Alcir Pécora

crítico literário brasileiro

Antonio Alcir Bernardez Pécora é um crítico literário brasileiro, professor livre-docente da Universidade Estadual de Campinas.[1][2][3] Editou e organizou as obras completas de Hilda Hilst, Roberto Piva e Plínio Marcos.[4][5] Foi diretor do Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp de 2007 a 2011.[6][7] É membro da Accademia Ambrosiana de Milão.[8]

Alcir Pécora
Nascimento 1954 (67 anos)
Cidadania Brasil
Ocupação escritor, crítico literário, professor universitário
Empregador Universidade Estadual de Campinas

Bibliografia selecionadaEditar

AutorEditar

  • Problemas de Redação (1983)
  • Teatro do Sacramento (1994)
  • Máquina de Gêneros (2001)
  • Rudimentos da Vida Coletiva (2002)

OrganizadorEditar

  • A Arte de Morrer (1994)
  • Escritos Históricos e Políticos do Padre Vieira (1995)
  • Sermões I e II (2000-2001)
  • As Excelências do Governador (2002)
  • Lembranças do Presente (2006)
  • Índice das Coisas Mais Notáveis (2010)
  • Por que Ler Hilda Hilst (2010)

Referências

  1. «Alcir Pécora». Companhia das Letras. Consultado em 20 de outubro de 2019 
  2. «Alcir Pécora». Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. 6 de fevereiro de 2019. Consultado em 20 de outubro de 2019 
  3. «Roda de conversa e crítica com Alcir Pécora, no Teatro de Arena Eugênio Kusnet (SP)». Funarte - Portal das Artes. 30 de julho de 2019. Consultado em 20 de outubro de 2019 
  4. Pécora, Alcir (julho de 2019). «O labirinto do amanuense (2)». Jornal Rascunho. Consultado em 20 de outubro de 2019 
  5. Melo, Gianni Paula (9 de janeiro de 2017). «[Entrevista] Alcir Pécora». Suplemento Pernambuco. Consultado em 20 de outubro de 2019 
  6. «Literatura, mídia, internet: Entrevista com Alcir Pécora». Linha Mestra (8). 2008. Consultado em 20 de outubro de 2019 
  7. «Informações Curriculares do Pesquisador na UNICAMP - Alcir Pécora». SIPEx - Unicamp. Consultado em 20 de outubro de 2019 
  8. «Antonio Alcir Bernárdez Pécora». Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo. Consultado em 20 de outubro de 2019