Abrir menu principal

Afonso Pires da Charneca (1340 - a. 11 de Dezembro de 1392) foi um fidalgo do Reino de Castela, de seu nome Alfonso Pérez em castelhano, que, durante o reinado de D. Fernando I de Portugal, passou a Portugal e terá fixado a sua moradia na Charneca e ali edificado o seu solar. Terá sido também senhor de Parada e de Sanguinhedo.

Fernão Lopes designa-o "Afonso Perez da Charneca" e, no capítulo CLIX da 1.ª parte da Crónica de D. João I,[1] diz que foi uma das "algumas pessoas que ajudaram o Mestre a defender o reino".

ControvérsiaEditar

Diz-se que recebeu a mercê das Alcáçovas e várias outras terras "por serviços que este lhe fez", entre elas os Lagares d' El-Rei, por ordem do referido Mestre de Avis, o rei D. João I de Portugal,[1] mas, no entanto tudo parece indicar que se esteja a confundir com o seu filho mais velho e seu «aportuguesado» homónimo. Assim como quais deles seria um dos escolhidos pela corte para acompanhar o condestável D. Nuno Álvares Pereira quando este exerceu o cargo de Fronteiro-mor do Além-Tejo.

Casamento e descendênciaEditar

Casou com:

  • Constança Esteves (c. 1340 - d. 11 de Dezembro de 1392).[1][2] Documenta-se como Constança Esteves, mãe de D. Martinho, Bispo de Coimbra e do Conselho, quando a ambos D. João I a 11 de Dezembro de 1392 confirmou a doação que fizera a Afonso Pires da Charneca, filho da dita Constança Esteves e irmão do dito Bispo, do lugar de Alcáçovas, dumas vinhas e lagares «aallem d aRoyos e partem com o caminho da charneca», e de umas casas em Sintra. Dela teve:
  1. Afonso Pires da Charneca;[1]
  2. Martinho Afonso Pires da Charneca (ou de Miranda) (1360 -?), que foi bispo do Porto e bispo de Braga e de quem descendem os Mirandas;[1]
  3. Constança Afonso da Charneca;
  4. Margarida Afonso de Miranda (da Charneca) casada com Diogo Aires, sem geração, e depois com Rui de Brito, escudeiro e juiz do cível de Lisboa (1410-11), com geração.[3]

Para Felgueiras Gayo teria também como filhos:

  1. Fernando de Castro, viveu na Galiza (?);
  2. Diogo Gonçalves de Castro (1360 -?) casado com Aldonça Coelho (?).

Referências

BibliografiaEditar

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar