Abrir menu principal

Alderano Cibo

(Redirecionado de Alderano Cybo)
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Alderano Cybo-Malaspina (desambiguação).
Alderano Cibo
Cardeal da Santa Igreja Romana
Deão do Sagrado Colégio dos Cardeais
Cardeal Alderano Cibo, por Carlo Maratta

Título

Cardeal-bispo de Ostia-Velletri
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Roma
Nomeação 10 de novembro de 1687
Predecessor Niccolò Albergati-Ludovisi
Sucessor Emanuel Teodósio de La Tour de Auvérnia
Mandato 1687 - 1700
Ordenação e nomeação
Ordenação episcopal 1656
Cardinalato
Criação 6 de março de 1645
por Papa Inocêncio X
Ordem Cardeal-presbítero (1645-1679)
Cardeal-bispo (1679-1700)
Título Santa Pudenciana (1645-1668)
Santa Praxedes (1668-1677)
São Lourenço em Lucina (1677-1679)
Palestrina (1679-1680)
Frascati (1680-1683)
Porto e Santa Rufina (1683-1687)
Óstia-Velletri (1687-1700)
Brasão
Coat Cardinal Cibo.svg
Dados pessoais
Nascimento Flag of Genoa.svg Gênova
16 de julho de 1613
Morte Estados Papais Roma
22 de julho de 1700 (87 anos)
Progenitores Mãe: Brigida Spinola
Pai: Carlos I Cybo-Malaspina
Sepultado Santa Maria del Popolo
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Alderano Cibo [1] (16 de julho de 1613 - 22 de julho de 1700) foi um cardeal italiano, Deão do Sagrado Colégio dos Cardeais e Secretário da Secretaria Apostólica.

BiografiaEditar

Filho de Carlos I Cybo-Malaspina, duque de Massa e príncipe de Carrara, e Brigida Spinola.[2] Seu sobrenome também é listado como Cybo. Parente do Papa Inocêncio VIII, e dos Cardeais Lorenzo Cibo de' Mari (1489); Innocenzo Cibo (1513), e Camillo Cibo (1729).

Foi a Roma muito jovem e tornou-se um prelado papal, sob o pontificado do Papa Urbano VIII (1623-1644). Referendário dos Tribunais da Assinatura Apostólica da Justiça e da Graça. Chamado majordomo papal pelo Papa Inocêncio X em 1644. Prefeito do Palácio Sagrado.[2]

CardinalatoEditar

Criado cardeal-presbítero no consistório de 6 de março de 1645, recebeu o barrete cardinalício e o título de Santa Pudenciana em 24 de abril de 1645. Foi Superintendente geral do Estado Papal.[2]

EpiscopadoEditar

Eleito bispo de Jesi em 24 de abril de 1656. Passou para o título de Santa Praxedes em 30 de janeiro de 1668. Resignou-se como bispo de Iesi em 10 de dezembro de 1671.[2] Torna-se Secretário da Secretaria Apostólica em 23 de setembro de 1676, exercendo o cargo até 12 de agosto de 1689.[2]

Foi legado em Avinhão, entre 1677 e 1690. Passou para o título de São Lourenço em Lucina em 13 de setembro de 1677, quando se torna cardeal protopresbítero. Passa para a ordem dos cardeais-bispos e para a sé suburbicária de Palestrina em 6 de fevereiro de 1679. Passa para a suburbicária de Frascati em 8 de janeiro de 1680. Em 15 de fevereiro de 1683, passa para a suburbicária de Porto e Santa Rufina. Foi secretário da Sagrada Congregação da Suprema Inquisição Romana e Universal, entre 1683 e 1700.[2] Passa para a suburbicária de Óstia e Velletri, próprio do decano do Sacro Colégio dos Cardeais em 10 de novembro de 1687.[2]

Faleceu em 22 de julho de 1700 em Roma. Foi velado e sepultado no túmulo de sua família na igreja de Santa Maria del Popolo.[2]

ConclavesEditar

Referências

  1. Também conhecido como Alderano Cybo-Malaspina
  2. a b c d e f g h «The Cardinals of the Holy Roman Church» (em inglês). Fiu.edu 

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar