Música Werner Janssen
Direção de fotografia Lee Garmes
Direção de arte Nicolai Remisoff
Efeitos especiais Lee Zavitz
Figurino Natalie Visart
Edição Walter Hannemann
Companhia(s) produtora(s) Hunt Stromberg Productions
Distribuição United Artists
Idioma inglês

Trata-se da segunda produção de Hunt Stromberg na United Artists[3] e um dos raros filmes em que Ralph Bellamy, geralmente coadjuvante, atua como protagonista romântico.[6]

SinopseEditar

Instável e emocionalmente vulnerável, Evelyn Heath vai passar uma temporada na casa dos Proctor, levada por Dan, seu médico e noivo. Aí mora o ilustrador Douglas, irmão de Dan, que tem uma união tranquila e feliz com Ann. Evelyn, porém, apaixona-se por ele e planeja destruir o casamento. Ela afasta Miriam, a modelo de Douglas, e o indispõe contra sua própria filha, Lee. Joga, enfim, com a vida de todos, mas encontra uma adversária a altura em Tia Martha, que descobre seu ponto fraco: sua ornitofobia.[7][5][8]

Prêmios e indicaçõesEditar

Patrocinador Prêmio Categoria Situação
Oscar 1945 Melhor trilha sonora - drama Werner Janssen Indicado[9]

ElencoEditar

Ator/Atriz Personagem
Anne Baxter Evelyn Heath
Ralph Bellamy Douglas Proctor
Aline MacMahon Tia Martha
Ruth Warrick Ann Proctor
Scott McKay Doutor Dan Proctor
Marie McDonald Miriam
Jerome Cowan Hackett
Margaret Hamilton Hilda, a Criada
Percy Kilbride John, o Mordomo
Connie Laird Lee Proctor

RecepçãoEditar

Um dos melhores filmes de Anne Baxter, segundo Ken Wlaschin.[10]

A revista especializada brasileira A Cena Muda deu a filme a nota 2 de 4, enaltecendo principalmente a atuação de Anne Baxter.[3]

Referências

  1. «A Hipócrita». Brasil: CinePlayers. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  2. Moniz Vianna (6 de junho de 1947). «John Brahm». Correio da Manhã (Ano XLVII, n.º 16.156). Rio de Janeiro. p. 23. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  3. a b c «Cotações da semana». A Cena Muda. Rio de Janeiro. 30 de outubro de 1945. p. 30. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  4. «A Mulher sem Alma». Portugal: FNAC. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  5. a b «Guest in the House (1944)». American Film Institute. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  6. Maltin, Leonard (2010). Classic Movie Guide (em inglês) 2 ed. Nova Iorque: Plume. ISBN 9780452295773 
  7. Bergan, Ronald (1986). The United Artists Story (em inglês). Londres: Octopus Books. ISBN 9780706425819 
  8. Rasmussen, Linda. «Guest in the House» (em inglês). AllMovie. Consultado em 14 de novembro de 2017 
  9. «The 18th Academy Awards (1946)». Oscars.org. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  10. Wlaschin, Ken (1985). The World's Great Movie Stars and Their Films (em inglês). Londres: Peerage Books. ISBN 1850520046 
  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.