A Morte Comanda o Cangaço

filme de 1960 dirigido por Carlos Coimbra

A Morte Comanda o Cangaço é um filme brasileiro de 1960, dirigido por Carlos Coimbra e Walter Guimarães Motta. Foi escolhido como representante brasileiro ao Oscar de melhor filme estrangeiro na cerimônia do Oscar 1961, mas não foi indicado.[1][2]

A Morte Comanda o Cangaço
 Brasil
1960 •  cor •  108 min 
Gênero drama rural
Direção Carlos Coimbra, Walter Guimarães Motta
Produção Walter Guimarães Motta
Roteiro Carlos Coimbra
Música Enrico Simonetti
Diretor de fotografia Tony Rabatoni
Distribuição Cinedistri
Lançamento 28 de dezembro de 1960
Idioma português

Sinopse

editar

No ano de 1929 no sertão do Ceará, o cangaceiro Silvério que é apadrinhado do Coronel Nesinho, ataca uma família de pequenos fazendeiros por terem desobedecido as ordens do cruel Coronel. Durante o ataque a fazenda é totalmente destruída, com a proprietária, Dona Cidinha, tendo seu pescoço decapitado pelo terrível cangaceiro. Dona Cidinha tinha um filho de nome Raimundo Vieira que durante os acontecimentos foi julgado, torturado e dado como morto, porém, o mesmo conseguiu sobreviver com a ajuda de seus vaqueiros e pequenos lavradores, e se escondeu num sítio. Depois disso eles se organizam e atacam a fazenda do Coronel Nesinho, que é morto, e prendem Florinda que o Coronel tinha enviado como recompensa ao cangaceiro Silvério, entretanto, Raimundo e Florinda se apaixonam. Logo após ficar sabendo da morte do Coronel, Silvério faz um ritual de "corpo fechado", e ciente de que estava imbatível prega medo, horror e violência pelo sertão e se esconde na caatinga. O grupo que tinha Raimundo e Florinda a frente, se encontra com um beato e seus companheiros e com a ajuda de um rastejador, encontram o esconderijo de Silvério, o combate final entre Silvério e Raimundo acaba com a morte do brutal cangaceiro, trazendo novamente a paz pro sertão.[2]

Elenco

editar
Ator/atriz Personagem
Alberto Ruschel Raimundo Vieira
Aurora Duarte Florinda Hollanda
Milton Ribeiro Capitão Silvério
Maria Augusta Costa Leite Dona Cidinha
José Mercaldi Abdala
Jean Laffront Beato
Edgard Ferreira Coruja
Gilberto Marques Coronel Nesinho
Álvaro Holanda Rastejador
Sergio Warnowsky Temporal
Camilo Sampaio Sargento
Wolney Figueira Soldado
Raymundo Jeremias Coiteiro
Léo de Avelar Gibão
Apollo Monteiro Mortalha
Édson França Baraúna
Ruth de Souza Rezadeira
Lyris Castellani Maria dos Anjos

Ver também

editar

Referências

  1. «Desde 1960, relembre filmes que tentaram vaga brasileira no Oscar». G1. 12 de setembro de 2016. Consultado em 28 de junho de 2017 
  2. a b «FILMOGRAFIA - A MORTE COMANDA O CANGAÇO». bases.cinemateca.gov.br. Consultado em 28 de maio de 2024 

Ligações externas

editar