Afromimus

Afromimus (que significa "imitador da África") é um gênero de dinossauro terópode da Formação Elrhaz do Cretáceo Inferior do Níger. Ele contém uma única espécie, A. tenerensis, batizada em 2017 por Paul Sereno a partir de partes da perna direita, vértebras e costelas encontradas no Deserto de Ténéré. Foi originalmente classificado em Ornithomimosauria,[1] mas posteriormente foi considerado um membro de Abelisauroidea.[2]

Afromimus
Intervalo temporal: Cretáceo Inferior
112 Ma
Afromimus LM.png
Classificação científica e
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Clado: Dinosauria
Clado: Saurischia
Clado: Theropoda
Família: Noasauridae
Gênero: Afromimus
Sereno, 2017
Espécie-tipo
Afromimus tenerensis
Sereno, 2017

ClassificaçãoEditar

As afinidades do Afromimus, foram testadas por Carrano et al. (2012)[3] e Choiniere et al. (2012);[4] e um enfocando especificamente a Ceratosauria, de Brissón Egli et al. (2016).[5] As árvores filogenéticas mais parcimoniosas para as duas primeiras análises consideraram que Afromimus era um membro do Ceratosauria, agrupando-se com Masiakasaurus e Majungasaurus no primeiro e com Masiakasaurus no último. Finalmente, a adição de Afromimus à matriz centrada no Ceratosauria resultou em ele ser encontrado como parte do Noasauridae em uma politomia (grupo não resolvido). A árvore filogenética da análise é parcialmente replicada abaixo.[2]

Berberosaurus

Deltadromeus

Spinostropheus

Elaphrosaurus

Limusaurus

Ceratosaurus

Genyodectes

Eoabelisaurus

Noasauridae

Laevisuchus

Masiakasaurus

Noasaurus

Velocisaurus

Afromimus

Abelisauridae

Diante desses resultados, Cerroni e colegas encaminharam Afromimus para Abelisauroidea, com provável posição nos Noasauridae. No entanto, eles o mantiveram como um táxon válido devido ao grande processo posterior da divisa e à extensão na qual a crista tibial da fíbula cobre a fossa fibular.[2]

Referências

  1. Sereno, P. (2017). «Early Cretaceous ornithomimosaurs (Dinosauria: Coelurosauria) from Africa». Ameghiniana. 54 (5): 576–616. doi:10.5710/AMGH.23.10.2017.3155 
  2. a b c Cerroni, M.A.; Agnolin, F.L.; Brissón Egli, F.; Novas, F.E. (2019). «The phylogenetic position of Afromimus tenerensis Sereno, 2017 and its paleobiogeographical implications». Journal of African Earth Sciences. 159. 103572 páginas. doi:10.1016/j.jafrearsci.2019.103572 
  3. Carrano, M.T.; Benson, R.B.J.; Sampson, S.D. (2012). «The phylogeny of Tetanurae (Dinosauria: Theropoda)». Journal of Systematic Palaeontology. 10 (2): 211–300. doi:10.1080/14772019.2011.630927 
  4. Choiniere, J.; Forster, C.; De Klerk, W. (2012). «New information on Nqwebasaurus thwazi, a coelurosaurian theropod from the Early Cretaceous Kirkwood Formation in South Africa». Journal of African Earth Sciences. 71–72: 1–17. doi:10.1016/j.jafrearsci.2012.05.005 
  5. Brissón Egli, F.; Agnolín, F.L.; Novas, F.E. (2016). «A new specimen of Velocisaurus unicus (Theropoda, Abelisauroidea) from the paso córdoba locality (santonian), Río Negro, Argentina». Journal of Vertebrate Paleontology. 36 (4): e1119156. doi:10.1080/02724634.2016.1119156 
  Este artigo sobre dinossauros é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.