Abrir menu principal

Alício Penna Júnior ( Araguari, 1º de fevereiro de 1968) é um árbitro de futebol brasileiro. Fez parte do quadro de árbitros da FIFA entre 2003 e 2009, quando foi retirado. [1] Apitou o segundo jogo da final da Copa do Brasil de Futebol de 2008, entre Sport e Corinthians onde teve atuação bastante criticada pelos paulistas depois de não marcar pênalti em um lance envolvendo o atacante Acosta.[2][3] A partir de fevereiro de 2014 tornou-se membro da Comissão de Árbitros da CBF. Logo após tornou-se Presidente da ENAF - Escola Nacional de Árbitros de Futebol da CBF. Atualmente é vice-presidente da Comissão de Arbitragem da CBF. Em sua cidade ele é um orgulho, principalmente para seus filhos Alicio Neto, Guzin Penna, PG Penna.

Referências

  1. Muiila, Luiz (10 de janeiro de 2009). «Alicio Pena Júnior deixa o quadro de árbitros da FIFA». Gazeta do Triângulo. Consultado em 21 de março de 2013 
  2. «Mano culpa o árbitro pela derrota do Corinthians na decisão - Esportes». Estadão. Consultado em 11 de outubro de 2019 
  3. «GloboEsporte.com > Futebol > Corinthians - NOTÍCIAS - Mário Gobbi: 'O Alício é muito sensível'». globoesporte.globo.com. Consultado em 11 de outubro de 2019 
  Este artigo sobre um árbitro de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.