Abrir menu principal
Agostinho Galamini, O.P.
Cardeal da Igreja Católica
Bispo de Osimo
Atividade Eclesiástica
Ordem Ordem dos Pregadores
Diocese Diocese de Osimo
Nomeação 29 de abril de 1620
Predecessor Dom Antonio Maria Gallo
Sucessor Dom Girolamo Verospi
Mandato 1620 - 1639
Ordenação e nomeação
Nomeação episcopal 11 de fevereiro de 1613
Ordenação episcopal 12 de março de 1613
por Papa Paulo V
Cardinalato
Criação 17 de agosto de 1611
por Papa Paulo V
Ordem Cardeal-presbítero
Título Santa Maria em Ara Coeli
Dados pessoais
Nascimento Quios
1553
Morte Roma
6 de setembro de 1639 (86 anos)
Nome religioso Agostinho Galimini
Nome nascimento Simone Galimini
Nacionalidade Italiano
Progenitores Mãe: Antonia Recuperati
Pai: Magolino Galamina
Funções exercidas -Mestre-geral da Ordem dos Pregadores (1608-1612)
- Bispo de Recanati e Loreto (1613-1620)
Sepultado Santa Maria sopra Minerva
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Agostinho Galimini (ou Galamina). Nascido como Simone, em Brisigella, diocese de Faenza, em 1533. Falecido em Osimo, a 6 de Setembro de 1639.

Filho de Magolino Galamina e Antonia Recuperati. Parente de Agostinho Recuperati, mestre-geral da Ordem dos Pregadores

Alterou o seu nome para Agostinho quando entrou na Ordem dos Pregadores, no noviciado que iniciou em Faenza, professando em Meldola.

Leitor em teologia na cidade de Bolonha e depois em Nápoles. Inquisidor do Santo Ofício em Brescia, Piacenza, Génova e Milão nos pontificados de Gregório XIII e Sisto V. Comissário do Santo Ofício em 1604, e mestre do Sacro Palácio no pontificado de Clemente VIII. Foi eleito Mestre Geral da Ordem dos Pregadores em 1608.

Criado Cardeal no consistório de 17 de Agosto de 1611, recebendo o título de Santa Maria em Aracoeli. Manteve-se no governo da sua ordem até à eleição do seu sucessor.

Eleito Bispo de Recanati e Loreto, a 11 de Fevereiro de 1613. Transferido para a diocese de Osimo a 29 de Abril de 1620. Participou nos conclaves de 1621 e 1623.

FontesEditar