Ala dos Namorados

Ala dos Namorados
Informação geral
País Portugal Portugal
Gênero(s) Pop
Período em atividade 1992 - presente
Gravadora(s) EMI, Universal Music Portugal, Farol
Integrantes Manuel Paulo
Nuno Guerreiro
Zé Nabo
Mário Delgado
Alexandre Frazão
Rúben Santos
Ex-integrantes João Monge
João Gil
José Moz Carrapa
Página oficial Facebook

Ala dos Namorados é um grupo musical português criado em 1992 por João Gil, Manuel Paulo, e João Monge, aos quais se juntou depois José Moz Carrapa. O grupo descobriu Nuno Guerreiro, num espectáculo de Carlos Paredes, tendo-o convidado para integrar o elenco.[1]

O seu nome advém da famosa Batalha de Aljubarrota, na qual os portugueses venceram os castelhanos, em que uma das alas a favor do Reino de Portugal tinha essa designação por ser formada por combatentes ainda jovens[2].

BiografiaEditar

Ala dos Namorados é criada em 1992, a partir de canções de João Gil, João Monge e Manuel Paulo. A Ala conseguiu bastante êxito nos anos 90, tendo actuado diversas vezes em festivais fora de Portugal.[1]

Depois do lançamento do álbum Alma, Moz Carrapa deixa a banda, ficando só João Gil, Manuel Paulo e Nuno Guerreiro.

Em 1998 é apresentado o álbum Solta-se o Beijo, que chegou a disco de platina.[1] Cristal é lançado em 2000. Este álbum foi disco de ouro.

Durante algum tempo os membros da banda dedicam-se a outros projectos. Em 2004 é lançado um DVD e um CD, Ala dos Namorados Ao Vivo No São Luíz.

Dá-se a saída de João Gil para formar a Filarmónica Gil. Em 2007 tendo como guitarrista Mário Delgado e com canções de João Monge e Manuel Paulo, também responsável pela produção, o grupo edita Mentiroso Normal. Em Dezembro de 2008, o grupo cessa actividade, no final de 15 anos de carreira.[1]

No início de 2012, a propósito de um concerto à volta do trabalho do João Monge, voltaram a reunir-se, e surgiu a vontade de voltarem a tocar as canções do grupo.

Assinalaram os 20 anos do grupo, em Setembro de 2012, com um concerto no B. LEZA que teve a participação de Alexandre Frazão, Mário Delgado, Zé Nabo e Ruben Santos e ainda convidados especias como João Gil e José Moz Carrapa.[3]

Em 2013 foi lançado o CD Razão de Ser com a regravação de vários dos seus temas mais conhecidos e que contou com a participação de alguns músicos conhecidos, como António Zambujo e Jorge Palma.[4]

Em Dezembro de 2014 editam novo CD de originais, "Felicidade", distribuído pela Farol. Conta novamente com as letras de João Monge a que se junta uma de Carlos Tê e três de José Fialho Gouveia.[5]

O cancioneiro da pop portuguesa de meados do século XX foi a base para a gravação do disco “Vintage” que será lançado em breve[6]. "Olhos Castanhos", “Noites da Madeira", "Ele e Ela", "Animais de Estimação", “Cartas de Amor” ou o “Fadinho da Tia Maria Benta”, são alguns dos temas que fazem parte do imaginário colectivo dos portugueses e que a Ala dos Namorados se propôs trazer para o seu universo musical. O disco inclui quatro temas originais dentro da mesma harmonia "vintage" que será parte integrante dos concertos.

O grupo é composto atualmente apenas por Manuel Paulo e Nuno Guerreiro a que se juntam outros músicos convidados.

Discografia[1]Editar

Álbuns de EstúdioEditar

Álbuns ao VivoEditar

SinglesEditar

  • 2000 - "Solta-se o Beijo" (EMI)

CompilaçõesEditar

Referências

  1. a b c d e «Ala dos Namorados». Semanário Blitz. Consultado em 14 de Janeiro de 2014. Arquivado do original em 16 de janeiro de 2014 
  2. Ala dos Namorados, Infopédia (Em linha), Porto: Porto Editora, 2003-2013 (Consult. 2013-08-15).
  3. «Ala dos Namorados volta ao vivo e actua em Lisboa». Diário de Notícias. Consultado em 14 de Janeiro de 2014 [ligação inativa]
  4. «Ala dos Namorados regressa com novo disco». Sapo.pt. Consultado em 14 de Janeiro de 2014 
  5. «Cópia arquivada». Consultado em 28 de março de 2017. Arquivado do original em 28 de março de 2017 
  6. http://www.e-cultura.sapo.pt/evento/2817

Ligações externasEditar

   Este artigo sobre uma banda ou grupo musical de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.