Agnolo Gaddi

Agnolo Gaddi (1350 - 1396) foi um pintor italiano do Trecento, filho de outro pintor, Taddeo Gaddi e neto de outro, Gaddo Gaddi. Começou seus estudos no ateliê de Giovanni da Milano e Jacopo del Casentino.

Agnolo Gaddi
'
Nascimento 1350
Florença
Morte 15 de outubro de 1396 (45–46 anos)
Florença
Progenitores
Ocupação pintor,
Obras destacadas Crucifixion, Sainte Anne metterza et saints

Gaddi viveu em uma época de transição da arte italiana. Foi profundamente influenciado por Giotto, mas pouco renovou na arte. Foi somente nos últimos anos, com a restauração de muitas de suas obras, que Gaddi começou a ser revalorizado. Em sua oficina, estudaram Lorenzo Monaco e Cennino Cennini.

Sua obra mais importante são os afrescos no coral da Basílica da Santa Cruz, em Florença, encomendados em 1380 por Jacopo degli Alberti. É uma obra inspirada diretamente na Lenda Áurea de Jacopo de Varazze. No mesmo templo, decorou a Capela Castellani com episódios das vidas de Nicolau de Mira e Antão do Deserto junto com Gherardo Starnina. Em 1392, Agnolo Gaddi viajou até Prato para elaborar os afrescos do Palazzo Datini com Niccolò di Pietro Gerini.

Giorgio Vasari incluiu o pintor em sua obra Vidas.

Veja tambémEditar

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Agnolo Gaddi
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.