Abrir menu principal

A Thousand Words

filme de 2012 dirigido por Brian Robbins
A Thousand Words
Mil Palavras (PRT)
As Mil Palavras (BRA)
Pôster promocional
 Estados Unidos
2012 •  cor •  91 min 
Direção Brian Robbins
Produção Alain Chabat
Stephanie Danan
Nicolas Cage
Norman Golightly
Brian Robbins
Sharla Sumpter Bridgett
Roteiro Steve Koren
Elenco Eddie Murphy
Kerry Washington
Clark Duke
Cliff Curtis
Allison Janney
Gênero comédia dramática
Música John Debney
Cinematografia Clark Mathis
Edição Ned Bastilleuy
Companhia(s) produtora(s) DreamWorks Pictures
Saturn Films
Varsity Pictures
Work After Midnight Films[1]
Distribuição Paramount Pictures
DreamWorks Pictures[1]
Lançamento Estados Unidos 9 de março de 2012
Brasil 16 de março de 2012
França 16 de maio de 2012
Idioma inglês
Orçamento US$ 40 milhões[2]
Receita US$ 20,558,836[3]
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

A Thousand Words (As Mil Palavras BRA ou Mil Palavras PRT) é um filme de comédia dramática estadunidense de 2012, estrelado por Eddie Murphy e dirigido por Brian Robbins. Foi lançado nos cinemas em 9 de março de 2012, quatro anos depois de ter sido filmado em 2008.

SinopseEditar

O arrogante e ganancioso Jack McCall (Eddie Murphy) é um agente literário casado e com um filho pequeno de três anos. Jack costuma usar o seu persuasivo "dom da palavra" para conseguir grandes ofertas literárias, sem ter medo de mentir e trapacear para obtê-las.

Enquanto tenta fechar um acordo para publicar o livro do guia espiritual e guru de auto-ajuda Dr. Sinja, Jack descobre uma árvore Bodhi que brotou do nada em seu jardim. Ele descobre que tudo o que acontece com a árvore, ocorre com ele também, e aos poucos vai percebendo que a cada palavra que pronuncia (e também a cada palavra que escreve), uma folha cai, sendo que após a milésima folha cair, Jack morrerá.

Com a ajuda de Sinja e de seu jovem assistente Aaron, Jack passa a economizar ao máximo suas palavras (tentando interagir com gestos e mímicas), passando por várias situações que vão da comédia ao drama, fazendo ele perder sua família, seu emprego e fazer um balanço sobre sua vida e sobre todas as escolhas que fez.

ElencoEditar

ProduçãoEditar

A Thousand Words foi filmado em 2008 em Los Angeles, Califórnia e era para ser lançado em 2009, mas foi repetidamente adiada depois de ser pego na separação de DreamWorks Pictures da Paramount Pictures e Viacom.[4] Durante uma entrevista para Fred: The Movie, diretor Brian Robbins afirmou que o filme seria lançado em 2011.[5] Refilmagens foram feitas sobre o filme no início de 2011.[4]

O filme foi então dada uma liberação para janeiro de 2012, mas depois que Murphy foi anunciado como anfitrião do Oscar (mais tarde ele deixou o cargo),[6] o filme foi dado uma liberação para 23 de março de 2012;[7] este foi posteriormente empurrado para 20 de abril de 2012[8] antes de abrir nos cinemas norte-americanos na data de seu lançamento oficial, de 9 de março de 2012.[9]

LançamentoEditar

BilheteriaEditar

O filme ganhou $18,450,127 na América do Norte, juntamente com $2,108,709 em outros países, para um total mundial de $20,558,836,[3] apenas metade do seu orçamento de produção estimado de $40 milhões.

Resposta da críticaEditar

O filme recebeu críticas negativas universalmente. Rotten Tomatoes dá ao filme uma pontuação de 0%, ou uma classificação média de 3.2 de 10, com base em comentários de 54 críticos.[10] O consenso no Rotten Tomatoes é que "piadas datadas (A Thousand Words foi filmado em 2008) e remover a voz de Eddie Murphy - seu maior trunfo cômico - condena esta confusão dolorosa desde o início." O site também deu ao filme o prêmio Moldy Tomato para o de pior filme revisto em 2012.[11]

The Guardian comentou que "Todos, ao que parece, está unida pelo terror A Thousand Words".[12] No entanto, o crítico Armond White elogiou o filme como "a crítica mais pessoal a Hollywood desde Clifford Odets em The Knife Big.[13]

Planos de uma data de lançamento britânico para 8 de junho de 2012, foram canceladas devido a dificuldades não identificadas,[14] e o filme foi lançado diretamente em vídeo em 16 de julho de 2012.[15]

PrêmiosEditar

Framboesa de OuroEditar

A Thousand Words recebeu três indicações nas categorias de pior filme, pior ator (Eddie Murphy) e pior roteiro (Steve Koren).

Referências

  1. a b «A Thousand Words (2012): Full Production Credits». NYTimes.com. Consultado em 27 de março de 2012 
  2. March 8, 2012. «Movie Projector: Few signs of life for pricey fantasy 'John Carter'». Los Angeles Times. Consultado em 9 de março de 2012 
  3. a b «A Thousand Words (2012)». Box Office Mojo. Amazon.com. Consultado em 26 de junho de 2012 
  4. a b «Shelved Eddie Murphy Film 'A Thousand Words' Gets January 2012 Release Date». /Film. 21 de abril de 2011. Consultado em 9 de março de 2012 
  5. «Director Brian Robbins Exclusive Interview FRED: THE MOVIE; Plus an Update on A THOUSAND WORDS Starring Eddie Murphy». Collider.com. Consultado em 12 de novembro de 2011 
  6. «Eddie Murphy quits Oscars after homophobia row». Consultado em 20 de novembro de 2011 
  7. «Paramount Realizes Oscars Are Huge Commercial For Eddie Murphy, Moves 'A Thousand Words' to March 2012». /Film. Consultado em 12 de novembro de 2011 
  8. "'Hansel & Gretel: Witch Hunters' Delays To 2013 So Jeremy Renner More Of Global Draw". Deadline.com (January 9, 2012).
  9. «A Thousand Words Official Site». Consultado em 7 de fevereiro de 2012. Arquivado do original em 15 de fevereiro de 2012 
  10. «A Thousand Words (2012)». Rotten Tomatoes. Flixster. Consultado em 23 de dezembro de 2012 
  11. http://www.rottentomatoes.com/guides/golden-tomato-awards-2012/moldy/
  12. Pulver, Andrew (12 de março de 2012). «Eddie Murphy's A Thousand Words: is this the worst reviewed film of all time?». The Guardian 
  13. http://cityarts.info/2013/01/09/better-than-list-2012/
  14. Sandwell, Ian (March 29, 2012). "A Thousand Words pulled from UK theatrical release". Screen International.
  15. "A Thousand Words [DVD]". Amazon.co.uk

Ligações externasEditar