Africada lateral alveolar sonora

O africada lateral alveolar sonora é um fonema raro em línguas, é formado por 2 fonemas quando pronunciados juntos. O símbolo no Alfabeto Fonético Internacional é ⟨d͡ɮ⟩ (muitas vezes simplificado para ⟨dɮ⟩).

Africada lateral alveolar sonora
λ
IPA 104 (149)
Codificação
Entidade (decimal) d​͡​ɮ
Unicode (hex) U+0064 U+0361 U+026E
X-SAMPA dK\

CaracterísticasEditar

  • Seu modo de articulação é o africado, o que significa que é produzida primeiro interrompendo totalmente o fluxo de ar, depois permitindo o fluxo de ar através de um canal restrito no ponto de articulação, causando turbulência.
  • Seu ponto de articulação é o alveolar, o que significa que é articulado com a ponta ou a lâmina da língua na crista alveolar, denominada respectivamente apical e laminal.
  • Sua fonação é sonora, o que significa que as cordas vocais vibram durante a articulação.
  • É uma consoante oral, o que significa que o ar só pode escapar pela boca.
  • É uma consoante lateral, o que significa que é produzida direcionando o fluxo de ar para os lados da língua, em vez de para o meio.
  • O mecanismo de fluxo de ar é pulmonar, o que significa que é articulado empurrando o ar apenas com os pulmões e o diafragma, como na maioria dos sons.

OcorrênciaEditar

Africados laterais alveolares expressos são raros. Sandawe foi transcrito com [dɮ], mas o som é mais pós-alveolar ou palatal do que alveolar. Consoantes escritas dl nas línguas atabascanas e wacashanas são tenuis africadas, [t͜ɬ] (talvez ligeiramente sonoras alofonicamente), ou têm uma liberação aproximada, [tˡ] ou [dˡ]. Em Montana Salish, /l/ pode ser pré-aberto, dependendo do contexto, caso em que pode ser realizado como [ᵈl] ou como uma africada [ᵈɮ̤].[1] Nas línguas nguni [d͡ɮ] ocorre após nasais: /nɮ̤/ é pronunciado [nd͡ɮ̤], com uma parada epentética, pelo menos em xhosa[2] e Zulu.[3]

Língua Palavra AFI Significado Notas
Avá-Canoeiro[4] [ˌtaːˈpid͡ɮɐ] 'Tapirus terrestris' Realização possível de /l/. Na fala de pessoas com 40 a 80 anos, a consoante está em variação livre com [dl], [dʎ], [ʎ], [ɖ], [ɮ] e [l].[4]
Salishe p̓əllič̓č [pʼəd͡ɮɮít͡ʃʼt͡ʃ] 'virado' Alofone posicional de /l/.
Xhosa Indlovu [ind͡ɮ̤ɔːv̤u] 'elefante' Alofone de /ɮ̤/ após /n/.
Pa na[1] [d͡ɮau˩˧] 'profundo'

Referências

  1. a b Chen, Qiguang [陈其光]. 2001. "A Brief Introduction of Bana Language [巴那语概况]". Minzu Yuwen.
  2. Scarraffiotti (2011). Parlons Xhosa. [S.l.: s.n.] p. 13 
  3. Rycroft & Ngcobo (1979). Say it in Zulu. [S.l.: s.n.] p. 6 
  4. a b Silva 2015, p. 45.

BibliografiaEditar