Abrir menu principal

Afonso Rodrigues (mártir)

Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde fevereiro de 2015). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Santo Afonso (desambiguação).
Santo Afonso Rodrigues, S.J.
Nascimento 10 de março de 1598 em Zamora, Espanha
Morte 15 de novembro de 1628 (30 anos) em Caaró, Rio Grande do Sul
Veneração por Igreja Católica
Beatificação 28 de janeiro de 1934 por Papa Pio XI
Canonização 16 de maio de 1988 por Papa João Paulo II
Principal templo Caibaté
Gloriole.svg Portal dos Santos

Santo Afonso Rodrigues, que nasceu Alfonso Rodriguez, na cidade de Zamora a 10 de março de 1598, foi um sacerdote jesuíta espanhol morto como mártir na recém-fundada redução de Caaró, no Rio Grande do Sul a 15 de novembro de 1628.

Estudou em Salamanca, onde ingressou na Companhia de Jesus, sendo mandado para Villagarcía como noviço. Ali se ofereceu para trabalhar nas missões do Novo Mundo, embarcando para a América em 2 de novembro de 1616, junto com mais 37 companheiros, dentre os quais estava o padre Juan del Castillo. Após viagem cheia de perigos, aportaram na Bahia e logo seguiram para Buenos Aires, onde chegaram em 15 de fevereiro de 1617.

Continuou seus estudos em Córdoba, onde também lecionou. Foi ordenado em fins de 1623 ou início de 1624, sendo designado para a evangelização dos índios guaicurus. Entre eles ficou oito meses, passando depois para a redução de Itapuã.

Em 1 de novembro de 1628, juntamente com o padre Roque Gonzales de Santa Cruz, fundou a redução de Caaró, onde recebeu a morte poucos dias depois, em 15 de novembro, por mãos de índios comandados pelo cacique Nheçu e contrários à atuação dos jesuítas.

Afonso Rodrigues, junto com os demais martirizados, foi beatificado pelo papa Pio XI em 28 de janeiro de 1934, e canonizado pelo papa João Paulo II em 16 de maio de 1988. Em Caaró, município de Caibaté, foi erguido um santuário em honra aos jesuítas mártires, centro de uma grande romaria que ocorre todos os anos no terceiro domingo de novembro.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar