Alessandra Negrini

atriz brasileira

Alessandra Vidal de Negreiros Negrini (São Paulo, 29 de agosto de 1970) é uma atriz brasileira, que ganhou notoriedade por seus trabalhos na televisão, como na minissérie Engraçadinha (1995) e nas novelas Anjo Mau (1997) e Paraíso Tropical (2007). No cinema foi aclamada nos filmes Cleópatra (2007), 2 Coelhos (2012) e O Abismo Prateado (2013). Entre seus reconhecimentos, incluem-se um Prêmio APCA, um Prêmio Guarani e um Candango do Festival de Brasília,[1] além de ter recebido indicações a um Grande Otelo, dois Troféus Imprensa e três Prêmios Qualidade Brasil.[2]

Alessandra Negrini
Nome completo Alessandra Vidal de Negreiros Negrini
Nascimento 29 de agosto de 1970 (51 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade brasileira
Estatura 1,63 m
Cônjuge
Ocupação atriz
Período de atividade 1993–presente
Prêmios Lista

BiografiaEditar

Filha do engenheiro Luiz Eduardo Osório Negrini, e da pedagoga Neusa Vidal de Negreiros, Alessandra passou a sua infância e adolescência na cidade de Santos, no estado de São Paulo. Aos 18 anos, se matriculou num curso de teatro, e nessa época, foi chamada para fazer testes na Rede Globo.[3]

Vida profissionalEditar

A estreia de Alessandra Negrini na TV se deu 1993 na telenovela Olho no Olho, de Antônio Calmon,[4] e no ano seguinte, participou do elenco de Cara e Coroa,[4] do mesmo autor, ambas como coadjuvante.

Em 1995, fez sucesso ao protagonizar a minissérie Engraçadinha: Seus Amores e Seus Pecados, baseada na obra de Nélson Rodrigues.[4] Em 1997, interpretou uma vilã pela primeira vez: a cruel Paula, no remake de Anjo Mau,[4] adaptação de Maria Adelaide Amaral. Depois, em 1998, protagonizou a novela Meu Bem Querer,[4] de Ricardo Linhares, dando vida a doce e apaixonada Rebeca e formando par romântico com o até então esposo Murilo Benício.

Em 2000, deu vida a guerreira Isabel Olinto, da elogiada minissérie A Muralha, uma homenagem aos 500 anos do Brasil.[4] Por conta do apelo sensual da personagem na minissérie, estampou a capa da edição brasileira da revista Playboy de abril daquele ano.[4]

Em 2002, Negrini colheu muitos elogios pela interpretação de sua segunda vilã: a insana e sexy Selma Dumont, da novela Desejos de Mulher, de Euclydes Marinho, tornando-se uma das personagens de maior apelo junto aos telespectadores e protagonizando as melhores cenas do folhetim.[5][6][7] Em 2003, participou de alguns episódios da série infantil Sítio do Picapau Amarelo, interpretando Rapunzel.[4] Em 2004, fez uma participação especial na novela Celebridade, de Gilberto Braga.

Em 2006, participou, como a socialite carioca Yedda Schidmt, da minissérie JK, que conta a trajetória de Juscelino Kubitschek.[4]

Além da televisão, Alessandra, também possui uma carreira sólida tanto no teatro quanto no cinema, já havendo feito nove filmes, como O Que É Isso, Companheiro?, Sexo, Amor e Traição e Os Desafinados. No teatro, participou das peças Os Credores e A Gaivota, na qual viajou para a Europa, Canadá e Japão.[8]

 
A atriz em 2012.

Em 2007, foi protagonista da novela Paraíso Tropical, de Gilberto Braga. Na trama, a atriz interpretou as irmãs gêmeas Paula Viana e Taís Grimaldi, havendo obtido muito sucesso junto ao público e a crítica.[9] No mesmo ano, estreou o longa Cleópatra, de Julio Bressane, pelo qual ganhou o prêmio de melhor atriz do Festival de Brasília.

Em 2008, atuou em mais dois filmes: A Erva do Rato, de Júlio Bressane e No Retrovisor de Mauro Mendonça Filho.[10] Ainda no mesmo ano,fez uma participação no humorístico Casseta & Planeta, Urgente!.

Voltou à televisão, em 2010, para participar dos seriados S.O.S. Emergência[11] e As Cariocas.[12] Neste mesmo ano esteve cotada para o remake da novela Ti Ti Ti e chegou a ser anunciada para o elenco de Passione, porém, acabou sendo desligada da produção após a direção considerar que a atriz merecia um papel de maior destaque.

