Adolf Eugen Fick

professor académico alemão
Adolf Eugen Fick
Adolf Fick pintado por Anton Klamroth
Conhecido(a) por Lei de Fick,
Princípio de Fick
Método direto de Fick
Nascimento Adolf Eugen Fick
3 de setembro de 1829
Kassel, Hesse
Morte 21 de agosto de 1901 (71 anos)
Blankenberge, Flandres Ocidental
Nacionalidade  Alemanha alemão
Alma mater Universidade de Marburgo
Prêmios Medalha Cothenius (1893)
Orientador(es) Franz Ludwig Fick
Orientado(s) Johann Jakob Müller
Instituições Universidade de Zurique
Universidade de Würzburgo
Campo(s) Fisiologia, biofísica

Adolf Eugen Fick (Kassel, 3 de setembro de 1829Blankenberge, 21 de agosto de 1901) foi um médico alemão, que inventou a tonometria.

Em 1855 apresentou a Lei de Fick, que governa a difusão de gás através de uma membrana líquida.[1]

Fick foi um dos grandes precursores do estudo da física aplicada ao corpo humano. Adolf publicou e contribuiu com diversas obras sobre o assunto. Alguns exemplos são suas contribuições ao livro Supplementband Zu Müller-Pouillet's Lehrbuch Der Physik, no qual abordou assuntos como a contração muscular, astigmatismo, a mecânica do esqueleto e, em 1856, a publicação da obra Die Medizinische Physik, que inclui resultados de suas pesquisas sobre a física envolvida nos sistemas repiratórios e circulatório, além dos mecanismos de aquecimento do corpo. [2]

Além disso, as teorias e pincipios descobertos por Fick tiveram impacto direto na medicina. Em 1870, Adolf propôs uma técnica para medir o débito cardíaco, que seria o volume de sangue bombeado em um minuto. O método continua sendo utilizado até os dias atuais.


Referências

  1. Biografia de Adolf Eugen Flick, em inglês.
  2. Duck, Francis. «The origins of medical physics». Consultado em 10 de agosto de 2019 


Ver tambémEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.