Abrir menu principal

Nas línguas polinésias a palavra aitu refere-se a fantasmas ou espíritos, às vezes, malévolos. A palavra é comum em línguas do Leste e Oeste da Polinésia. Na mitologia de Tonga, por exemplo, ʻaitu or ʻeitu são deuses menores, muitos deles patronos de vilas e famílias específicas. Eles podem muitas vezes tomar a forma de um animal ou plantas, e são muito mais cruéis que outros deuses. Estes deuses problemáticos são de Samoa.[1] A palavra tonga tangi lauʻaitu significa "chorar com pesar", "lamentar".

Na mitologia maori, a palavra aitu refere-se a moléstia, calamidade, ou demônios; a palavra relacionada aituā significa "infortúnio", "acaso", "desastre".[2] Em taitiano, aitu (sinônimo atua ou raitu) pode significar "deus" ou "espírito" (raitu é também uma palavra afetuosa dada a uma criança querida);[3] em outras línguas, incluindo rarotonga, samoano, sikaiana, kapingamarangi, takuu, tuamotuano e niueano, aitus são fantasmas ou espíritos. Nas ilhas Cook, Aitu é também o nome de tribos antigas que vieram do leste.

Nas ilhas de Samoa, aitu significa fantasma.[4]

Referências

  1. Em rotuman seres parecidos são também chamados ʻaitu; isto pode ser um empréstimo do tonga que, devido ao contato histórico, forneceu uma parte considerável do vocabulário de rotuman. Veja Religion - Rotuma
  2. O sufixo de aituā transmite o sentido de infestado de aitus.
  3. Dicionário Fare vana'a Académie Tahitienne Fare vāna'a
  4. Pratt, George (1984) [1893]. A Grammar and Dictionary of the Samoan Language, with English and Samoan vocabulary. Papakura, Nova Zelândia: R. McMillan. ISBN 0-908712-09-X. Consultado em 8 de julho de 2010