Abrir menu principal

Adrianópolis (Nova Iguaçu)

Adrianópolis
  Bairro do Brasil  
Green reflections.jpg
Localização
Distrito Adrianópolis
Município Nova Iguaçu
Características geográficas
Área total 33,3968
População total (2000) 3 893 hab.
Densidade 322,97 hab./km²
Outras informações
Rendimento médio mensal 1 689
Subprefeitura Tinguá
Fonte: Não disponível

Adrianópolis é um bairro do município de Nova Iguaçu, no estado do Rio de Janeiro, no Brasil.[1] Está situado no Setor de Planejamento Integrado Norte deste município, e faz parte da unidade regional de governo Tinguá, juntamente com Tinguá, Jaceruba, Rio D'Ouro e Montevidéu.

Localiza-se a uma latitude de 22°39'18" sul e a uma longitude de 43°29'11" oeste, estando a uma altitude de 22 metros. Sua população de 3 893 habitantes (Censo 2000) está distribuída em 33,4 km², perfazendo, assim, uma densidade demográfica de 323 habitantes por quilômetro quadrado.

Ainda segundo o Censo 2000, o número de domicílios em Adrianópolis é 3 983 e a taxa de alfabetização é 83,1 por cento.[2]

O bairro tem, como limite norte, a Reserva Biológica do Tinguá, patrimônio da humanidade e um dos últimos vestígios de Mata Atlântica no Brasil. Conta com inúmeras nascentes, rios, cachoeiras e cascatas, que são utilizadas pela população como fonte de alimento e lazer. Em Adrianópolis, nasce um dos pricipais rios da Baixada Fluminense: o Rio Iguaçu.

TopônimoEditar

"Adrianópolis" é um termo oriundo da língua grega: significa "cidade de Adriano", através da junção das palavras "Adriano" e pólis (cidade).[3]

TransportesEditar

Adrianópolis é servido pelas empresas de ônibus Linave e Mirante.

DelimitaçãoEditar

 
O Wikisource contém fontes primárias relacionadas com Decreto Municipal de Nova Iguaçu 6629 de 2003

077 - BAIRRO ADRIANÓPOLIS - Começa no encontro da Av. Muniz Barreto com a Rua Magnólia. O limite segue pela Rua Magnólia (excluída) até a Rua Açussena, segue por esta (excluída) até a Rua Girassol, segue por esta (excluída) até a Rua Carlota, segue por esta (excluída) até a Rua das Marrecas, segue por esta (excluída) até Estr. Santa Perciliana, segue por esta (excluída) até a Rua Ataulfo Alves, segue por esta (excluída) até a Rua Villa Lobos, segue por esta (excluída) até a Rua Luiz Reis, segue por esta (excluída) até a Estr. de Adrianópolis, segue por esta (excluída) até a Estr. do Amaral, segue por esta (excluída) até o Ramal Ferroviário Auxiliar da RFFSA, segue pelo eixo deste até a linha delimitadora do loteamento Carlos Sampaio (PAL 15/60), segue por esta linha delimitadora (no sentido Norte) contornando o loteamento, até o Ramal Ferroviário Auxiliar da RFFSA, segue pelo eixo deste ramal até a Estr. do Vilar Novo, segue por esta (excluída) até a Estr. das Paineiras, segue por esta (incluída) até a Rua Guacira, segue por esta (incluída) até a Rua Tambá, segue por esta e por seu prolongamento (incluída) até a Av. Olinda, segue por esta (incluída) até a Estr. da Colônia, segue por esta (incluída) até o limite legal da Reserva Biológica do Tinguá (Decreto Federal 97.780, de 23 de maio de 1989), segue por este limite até o Rio Iguaçu, segue pelo leito deste, à jusante, até o Aqueduto da Cachoeira, segue pelo eixo deste aqueduto, até a Av. Olinda, segue por esta (incluída) até a Av. Muniz Barreto, segue por esta (excluída) até o ponto inicial desta descrição.

Ligações externasEditar

Referências

  1. Prefeitura. «Bairros». Consultado em 5 de abril de 2013. Arquivado do original em 19 de junho de 2012 
  2. «Taxas de alfabetização por bairro (CEDERJ)». Consultado em 20 de março de 2008. Arquivado do original em 28 de setembro de 2007 
  3. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 1 354.