Abrir menu principal

Foster's Home for Imaginary Friends

A Mansão Foster para Amigos Imaginários
Question book-4.svg
Este artigo cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2011). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Foster's Home for Imaginary Friends
A Mansão Foster para Amigos Imaginários (BR)
Informação geral
Formato Série de desenho animado
Gênero aventura
Duração 22-23 minutos
Criador(es) Craig McCracken
Desenvolvedor(es) Craig McCracken
Lauren Faust
Mike Moon
País de origem  Estados Unidos
Idioma original inglês
Produção
Vozes de Keith Ferguson
Sean Marquette
Candi Milo
Tom Kenny
Phil LaMarr
Grey DeLisle
Tom Kane
Tara Strong
Tema de abertura Foster's Home for Imaginary Friends
Tema de encerramento Foster's Home for Imaginary Friends
Compositor da música-tema James L. Venable
Jennifer Kes Remington
Exibição
Emissora de televisão original Cartoon Network
Formato de áudio Dolby Digital
Transmissão original 13 de agosto de 2004 – 3 de maio de 2009
N.º de temporadas 6
N.º de episódios 79

Foster's Home for Imaginary Friends (no Brasil, A Mansão Foster para Amigos Imaginários) é uma série de desenho animado estadunidense produzida e exibida pelo Cartoon Network e criada por Craig McCracken, o mesmo criador de As Meninas Superpoderosas. O desenho tem semelhança com o programa infantil de televisão brasileiro Castelo Rá-Tim-Bum. A série se estreou em 13 de agosto de 2004 no Cartoon Network dos Estados Unidos. Em Portugal, estreou na extinta Cartoon Network Europa em 2004, na versão e título originais.

SinopseEditar

O desenho conta a história de um menino de oito anos chamado Mac, que foi obrigado a abandonar seu amigo imaginário, Bloo, porque sua mãe achava que Mac já estava velho demais para ter um amigo imaginário. Com medo de perder o seu melhor amigo, Bloo vê um comercial na televisão sobre um abrigo para amigos imaginários. Logo, ele decide levar Mac para conhecer a Mansão Foster. Na mansão, eles conhecem vários amigos, como, Minguado, Eduardo e Coco, mas acabam descobrindo que Bloo pode ser adotado, caso fique na mansão.

Sem outra opção, Mac decide deixar Bloo na mansão, depois de muita confusão com Terrível e a amiga imaginária Duquesa. A Madame Foster deixa Bloo viver na mansão contanto que Mac venha visitá-lo todos os dias, sem Bloo ser adotado.

ConceitoEditar

O desenho fala sobre amigos imaginários que se tornam seres físicos no instante em que são imaginados por crianças. Infelizmente para tais amigos, as crianças livram-se deles em torno de 7–8 anos. Para isso, foi criada a Mansão Foster, que serve para abrigar amigos abandonados pelos seus donos.

Existem (de acordo com o episódio "Setting A President") 1 340 amigos imaginários na mansão, no entanto, no final de "Emancipation Complication" Madame Foster afirma que existem 2038 amigos imaginários que atualmente residem na casa, sem contar Bloo e Mr. Herriman (Sr. Coelho), amigo imaginário de Madame Foster, o qual ela nunca abandonou. O lema da casa é "onde boas ideias não são esquecidas".

A inspiração veio quando Craig McCracken e sua esposa Lauren Faust adotaram dois cães em um abrigo para adoção de animais. McCracken então passou a imaginar como seriam as coisas se houvesse um lugar para essas figuras da infância.

Dubladores (Brasil)Editar

PrêmiosEditar

Annie AwardsEditar

A mostra foi nomeada para quatro Annie Awards em 2004,[1] e mais cinco em 2005, ganhando dois prêmios nesse ano na categoria de Melhor Canção Original, em uma série televisiva (James L. Venable e Jennifer Kes Remington para "Duchess of Wails") e produção em Design um de série animada (McCracken com Mike Moon, David Martin e Dunnet Ansolabehere para o Natal episódio "A Lost Claus").[2] Outras cinco indicações vieram em 2006, com três vitórias como Melhor Produção de Animação Televisiva, Melhor Música Original e Produção Design em uma série de televisão (Ansolabehere pelo episódio "Good Wilt Hunting"). Venable e Remington foram indicados para a sua música original em uma série de TV por "The Bloo Superdude and the Magic Potato of Power".

