Abrir menu principal

Afonso de Melo

jornalista e escritor português
Afonso de Melo
Nome completo Afonso Joaquim de Sampaio e Paiva de Melo
Nascimento 18 Janeiro 1964 de O primeiro parâmetro é necessário, mas foi fornecido incorretamente! de [[{{{3}}}]] (Erro de expressão: Palavra "janeiro" não reconhecida ano)
Águeda
Nacionalidade Português
Ocupação jornalista e escritor
Principais trabalhos Portugal em calções : diário de um jornalista no Mundial 2002

Afonso Joaquim de Sampaio e Paiva de Melo (Águeda, 18 de janeiro de 1964) é um jornalista e escritor português.[1]

Cursou Direito, mas enveredou pelo jornalismo. Colaborou desde muito cedo na «Soberania do Povo»,[2] esteve no «Semanário», passou fugazmente pel’ «O Liberal».

Foi redactor de «O Século»; colaborador eventual de «O Jornal»; colaborador e, mais tarde, redactor de «A Bola», cumprindo as funções de editor da secção internacional e sendo responsável pela concepção e edição de um suplemento chamado «A Bola de Domingo».

Ainda em «A Bola» foi coordenador de «A Bola Magazine». Foi Editor de Redacção de «O Jogo»; colaborador de «O Comércio do Porto» e de «A Capital»; comentador de futebol internacional da «Sport TV» e colunista da revista «Record Dez». Escreveu na revista «Fócus». foi correspondente em Portugal do jornal espanhol «As» e do jornal polaco «Reczespospolita», bem como colaborador das revistas japonesas «Soccer Hiyo» e «Sportiva2». Durante o Campeonato do Mundo de Futebol de 2002, foi colunista do jornal Aajkaal, de Calcutá. Em 2008, foi director editorial do semanário de futebol «Jornada».

Publicou reportagens e artigos de viagens na revista «Vida Mundial», no «Jornal de Letras», no suplemento «Fugas» do jornal «Público» e na revista «Atlântica». Conhece mais de 120 países e já esteve na Índia por 35 vezes.

Escreveu muitos dos textos da «Grande Enciclopédia dos Europeus de Futebol», do «Diário de Notícias», tendo também contribuído para o «Anuário 2005», do mesmo «Diário de Notícias».

Foi durante muitos anos fornecedor de matérias para a «Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira». É correspondente em Portugal da revista francesa «France Football» desde 1995. Fez parte do Gabinete de Imprensa do Euro 2004, como Media Relations Manager, e foi Assessor de Imprensa para a Selecção A de futebol desde Janeiro de 2004 a Julho de 2006, tento estado presente no Euro 2004 e no Campeonato do Mundo de 2006.

Foi membro da Comissão de Honra e da Comissão Política da Candidatura de Manuel Alegre à Presidência da República, sendo um dos responsáveis pelas áreas de Comunicação e Marketing.

Colaborou com a Fundação Luís Figo na área de comunicação.

É colunista do jornal «O Benfica» e colaborador da «BenficaTV». Foi investigador e fornecedor de dados e de textos para o Museu Cosme Damião. Durante o Euro-2012 foi colunista da revista «Flash» na Ucrânia, acompanhando a Selecção Nacional. Cobriu o Europeu de 2016 para os jornais «i», «Sol» e «Região de Águeda», tal como a Taça das Confederações de 2017 e o Mundial 2018. É actualmente redactor principal dos jornais «i» e «Sol».

É Grande Oficial da Ordem do Mérito, Medalha de Ouro da Federação Portuguesa de Futebol, membro honorário da Ordem da Nossa Srª da Conceição de Vila Viçosa e Judeu de Ouro da ANATA, Associação dos Naturais de Águeda.

Traduziu livros para diversas editoras, entre os quais «Ruter O Vermelho», «Por que Hiran é Grande?», «Três Lições Sobre o Estado Providência», «A Minha Autobiografia - Alex Ferguson». «Sven-Goran Eriksson - A Minha Vida»

