Abrir menu principal

Aleksandrs Koļinko (Riga, 18 de junho de 1975) é um ex-futebolista letão que jogava como goleiro. Atualmente é treinador de goleiros no Shakhtyor Salihorsk.

Aleksandrs Koļinko
Aleksandrs Koļinko
Koļinko em ação pelo Baltika Kaliningrado, em 2011.
Informações pessoais
Nome completo Aleksandrs Koļinko
Data de nasc. 18 de junho de 1975 (44 anos)
Local de nasc. Riga, RSS da Letônia, União Soviética
Nacionalidade letão
Altura 1,90 m
Informações profissionais
Equipa atual Bielorrússia Shakhtyor Salihorsk
Posição Treinador de goleiros (Ex-goleiro)
Clubes de juventude
Letónia Skonto-2
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1994
1995
1996–2000
2000–2003
2003–2004
2005–2008
2009
2009
2009–2010
2010
2011–2015
2015
Letónia Interskonto Riga
Letónia Skonto-Metāls
Letónia Skonto Rīga
Inglaterra Crystal Palace
Rússia Rostov
Rússia Rubin Kazan
Letónia RFS/Olimps
Romênia Dínamo Bucareste
Letónia Ventspils
Rússia Spartak Nalchik
Rússia Baltika Kaliningrado
Letónia Spartaks Jūrmala
22 (0)
25 (0)
61 (0)
82 (0)
27 (0)
69 (0)
6 (0)
0 (0)
15 (0)
8 (0)
96 (0)
1 (0)
Seleção nacional
1997–2015 Flag of Latvia.svg Letónia 94 (0)
Times/Equipas que treinou
2015
2016–2017
2018–
Letónia Spartaks Jūrmala
Letónia Spartaks Jūrmala (auxiliar-técnico)
Bielorrússia Shakhtyor Salihorsk (treinador de goleiros)


Índice

CarreiraEditar

Kolinko iniciou sua carreira em 1994, no Interskonto Riga, que seria renomeado Skonto-Metāls no ano seguinte. Jogou ainda 5 temporadas pelo Skonto, quando mudou-se para o futebol da Rússia em 2000. No país vizinho, vestiu as camisas de Rostov[1], Rubin Kazan[2], Spartak Nalchik[3] e Baltika Kaliningrado. Teve passagem ainda pela Inglaterra, atuando pelo Crystal Palace, além de ter integrado o elenco do Dínamo Bucareste, porém não jogou nenhuma vez pelo clube romeno.

Representou ainda, em seu país natal, o RFS/Olimps, o Ventspils[4] e o Spartaks Jūrmala, onde parou de jogar em 2015, aos 40 anos, quando virou técnico da equipe em substituição a Roman Pylypchuk. Em 2016, acumulou os cargos de auxiliar e treinador de goleiros. Deixou o Spartaks em 2017, assinando com o Shakhtyor Salihorsk para ser preparador de goleiros da equipe.

Seleção LetãEditar

Estreou pela Seleção Letã em julho de 1997, contra a Estônia. Com a aposentadoria de Oļegs Karavajevs em 1999, virou titular absoluto da equipe. O ponto alto de sua carreira internacional foi o jogo contra a Alemanha, pela Eurocopa de 2004 (a primeira competição oficial da Letônia como país independente), evitando que o Nationalelf marcasse gols[5].

Perdeu a titularidade em 2011, quando Deniss Romanovs, Pāvels Doroševs e Germans Māliņš alternavam-se no gol da seleção. Voltaria a ser convocado em 2013, para enfrentar a Grécia pelas eliminatórias da Copa de 2014. Apesar da derrota por 1 a 0, o goleiro destacou-se com grandes defesas, impedindo uma goleada[6] mesmo aos 38 anos de idade.

Sua despedida foi num amistoso contra a Ucrânia, em março de 2015, que terminou empatado em 1 a 1. Em 18 anos de Seleção, Koļinko participou de 94 jogos.

LinksEditar

Referências