Abrir menu principal

Acidente do helicóptero Bell 206B prefixo PT-HPG em 2019

Acidente do helicóptero Bell 206B prefixo PT-HPG em 2019
Acidente aéreo
Helicóptero envolvido no acidente.
Sumário
Data 11 de fevereiro de 2019 (2019-02-11)
Causa Em investigação
Local Rodovia Anhanguera, São Paulo, Brasil
Origem Campinas, São Paulo,  Brasil
Destino São Paulo, São Paulo,  Brasil
Passageiros 1
Tripulantes 1
Mortos 2
Feridos 1 (em solo)
Sobreviventes Nenhum
Aeronave
Modelo Bell 206B
Operador RQ Serviços Aéreos Especializados Ltda.
Prefixo PT-HPG

O acidente do helicóptero Bell 206B prefixo PT-HPG em 2019 relaciona o fato ocorrido no dia 11 de fevereiro de 2019, quando um helicóptero despencou-se na entrada do Rodoanel Mário Covas, na Rodovia Anhanguera, em São Paulo. O acidente acabou por vitimar duas pessoas, o piloto Ronaldo Quatrucci e o jornalista Ricardo Boechat.[1] O acidente ocorreu por volta de 12h15min, no horário de Brasília.[2] O jornalista e o piloto foram declarados mortos no local.[3][4] O helicóptero foi de propriedade da RQ Serviços Aéreos Especializados Ltda.[5]

Índice

AeronaveEditar

A aeronave foi fabricada pela Bell Aircraft Corporation, modelo 206B, em 1975 e possuía prefixo PT-HPG.[1][6] Ela era propriedade da empresa RQ Serviços Aéreos Especializados Ltda.[4] O piloto que estava no helicóptero, Ronaldo Quattrucci, era um dos proprietários da empresa dona da aeronave.[5]

AcidenteEditar

O jornalista Ricardo Boechat, da Rede Bandeirantes, estava a caminho da sede da emissora em São Paulo após participar de um evento da empresa farmacêutica Libbs na cidade de Campinas, que se localiza a cerca de 100 km do destino do voo.[5][1] Testemunhas informaram que na altura do km 7 do Rodoanel, na Rodovia Anhanguera, o helicóptero, que estava voando em baixa altitude, tentou fazer um pouso de emergência em uma das alças da rodovia, vindo a colidir com um caminhão que transitava na mesma, caindo na pista, entrando em combustão e explodindo.[1][3][5][6][7][8]

Uma mulher que estava passando no local do acidente no momento, Liliane Rafael da Silva, disse que viu uma pessoa pulando da aeronave e que em seguida esta pessoa foi atingida pelo helicóptero, que veio a explodir, e mesmo assim chegou a pedir ajuda.[8]

InvestigaçãoEditar

Segundo informações preliminares da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), que abriu procedimento investigativo, o helicóptero encontrava-se regular e com certificado de voo valido até maio de 2023.[5][3] No entanto, a RQ Serviços Aéreos Especializados Ltda., empresa proprietária do veículo, não era autorizada a prestar serviços de táxi aéreo, mas serviços aéreos especializados como aerofotografia, aerorreportagem e aerofilmagem.[9] Em 2011, a RQ havia pago multa em 8 mil reais por oferecer serviço de voos panorâmicos sem a certificação de táxi aéreo.[10] A RQ havia sido contratada pela Zum Brazil, empresa de realização de eventos que, por sua vez, prestava serviços à farmacêutica Libbs, que promovia sua convenção anual de vendas.[9]

O CENIPA (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) designou para conduzir a investigação uma equipe do Seripa 4º (Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), com a cooperação da Polícia Técnica Científica de São Paulo.[1][6][7]

RepercussãoEditar

Referências

  1. a b c d e «Aeronáutica investiga queda de helicóptero que matou Boechat». G1. 11 de fevereiro de 2019. Consultado em 11 de fevereiro de 2019 
  2. «Ricardo Boechat morre em queda de helicóptero em São Paulo.». Jornal da Band. 11 de fevereiro de 2019. Consultado em 11 de fevereiro de 2019 
  3. a b c Lima, Mauricio (11 de fevereiro de 2019). «Jornalista Ricardo Boechat morre em queda de helicóptero». Veja. Consultado em 11 de fevereiro de 2019 
  4. a b «Jornalista Ricardo Boechat morre em queda de helicóptero em São Paulo». Estadão. 11 de fevereiro de 2019. Consultado em 11 de fevereiro de 2019 
  5. a b c d e «Ricardo Boechat: o que se sabe sobre acidente de helicóptero que matou jornalista em SP». BBC. 11 de fevereiro de 2019. Consultado em 11 de fevereiro de 2019 
  6. a b c Martins, Leonardo; Bezerra, Mirthyani (11 de fevereiro de 2019). «Ricardo Boechat morre em acidente de helicóptero em São Paulo». UOL. Consultado em 11 de fevereiro de 2019 
  7. a b Rodrigues, Artur (11 de fevereiro de 2019). «Jornalista Ricardo Boechat morre em queda de helicóptero em SP». Folha de S.Paulo. Consultado em 11 de fevereiro de 2019 
  8. a b Ribeiro, Bruno; Amendola, Gilberto (11 de fevereiro de 2019). «Testemunhas relatam queda de helicóptero de Boechat». Terra. Consultado em 11 de fevereiro de 2019 
  9. a b Marina, ESTARQUE (11 de fevereiro de 2019). «Empresa envolvida em acidente com Boechat não podia fazer táxi aéreo». Folha de S.Paulo. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 
  10. «Empresa dona de helicóptero que transportava Boechat não podia fazer táxi aéreo e já havia sido multada por atividade irregular, diz Anac». G1. 11 de fevereiro de 2019. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 
  11. «'Perdemos um amigo', diz Grupo Bandeirantes sobre morte de Boechat - Band.com.br». Terra Viva. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 
  12. «Datena chora ao falar de Boechat e não consegue encerrar programa». Catraca Livre. 12 de fevereiro de 2019. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 
  13. «Jornal da Band termina com emocionante homenagem a Ricardo Boechat». Observatório da Televisão. 12 de fevereiro de 2019. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 
  14. «Após morte de Ricardo Boechat, BandNews FM pede desculpas e sai do ar». Metrópoles. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 
  15. «Taxistas prestam homenagem ao jornalista Ricardo Boechat em São Paulo». Estado de Minas. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 
  16. a b c d e f g «Veja repercussão da morte do jornalista». Agência Brasil. 11 de fevereiro de 2019. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 
  17. «Jornalista Ricardo Boechat é velado no MIS, em São Paulo». Valor Econômico. 11 de fevereiro de 2019. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 
  18. «Nota de pesar pela morte do jornalista Ricardo Boechat». STJ. 11 de fevereiro de 2019. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 
  19. «Morte de Ricardo Boechat: repercussão». G1. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 
  20. «Imprensa Internacional destaca morte de Ricardo Boechat - BandNews TV - Vídeos - Band.com.br». Vídeos da Band. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 
  21. Brasil, Domingos Grilo Serrinha, correspondente no. «Estrela do jornalismo brasileiro Ricardo Boechat morre em queda de helicóptero». www.cmjornal.pt. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 
  22. Oliveira, Joana (11 de fevereiro de 2019). «A morte de Boechat, a voz do cotidiano de milhares de brasileiros, comove o país». EL PAÍS. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 
  23. «Seguidores de Silas Malafaia comemoram a morte de Ricardo Boechat». Metrópoles. 12 de fevereiro de 2019. Consultado em 12 de fevereiro de 2019