Acrólito

Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o tipo de estátua. Para o tipo de seguidor religioso, veja Acólito.

Na Antiguidade Clássica, um acrólito (do grego: acros, extremidade, e lithos, pedra) era uma estátua cujo tronco era feito de madeira e as extremidades (cabeça, mãos e pés) de mármore.

A Antínoo Mondragone, busto de uma imagem acrolítica de adoração da deificada Antínoo.

A madeira era ocultada por douradura ou, mais habitualmente, por tapeçaria, e as peças de mármore eram expostas isoladamente à vista.[1] A escultura criselefantina, similar e mais antiga, utilizava marfim ao invés de mármore, e normalmente havia ouro sobre o corpo.

Os acrólitos eram frequentemente mencionados por Pausânias, sendo que o exemplar mais conhecido é a Atena Areia de Plateias, em Plateias.

Exemplos de esculturas acrolíticasEditar

Referências

  1. Este artigo incorpora texto do artigo «Acroliths» (em inglês) da Encyclopædia Britannica (11.ª edição), publicação em domínio público.
  Este artigo sobre escultura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Acrólito