Em 2011, Negrini retornou aos palcos ao lado de Karin Rodrigues, para encenar a peça A Senhora de Dubuque, um texto de Edward Albee.[13] E esteve nos filmes O Abismo Prateado[14] e TokyoShow.[15]

Em 2012, participou da nova versão da peça A Propósito de Senhorita Júlia, a história se passa no Brasil no início do século XXI.[16] No mesmo ano, retornou às novelas na segunda fase de Lado a Lado, interpretando a cantora de ópera Catarina Ribeiro, uma das vilãs da trama.[17][18][19][20][21][22] Em 2014, interpretou a tresloucada Susana Bueno, em Boogie Oogie.[23][24][25] De outubro a dezembro de 2017, protagoniza e fica em cartaz com a peça A Volta Ao Lar, dirigida por Regina Duarte.[26]

Em 2018, Alessandra retornou à televisão interpretando Susana Adonato, uma vilã divertida e atrapalhada na novela Orgulho e Paixão. [27][28]

Vida pessoalEditar

Em 1995 começou a namorar o ator Murilo Benício, e no início de 1996 foram morar juntos. No mesmo ano, no dia 16 de dezembro, nasceu o filho do casal, Antônio Benício Negrini, que veio ao mundo de parto cesariana, em São Paulo. O casal separou-se em 1999.

Nesse mesmo ano de 1999, começou a namorar o ator Marcos Palmeira. Ambos terminaram a relação em 2000. Ainda em 2000 iniciou um namoro com ator André Gonçalves, e em 2001 separaram-se.[29]

No mesmo ano de 2001 começou um relacionamento afetivo com o cantor Otto. Foram morar juntos em 2002. No dia 29 de setembro de 2004, de parto cesariana, no Rio de Janeiro, nasceu a filha do casal, Betina Negrini de Cordeiro. Em 2008 o casal separou-se, e Alessandra voltou a morar em São Paulo com seus filhos.[30]

De 2009 a 2010 namorou com o empresário Rodrigo Neves.[31] De 2010 a 2012 manteve uma relação afetiva com o ator Sergio Guizé.[32] De 2012 a 2014 namorou o fotógrafo João Wainer.[33] Desde essa época não assumiu mais nenhum relacionamento sério para a imprensa, e é vista eventualmente pela mídia acompanhada de homens anônimos e famosos.[34]

FilmografiaEditar

TelevisãoEditar

Ano Título Personagem Notas
1993 Retrato de Mulher Bruna Episódio: "Luciana"
Olho no Olho Clara
1994 Você Decide Carla Episódio: "Anjo Vingador"
1995 Engraçadinha: Seus Amores e Seus Pecados Engraçadinha (jovem)
Cara & Coroa Natália Santoro
1996 A Comédia da Vida Privada Maria Helena Episódio: "O Grande Amor da Minha Vida"
1997 Anjo Mau Paula Ribeiro Novaes
1998 Meu Bem Querer Rebeca Maciel
2000 A Muralha Isabel Olinto
Brava Gente Natália Episódio: "Armas e Corações"
2001 Os Normais Sílvia Episódio: "Estresse é Normal"
2002 Desejos de Mulher Selma Dumont
2003 Sítio do Picapau Amarelo Rapunzel Temporada 3
2004 Celebridade Marília Prudente da Costa Episódios: "8 de abril"
2006 JK Yedda Ovalle Schmidt
2007 Paraíso Tropical Paula Viana Bastos
Taís Viana Bastos (Taís Grimaldi)
2008 Casseta & Planeta, Urgente! Várias personagens Episódio: "26 de agosto"
2009 A Turma do Didi Ela mesma Episódio: "26 de julho"
2010 S.O.S. Emergência Sílvia Episódio: "Pegar ou Largar"
As Cariocas Marta Episódio: "A Iludida de Copacabana"
Tal Filho, Tal Pai Barbara Leão Especial de fim de ano
2012 Lado a Lado Catarina Ribeiro
2014 Boogie Oogie Susana Bueno
2016 Lúcia McCartney Júlia[35]
2017 Angeli: The Killer Mara Tara (voz) Dublagem[36]
2018 Orgulho e Paixão Susana Adonato / Genésia Pinto
Samantha! Liliane Episódio: "7"[37]
2021—presente Cidade Invisível Inês / Cuca[38] Elenco principal
2022 Travessia Guida

