La Souriante Madame Beudet

filme de 1922 dirigido por Germaine Dulac
(Redirecionado de A Sorridente Madame Beudet)


La Souriante Madame Beudet
A Sorridente Madame Beudet[1] (BRA)
 França
1922 •  p&b •  38 min 
Direção Germaine Dulac
Produção Charles Delac
Marcel Vandal
Roteiro Denys Amiel (peça)
André Obey
Elenco Germaine Dermoz
Alexandre Arquillière
Gênero drama
Cinematografia Maurice Forster
Paul Parguel
Idioma mudo (legendas em francês)
Página no IMDb (em inglês)
La Souriante Madame Beudet

La Souriante Madame Beudet é um filme mudo francês de 1922, do gênero drama, dirigido por Germaine Dulac. É consideravelmente por muitos como um dos primeiros filmes "feministas". Conta a história de uma mulher "amorosamente-inteligente", presa em um casamento sem amor.[2]

SinopseEditar

Madame Beudet (Germaine Dermoz) é uma dona de casa entediada e presa em um casamento burguês sem amor. Seu marido costuma brincar de roleta russa para impressionar, só que todos sabem que não há uma única bala dentro do revolver. Um dia, Madame Beudet enche o cartucho de balas da arma para forçar um suicídio do marido, só que pela primeira vez ele não aponta o revolver para a própria cabeça, aponta para a esposa.[3]

ElencoEditar

  A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. A Sorridente Madame Beudet no CinePlayers (Brasil)
  2. Maria Popova. «The First Feminist Film (1922)» (em inglês). Brain Pickings. Consultado em 2 de junho de 2014 
  3. «Sinopse de "La Souriante Madame Beudet"». AdoroCinema. Consultado em 2 de junho de 2014 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um filme francês é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.