Agnes Keyser

Agnes Keyser (1852-1941) foi a filha abastada de um accionista, uma humanitária, cortesã e amante de longa data do rei Eduardo VII do Reino Unido.

Agnes Keyser
Agnes Keyser
Nascimento 1852
Morte 1941 (89 anos)
Nacionalidade Inglesa

BiografiaEditar

De todas as amantes do rei Eduardo VII, talvez com a excepção da socialite Jennie Jerome, Agnes era a mais aceite pelos círculos reais, incluindo mesmo pela esposa do rei, a princesa Alexandra da Dinamarca. Ficou com Eduardo até à morte dele em 1910.

Agnes, tal como o escritor Raymond Lamont-Brown refere no seu livro Edward VII's Last Loves: Alice Keppel and Agnes Keyser, tinha uma ligação emocional com Eduardo que as outras não tinham, provavelmente devido ao facto de não ser casada e de preferir um caso mais discreto do que público.

ReferênciasEditar