Emmy AwardsEditar

A série ganhou um total de cinco Emmy Awards. O episódio "House of Bloo's" ganhou dois Emmy Awards por direção de arte (Mike Lua) e desenho caráter (Craig McCracken). "World Wide Wabbit" ganhou um Emmy de melhor storyboard (Ed Baker). O a música-tema (descrito por McCracken como "psicodélico caricato" e escrito por Venable) foi nomeada para Melhor Tema de televisão, em 2005, mas perdeu para Danny Elfman do tema de Desperate Housewives. O episódio "Go Goo Go" foi nomeada na categoria de Melhor Programa Animado, em 2006, e Character Design supervisor Shannon Tindle ganhou um Emmy no mesmo ano por esse mesmo episódio. O episódio de 2006 "Good Wilt Hunting", foi nomeado em 2007 para Melhor Animação Programa de Uma hora ou mais, mas perdeu para o Camp Lazlo com o episódio "Where's Lazlo?". No entanto, David Dunnet ganhou um Emmy pela concepção desse episódio.

PersonagensEditar

MacEditar

Mac um garoto de oito anos esperto, criativo, mas muito tímido. Seu melhor amigo é Bloo que ele mesmo criou. Mac vive sendo atormentado por seu irmão mais velho, conhecido como Terrível.

BlooEditar

Bloo tem uma personalidade muito forte. Além de apresentar ter muita energia (por exemplo, nos episódios Um Dia Apertado e Crime à Crime) e acredita que merece elogios tendo frequentemente ilusões de grandeza (por exemplo, nos episódios Bloo Pare-o e A Esperteza do Bloo). Quando o Bloo foi criado era para ter uma personalidade doce, delicada e amável, fazendo de tudo para proteger seu melhor amigo, Mac.

MinguadoEditar

Ele perdeu o braço direito e a visão do olho esquerdo em um jogo de basquete há uns trinta anos, mas é o mais otimista e gentil da casa, e provavelmente o mais alto, também. A palavra mais frequente em seu vocabulário é "desculpe". Mesmo sem um braço, ainda é um ótimo jogador. Foi criado em homenagem ao jogador de basquete Wilt Chamberlain.

EduardoEditar

Eduardo é muito medroso, apesar da aparência monstruosa. Foi imaginado por uma garota que morava em um bairro perigoso, e que atualmente é uma policial. Curioso que no episódio "A Nova Casa de Bloo - 1.ª parte", ele diz ter muito medo de moscas; no episódio "O Dia de Adoção", ele fica furioso e estressado com uma aranha de pelúcia. Eduardo tem por comida preferida batata frita e fala com um sotaque espanhol.

CocoEditar

Coco é uma mistura de coqueiro, avião e galinha que bota ovos de plástico coloridos com surpresas (como os do Kinder Ovo). Ela é maluca e só sabe dizer "Coco". Parece estranho, mas ela tem medo de voar.

ProdutosEditar

No Brasil não existem muitos produtos deste desenho. Podemos encontrar pelúcias (que são raras em lojas) e sucos com desenhos e jogos dos personagens. Em 2007, a rede de lanchonetes McDonald's distribuiu como brinde do Happy Meal um boneco do Bloo e do Mac. Também havia outros personagens do Cartoon Network. Os brindes podem ser encontrados à venda pela internet. Também foi lançado um volume único em DVD contendo os primeiros episódios da 1.ª temporada.

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Annie Awards: Legacy - 32nd winners» (em inglês). Consultado em 12 de janeiro de 2010. Arquivado do original em 7 de setembro de 2009 
  2. «Annie Awards: Legacy - 33rd winners» (em inglês). Consultado em 12 de janeiro de 2010. Arquivado do original em 17 de maio de 2008 

Ligações externasEditar