Abū Ja'far al-Khāzin

Abu Jafar Muhammad ibn Hasan Khazini (900-971), também chamado de Al-Khazin, foi um astrônomo e matemático iraniano[1]

Al-Khazin foi um dos cientistas levado à corte de Rey, no Irã, pelo líder da dinastia Buída, Adhad ad-Dowleh, que governou de 949 a 983 A.C. Em 959-960 Khazini foi convocado pelo vizir de Rey, que foi nomeado pelo ad-Dowleh, para medir a obliquidade da eclíptica.

Um dos trabalhos de Al-Khazin, Zij al-Safa'ih ("Tabelas de discos do astrolábio"), foi descrito por seus sucessores como o melhor trabalho no campo e eles fizeram várias referências a ele. O trabalho descreveu alguns instrumentos de astronomia, em particular um astrolábio equipado com placas marcadas com tabelas e um comentário sobre como as ler. Uma cópia deste instrumento foi feita, mas ela desapareceu na Alemanha na época da II Guerra Mundial

Al-Khazin também escreveu um comentário sobre o Almagesto de Ptolomeu, em que ele dá dezenove proposições relativas às declarações de Ptolomeu. Ele propôs um modelo solar diferente do de Ptolomeu.

ReferênciasEditar

  1. Selin, Helaine. Encyclopaedia of the history of science, technology, and medicine in non-western cultures. [S.l.: s.n.] ISBN 9781402049606 
  Este artigo sobre um matemático da Ásia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.