Abrir menu principal

BiografiaEditar

Foi descoberta aos 12 anos quando ela estava em um shopping com a mãe dela. Começou como modelo de publicidade e fotonovelas. Em 1985 ganhou o prêmio "Iniciante do Ano" de um grande jornal "Heraldo", este ano participou no vídeo musical de Lucía Méndez (Corazón de fresa), e Luis Miguel (Palabra de honor) e no filme "Un sábado más" ao lado de Pedro Fernández. Depois que integrou o famoso programa cômico "¡¡Cachún cachún ra ra!!."

Em 1987, ela ganhou o seu primeiro papel principal em Yesenia. Nesse mesmo ano, ela obteve a liderança na telenovela juvenil, Quinceañera, primeira telenovela destinada aos adolescentes. Em 1989, ela voltou como Lucero Sandoval em Dulce Desafío, par com Eduardo Yáñez. Em 1994, obteve um contrato com a Telemundo para desempenhar o papel principal em Guadalupe e foi banida da Televisa por assinar um contrato com uma empresa diferente.

Em 1995, trabalhou na Colômbia para RTI, estrelando a telenovela, María Bonita. Em 1997 ela foi autorizada a regressar à Televisa e estrelou em María Isabel, protagonizando com Fernando Carrillo. Um ano depois, estrelou em telenovela de grande sucesso, O Privilégio de Amar, com Helena Rojo.[2] Ela obteve um prêmio TVyNovelas em 1999 por seu papel de "melhor atriz joven."

Em 2001 ela estrelou em Manancial com o ator Mauricio Islas, e para o qual ela ganhou outro TvyNovelas, e em 2004 retornou como Matilde Peñalver y Beristáin, na altamente aclamada telenovela, Amor Real, um grande sucesso de audiência e crítica. Na trama, fez par romântico com Fernando Colunga e novamente com Mauricio Islas. Seu sucesso levou-a a ser conhecida como uma das "rainhas" do gênero. Sua mais recente protagonista foi como a dura personagem Sofía Elizondo em Fuego en la Sangre, em 2008.

Em 2008 foi o seu último trabalho em "Fuego en la sangre" como protagonista.

Em 2017 após um afastamento de quase 10 anos da mídia e do meio artístico, Adela reaparece através das redes sociais e diz que sua vida mudou, que não é mas a mesma Adela de antes e que não pretende retornar a televisão.[3]

FilmografiaEditar

TelevisãoEditar

Telenovelas
Ano Titulo Papel Nota Emissora Pais de origem
1984- 1987 ¡¡Cachún cachún ra ra!! Adela Participação especial Televisa   México
1984 Principessa Alina Antagonista
1985 Juana Iris Romina Co-Protagonista
1986 Yesenia Yesenia Protagonista
1987 Quinceañera Maricruz Fernández Sarcoser
1988 Dulce Desafío Lucero Sandoval
1993 Guadalupe Guadalupe Zambrano Santos Telemundo   Estados Unidos
1995 María Bonita María "María Bonita" Reynoso RTI Colombia   Colômbia
1997 María Isabel María Isabel Sánchez Televisa   México
1998 El Privilegio de Amar Cristina Miranda
2001 Manancial Alfonsina Valdés Rivero
2003 Amor Real Matilde Peñalver y Beristáin de Fuentes Guerra
2005 La esposa virgen Virginia Alfaro
2008 Fogo no Sangue Sofía Elizondo Acevedo


CinemaEditar

Ano Título Papel Notas
1984
Los amantes del señor de la
noche
Não creditada
1985
Un sábado más Lucía Participação especial

Prêmios e nomeaçõesEditar

Prêmios TVyNovelasEditar

Ano Categoria Trabalho nomeado Resultado
2009 Melhor atriz protagonista Fuego en la sangre Nomeada
2006 Melhor atriz protagonista La esposa virgen Nomeada
2004 Melhor atriz protagonista Amor real Venceu
2002 Melhor atriz protagonista El Manantial Venceu
1999 Melhor atriz jovem El privilegio de amar Venceu
1998 Melhor atriz jovem María Isabel Venceu
1990 Melhor atriz jovem Dulce desafío Venceu
1988 Melhor atriz jovem Quinceañera Venceu
1987 Melhor atriz jovem Yesenia Nomeada
1986 Melhor atriz revelação Juana Iris Nomeada
1985 Melhor revelação comédia ¡¡Cachún cachún ra ra!! Nomeada

Prêmios BravoEditar

Ano Categoria Trabalho nomeado Resultado
2002 Melhor atriz protagonista El Manantial Venceu

Prêmios Laurel de OroEditar

Ano Categoria Trabalho nomeado Resultado
2005 Melhor atriz protagonista Amor real Venceu

Prêmios El HeraldoEditar

Ano Categoria Trabalho nomeado Resultado
1985 Melhor revelação feminina Venceu

Prêmios Palmas de OroEditar

Ano Categoria Trabalho nomeado Resultado
1988 Melhor atriz jovem Quinceañera Venceu

Prêmios Sol de OroEditar

Ano Categoria Trabalho nomeado Resultado
2004 Melhor atriz protagonista Amor real Venceu
2002 Mejor actriz protagonista El Manantial Venceu

Prêmios ACEEditar

Aoo Categoria Trabalho nomeado Resultado
2004 Melhor atriz de TV cênica Amor real Venceu
2002 Melhor atriz de TV cênica El Manantial Venceu
2000 Melhor atriz de TV cênica El privilegio de amar Venceu

Prêmios Califa de OroEditar

Ano Categoria Trabalho nomeado Resultado
2003 Melhor atriz protagonista Amor real Venceu
1999 Melhor atriz protagonista El privilegio de amar Venceu

Prêmios FamaEditar

Ano Categoria Trabalho nomeado Resultado
2008 Melhor atriz protagonista Fuego en la sangre Nomeada

Referências

  1. El Universal. «La cara angelical que asegura el éxito de sus telenovelas» (em espanhol). Consultado em 2 de novembro de 2011 
  2. Terra.com.br. «O Privilégio de Amar». Consultado em 28 de abril de 2013 
  3. «Adela Noriega está de volta - Dicas na Internet». Dicas na Internet. 1 de maio de 2017 

Ligações externasEditar