Abrir menu principal

Albino Aroso

médico e político português
Albino Aroso
Nome nativo Albino Aroso
Nascimento 22 de fevereiro de 1923
Vila do Conde
Morte 26 de dezembro de 2013 (90 anos)
Porto
Cidadania Portugal
Alma mater Universidade do Porto
Ocupação médico, político, professor universitário
Prêmios Comendador da Ordem do Mérito, Grã-Cruz da Ordem do Infante Dom Henrique, Grande-Oficial da Ordem da Liberdade

Albino Aroso Ramos GCIHGOLComM (Canidelo, Vila do Conde, 22 de fevereiro de 1923Porto, 26 de dezembro de 2013) foi um médico e político português, reconhecido por muitos como o "pai do planeamento familiar" em Portugal.[1][2]

Índice

BiografiaEditar

Albino Aroso nasceu a 22 de fevereiro de 1923, em Canidelo, Vila do Conde, o terceiro de uma família de seis irmãos que perderam o pai muito cedo.[3]

Aos 24 anos, terminada a Licenciatura em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, ingressa no Hospital Geral de Santo António, onde mais tarde veio a desempenhar o cargo de Presidente do Conselho de Administração.

Em 1967 participou na fundação da Associação para o Planeamento da Família, e dois anos depois, pela primeira vez em Portugal, abre a primeira consulta pública e gratuita de planeamento familiar.

Professor Associado Jubilado de Ginecologia/Obstetrícia no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS), Universidade do Porto.

Foi Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde do XI Governo Constitucional.[4]

Albino Aroso faleceu muito debilitado, na sua casa no Porto, aos 90 anos, no dia 26 de dezembro de 2013.[1]

PrémiosEditar

  • I Prémio Nacional de Saúde (2006)[5]

Condecorações[6]Editar

Albino Aroso Ramos recebeu as seguintes distinções:

Referências

  1. a b «Morreu Albino Aroso». Expresso. 26 de Dezembro de 2013. Consultado em 26 de Dezembro de 2013 
  2. Alexandra Campos (27 de Dezembro de 2013). «Morreu Albino Aroso, o "pai" do planeamento familiar». Jornal Público. Consultado em 20 Maio de 2014 
  3. Universidade Digital/Gestão de Informação (2009). «Antigos Estudantes Ilustres da Universidade do Porto». Universidade do Porto. Consultado em 26 de Dezembro de 2013 
  4. «Nomeia, sob proposta do Primeiro-Ministro, vários secretários de Estado e o Subsecretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros». Diário da República eletrónico. 9 de Janeiro de 1990. Consultado em 26 de Dezembro de 2013. Arquivado do original em 26 de dezembro de 2013 
  5. «Médico e antigo Secretário de Estado da Saúde, Albino Aroso destacou-se na área da Saúde Materna e Neonatal». Portal da Saúde. 8 de Abril de 2009. Consultado em 26 de Dezembro de 2013 
  6. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Albino Aroso". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 18 de maio de 2014 
  Este artigo sobre Personalidades, integrado no Projecto Grande Porto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.