Aeroporto Internacional Ted Stevens

Aeroporto Internacional Ted Stevens Anchorage
Aeroporto
Ted Stevens Anchorage International Airport
IATA: ANC - ICAO: PANC - FAA: ANC
Características
Tipo Público
Administração Alaska DOT&PF
Serve Anchorage, Alasca,  Estados Unidos
Inauguração 1951 (69 anos)
Coordenadas 61° 10' 27" N 149° 59' 54" O
Altitude 46 m (151 ft)
Passageiros 4 976 557 passageiros (2010)
Aéreo 289 472 aeronaves (2006)
Principais companhias Passageiros

Cargas

Website oficial Página oficial
Mapa
PANC está localizado em: Alasca
PANC
Local do aeroporto
Pistas
Cabeceira(s) Comprimento Superfície
7L/25R 3 231  m (10 600 ft) Asfalto
7R/25L 3 780  m (12 402 ft) Asfalto / Concreto
15/33 3 341  m (10 961 ft) Asfalto
Helipontos
Número(s) Comprimento Superfície
H1 30 m (98 ft) Asfalto
Notas
Dados de: FAA[1]

O Aeroporto Internacional Ted Stevens Anchorage (em inglês: Ted Stevens Anchorage International Airport) é o maior aeroporto do estado norte-americano do Alasca, localizado a aproximadamente 7 km do centro de Anchorage. O aeroporto foi construído em 1951 e nomeado Anchorage International, sendo batizado novamente em 2000, quando recebeu o nome atual em homenagem ao senador Ted Stevens.

O Aeroporto Ted Stevens é o segundo maior centro de operações da Alaska Airlines, só perdendo para o Aeroporto Internacional de Seattle-Tacoma. É também o 5º aeroporto do mundo em movimento de carga.

Apesar de sua localização privilegiada, o ANC não recebeu muitos voos do Extremo Oriente durante a década de 1960, devido ao limite de espaço aéreo soviético. Ainda hoje, o aeroporto serve de escala para os voos entre a Ásia e a costa leste dos Estados Unidos.

Em 2 de maio de 2020, durante a pandemia de COVID-19, o aeroporto chegou a liderar o ranking diário de pousos e decolagens ao registrar 215 voos a mais do que o Aeroporto Internacional de Atlanta, o mais movimentado do mundo. Em 11 de maio constatou-se que dos cerca de 150 Boeing 747 em voo no mundo, pelo menos um terço tinha como origem ou destino este aeroporto.[2]

Este movimento significativamente maior durante a crise se dá devido ao enorme número de voos cargueiros sendo requisitado para transporte de aparelhagem médica, somado ao fato de que grande parte desses voos acaba optando por fazer escalas de reabastecimento com o intuito de aumentar a quantidade de carga que pode ser transportada.[3]

Ver tambémEditar

Referências

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Aeroporto Internacional Ted Stevens
  Este artigo sobre um aeroporto é um esboço relacionado ao Projeto Aviação. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.