CinemaEditar

Ano Filme Personagem Nota
1997 O Que É Isso, Companheiro? Lilia[39]
2001 Um Crime Nobre Mônica Andrade
2004 Sexo, Amor e Traição Andréa
2007 Cleópatra Cleópatra
2008 Os Desafinados Luíza
No Retrovisor [40]
A Erva do Rato Ela
2011 TokyoShow Barbara Scott Curta-metragem
O Abismo Prateado Violeta
2012 2 Coelhos Júlia[41]
O Gorila Rosalinda
2013 DreamWaves – Antena dos Sonhos Ela
2016 Beduíno Mulher[42]
2017 Eu Fico Loko Lilian Figueiredo[43][44]
2018 Mulheres Alteradas Marinati[45]
2021 Acqua Movie Duda

VideoclipeEditar

Ano Artista Música
2004 Otto "Pra Ser Só Minha Mulher"[46]

TeatroEditar

Ano Peça Personagem
2000 O Avarento Elisa
2001 O Beijo no Asfalto Selminha
2003 Credores Tekla
2008 A Gaivota A Gaivota
2011 A Senhora de Dubuque
2012 A Propósito de Senhorita Júlia Júlia
2016 Sonata Fantasma Bandeirante Mulher Branca
2017 A Volta Ao Lar Ruth
2019 Uísque & Vergonha Charlotie[47][48]
2021 A Árvore A

Prêmios e indicaçõesEditar

Ano Prêmio Categoria Trabalho Resultado
1995 Prêmio APCA de Televisão Melhor Revelação Feminina Venceu
Prêmio Melhores da Revista da TV - O Globo Melhor Atriz Revelação Venceu
Troféu Imprensa Revelação do Ano Indicada
2002 Prêmio Contigo! de TV Melhor Atriz Indicada
Prêmio Contigo! de TV Melhor Vilã Venceu
2004 Prêmio Arte Qualidade Brasil Melhor Atriz Coadjuvante de Cinema Indicada
2006 Prêmio Contigo! de TV Melhor Par Romântico Indicada
Prêmio Arte Qualidade Brasil[49] Melhor Atriz Coadjuvante Indicada
2007 Prêmio Arte Qualidade Brasil Melhor Atriz Indicada
Troféu Imprensa Melhor Atriz Indicada
Melhores do Ano Melhor Atriz Indicada
Prêmio Extra de Televisão Melhor Atriz Indicada
Prêmio Quem de Televisão Melhor Atriz Indicada
Prêmio Minha Revista Melhor Atriz (voto júri) Venceu
Melhor Atriz (voto público) Venceu
2008 Prêmio Contigo! de TV[50] Melhor Atriz Indicada
Melhor Par Romântico (com Fábio Assunção) Indicada
Melhor Par Romântico (com Bruno Gagliasso) Indicada
Festival de Cinema de Brasília Melhor Atriz Venceu
Prêmio Contigo! de Cinema Nacional Melhor Atriz Indicada
Prêmio Quem de Cinema Melhor Atriz Indicada
2009 Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro[51] Melhor Atriz Indicado
2011 Festival Internacional de Cinema de Havana[52] Melhor Atriz Venceu
2012 Festival do Rio[53] Melhor Atriz Coadjuvante Venceu
Los Angeles Brazilian Film Festival[54] Melhor Atriz Venceu
2013 Grande Prêmio Brasileiro de Cinema[55] Melhor Atriz Indicada
Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro Melhor Atriz Indicada
Prêmio Contigo! de TV[56] Melhor Atriz Coadjuvante Indicada
2014 Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro Melhor Atriz Venceu
2020 Los Angeles Brazilian Film Festival[57] Melhor Atriz Venceu
2021 Séries em Cena Awards[58] Melhor Atriz em Série Nacional Indicada
Personagem Favorito em Série de Streaming Indicada
Prêmio F5[59] Melhor Atriz de Série Indicada
Prêmio Notícias da TV[60] Ator ou Atriz de Série Indicada
2022 Prêmio Platino[61] Melhor Interpretação Femenina em Série Indicada
CCXP Awards[62] Melhor Atriz Série (Brasil) Pendente
Festival Sesc Melhores Filmes[63] Melhor Atriz Nacional Indicada
Grande Prêmio do Cinema Brasileiro[64] Melhor Atriz Indicada