Livros[3]Editar

  • Portugal em calções: diário de um jornalista no Mundial 2002 (crónicas, Oficina do Livro) 2002
  • A Lenda de Jorge Bum!, com Ponto de Exclamação (contos, Prime Books) 2003
  • Guia dos resultados da Selecção Nacional de Futebol 2004 (D. Quixote) 2004
  • Doping – A Triste Vida do Super-Homem (reportagem, em parceria com Rogério Azevedo, D. Quixote) 2004
  • Cinco Escudos Azuis – A história da selecção nacional de futebol de 1921 aos nossos dias (D. Quixote, com uma primeira edição de 2004 e reedição actualizada em 2006)
  • Uma sombra laranja-tigre: em forma de panchatantra (romance, D. Quixote) 2005; reeditado pela Âncora em 2016.
  • poema sem maiúsculas na colectânea de poemas inéditos Tantas Mãos, a Mesma Primavera (Oficina do Livro) 2005
  • Viagem em Redor do Planeta Eusébio (Prime Books) 2005
  • A Princesa-Que-Tinha-Uma-Luz-Por-Dentro (conto, Oficina do Livro) 2005
  • Factos, Números e Nomes da Selecção Nacional de Futebol (D. Quixote) 2005
  • Não Morrerei em Buenos Aires (poemas, D. Quixote) 2006
  • El Corazón Negro de Portugal - Todos Tenemos Una Buena História de Futbol (a propósito do Mundial 2006, Cafediario, Barcelona) 2006
  • A Noite Negra da Luz com um Pouquinho de Brasil, Iá, Iá…, texto inserido no livro A Bola ao Ritmo de Fado e Samba (Edições Afrontamento) 2013
  • A Pátria Fomos Nós (crónicas, Prime Books) 2006
  • Um Ano na Vida de Luís Figo (foi o responsável pelos textos do livro do fotógrafo Hamish Brown, editado pela Fundação Luís Figo) 2007
  • Pior do que Inimigos eram Irmãos: Cem anos de Benfica Sporting, Sporting Benfica 2007 (Prime Books)
  • Tantas Vezes Tu (romance, Editora Erasmos) 1996
  • Manuel Quarenta e Maria Quarentena – Dois Personagens à Espera de um Romance (conto na colectânea de contos 40 – D. Quixote)
  • A Monótona Vida de Uóchinton Maria a Quem Chamavam o Homem-Porco (colectânea de contos portugueses inéditos, Histórias em Língua Portuguesa, Editora Ambar, organizada por Francisco Guedes)
  • A Morte Tem Sempre Música de Fundo (numa colectânea de textos feitos sobre ilustrações de Pedro Zamith Oficina do Livro)
  • Sonata para 5 Violinos (Prime Books, 2008)
  • Sabiá na Gaiola - Editora Âncora ISBN 978-972-780-251-7[1]
  • O Cão ao Contrário» (e outras crónicas do contra) - Edições Zebra
  • Apito Dourado - as entranhas do polvo» (história de uma investigação) - Edições Zebra
  • «A Terra é um Planeta Onde Existe a Inglaterra» (Edições Zebra)
  • «Ronaldo-Messi - O Duelo do Século» (Edições Zebra)
  • «Eusébio Enciclopédia» (Edições Zebra)
  • «O Coronel Zigmontas Dabravicius e o seu Exército de Flores» (conto, Edições Zebra)
  • «Se Mais Mundo Houvera… - a volta ao Mundo em 700 jogos do Benfica (reportagem, Edições Zebra)
  • «As Extraordinárias Aventuras de Áfrico Barthélémy d'Souza Três Minutos Depois de ter Morrido (romance, Edições Zebra)
  • «Ode ao Sexo Fundamental» (poema inédito incluído na colectânea de poemas Os Poetas do Povo)
  • «Os Alegres Dias do País Triste» - Dez anos se passaram sobre o Europeu português (Livros d'Hoje)
  • «1966 - Homens com Pressa» - 50 anos sobre o Mundial de Inglaterra (Âncora)
  • Memórias da Nação Valente - Portugal nos Mundiais de Futebol (Oficina do Livro)
  • Tira o cavalo da frente (crónicas anacrónicas e pensamentos a conta-gotas) Editora Âncora, 2017
  • O outro nome que a vida pode ter (mais crónicas anacrónicas e pensamentos a conta-gotas) Editora Âncora, 2018

{{Referências

Ligações externasEditar

  1. a b «Afonso de Melo». Âncora Editora. Ancora-editora.pt. Consultado em 29 de Dezembro de 2011. Arquivado do original em 12 de outubro de 2013 
  2. «NOVO LIVRO DE AFONSO DE MELO: 100 ANOS 11907/2007 DE BENFICA-SPORTING-BENFICA». Soberania do Povo. Soberaniadopovo.pt. 5 de Dezembro de 2007. Consultado em 29 de Dezembro de 2011. Arquivado do original em 12 de outubro de 2013 
  3. «19 registos para: Melo, Afonso de, 1964». Rede Municipal de Bibliotecas de Lisboa. Câmara Municipal de Lisboa. Consultado em 29 de Dezembro de 2011