Agátocles (filho de Lisímaco)

Agátocles (? — 284 a.C.) foi o filho de Lisímaco, cujo pai também se chamava Agátocles.

Agátocles
Nascimento século IV a.C.
Morte 284 a.C.
Cidadania Trácia
Progenitores
Cônjuge Lisandra
Irmão(ã)(s) Eurídice, Arsínoe I, Ptolemy Epigonos, Lysimachus, Philip, Alexandre
Ocupação aristocrata

Lisímaco era um guarda-costas de Alexandre, o Grande,[1] e, após a morte de Alexandre, foi indicado para governar a Trácia, que estava sob controle macedônio desde a época de Filipe[1] e o Quersonésio da Trácia.

Por um longo período ele esteve principalmente ocupado em lutar contra o rei odrísio Seutes III. Na luta contra os getas, seu filho Agátocles foi capturado, e ele fez um acordo de paz com Dromiquetes, rei dos Getas, entregando todo o território além do Rio Ister e casando sua filha com o rei.[2] Uma outra versão é que o próprio Lisímaco foi capturado, e Agátocles, seu filho, que celebrou o acordo de paz.[2] Em seguida, Lisímaco casou Agátocles com Lisandra, filha de Ptolomeu I Sóter e Eurídice, filha de Antípatro.[2]

Lisímaco se casou com Arsínoe, filha de Ptolemeu I Sóter; em 284 a.C.[carece de fontes?] Arsínoe acusa Agátocles de traição,[3] e Lisímaco condena o próprio filho à morte.[4] Esse feito atroz de Lisímaco causou grande indignação. Filetero, governante de Pérgamo, se revoltou,[5] além de outras cidades da Ásia Menor, e seus amigos de confiança desertaram. Lisandra, a viúva de Agátocles, com seus dois filhos e Alexandre, filho que Lisímaco teve com uma mulher do Reino Odrísio, fugiram para Seleuco I Nicátor,[5] que por sua vez invadiu os territórios de Lisímaco na Ásia.

Referências