Referências

  1. AdoroCinema. «Alessandra Negrini». AdoroCinema. Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  2. «Alessandra Negrini – Papo de Cinema». Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  3. Lacombe, Milly (maio de 2007). «Estranha sedução». Capa. Marie Claire (194). Consultado em 27 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 27 de setembro de 2019 
  4. a b c d e f g h i «Veja trajetória da atriz Alessandra Negrini». UOL. Consultado em 8 de março de 2013 
  5. «Globo começa a gravar "Desejos de Mulher", nova novela das sete». Ilustrada. Folha de S.Paulo. 19 de dezembro de 2001. Consultado em 2 de janeiro de 2012 
  6. Valladares, Ricardo (13 de março de 2002). «A devoradora das sete». Ilustrada. VEJA. Consultado em 2 de janeiro de 2012 
  7. «Alexandre Herchcovitch participa da novela "Desejos de Mulher"». Ilustrada. Folha de S.Paulo. 24 de junho de 2002. Consultado em 1 de janeiro de 2012 
  8. «Alessandra Negrini vai encenar peça na Europa». EGO. Globo.com. 31 de outubro de 2007. Consultado em 8 de março de 2013 
  9. «Alessandra Negrini promete levantar 'Paraíso Tropical' com gêmeas». Portal Terra. Gente & Tv. 15 de abril de 2007. Consultado em 8 de julho de 2010 
  10. «Alessandra Negrini é escalada para o elenco de No Retrovisor». UOL. 2 de julho de 2008. Consultado em 8 de março de 2013 
  11. «Alessandra Negrini volta à televisão em "S.O.S. Emergência"». Folha de S.Paulo. 2010 
  12. «As Cariocas: Alessandra Negrini e Thiago Lacerda contracenam na série». Rede Globo. 2010 
  13. «"A Senhora de Dubuque", com Alessandra Negrini». UOL. Consultado em 8 de março de 2013 
  14. «O abismo prateado colhe elogios». O Estado de S. Paulo. Estadão.com.br. 19 de maio de 2011 
  15. Rodrigo Levino (2 de dezembro de 2011). «Gustavo von Ha se apropria de clichês do cinema em novo trabalho». Veja. Editora Abril. Consultado em 8 de março de 2013 
  16. «Alessandra Negrini vira adolescente em "A Propósito de Senhorita Júlia"». Ultimo Segundo. 11 de janeiro de 2012. Consultado em 8 de março de 2013 
  17. Carla Bittencourt (4 de setembro de 2012). «'Lado a lado': Alessandra Negrini será amante de Thiago Fragoso». Extra. Consultado em 17 de julho de 2014 
  18. Carla Bittencourt (17 de outubro de 2012). «'Lado a lado': Alessandra Negrini vai acabar com a paz de Laura e Edgar: 'Já estava com saudade da televisão'». Extra. Consultado em 17 de julho de 2014 
  19. Gshow (15 de outubro de 2012). «Alessandra Negrini começa a gravar Lado a Lado como a rival de Laura». Por Trás das Câmeras - Lado a Lado. Consultado em 17 de julho de 2014 
  20. «Baixa audiência pode provocar mudanças em "Lado a Lado"». UOL. 21 de setembro de 2012. Consultado em 26 de setembro de 2012. Arquivado do original em 23 de setembro de 2012 
  21. Marcus Pinto (24 de agosto de 2012). «Luta por direitos femininos é tema de nova novela da Globo». Terra Networks. Consultado em 8 de março de 2013 
  22. Gshow (1 de novembro de 2012). «Alessandra Negrini faz aulas de canto lírico para interpretar Catarina». Por Trás das Câmeras - Lado a Lado. Consultado em 17 de julho de 2014 
  23. Carla Bittencourt (29 de maio de 2014). «Alessandra Negrini troca bebês em 'Boogie oogie'». Extra. Consultado em 30 de maio de 2014 
  24. Nina Ramos (17 de julho de 2014). «Alessandra Negrini volta à faixa das 18h com "Boogie Oogie"». IG. Vem, gente!. Consultado em 17 de julho de 2014 
  25. Gshow (18 de julho de 2014). «Cuidado com ela! Alessandra Negrini será a perigosa Susana». Extras - Boogie Oogie. Consultado em 13 de julho de 2014 
  26. «A Volta ao Lar - São Paulo - Com Alessandra Negrini». Teatro Eva Herz. Consultado em 23 de setembro de 2017 
  27. Anna Luiza Santiago (28 de setembro de 2017). «Alessandra Negrini será a vilã de 'Orgulho e paixão'». Globo.com. Consultado em 20 de janeiro de 2018 
  28. «Alessandra Negrini mostra visual de vilã para próxima novela da Globo». F5 - Televisão. 16 de fevereiro de 2018. Consultado em 27 de fevereiro de 2018 
  29. Fernanda Castello Branco (8 de abril de 2003). «Famosos se "revezam" entre casos, namoros e casamentos». