Acidente de helicóptero em Ménaka em 2019

Em 25 de novembro de 2019, dois helicópteros militares franceses, parte da Operação Barkhane, caíram no norte do Mali, matando 13 soldados. Foi o incidente mais mortal envolvendo os militares franceses desde os atentados aos quartéis de Beirute em 1983.

Acidente de helicóptero em Ménaka em 2019
Sumário
Data 25 de novembro de 2019 (4 anos)
Causa Colisão aérea
Local Próximo a Ménaka, Região de Ménaka, Mali
Mortos 13
Feridos 0
Sobreviventes 0
Aeronave
Operador França Forças Armadas Francesas

Colisão

editar

Um helicóptero de ataque francês Eurocopter Tiger colidiu com um helicóptero de transporte militar Eurocopter AS532 Cougar em baixa altitude durante uma surtida perto da cidade de Ménaka, no norte do Mali.[1] Os helicópteros estavam perseguindo militantes em veículos e motocicletas, depois que as forças terrestres pediram apoio aéreo. Por razões desconhecidas, os dois helicópteros colidiram e caíram matando todos a bordo.[2]

Vítimas

editar

Seis policiais e um chefe de cabo estavam entre as 13 mortes. Um dos mortos, Pierre-Emmanuel Bockel, era filho do senador francês Jean-Marie Bockel.[3] Bockel era o piloto do helicóptero 'Cougar'.[1]

Referências

  1. a b «Mali : treize militaires français tués dans l'accident de deux hélicoptères lors d'une opération de combat». France Bleu (em francês). 26 de novembro de 2019. Consultado em 26 de novembro de 2019 
  2. «French troops killed in helicopter crash in Mali» (em inglês). 26 de novembro de 2019. Consultado em 26 de novembro de 2019 
  3. «Thirteen French soldiers killed in Mali helicopter accident». France 24 (em inglês). 26 de novembro de 2019. Consultado em 26 de novembro de 2019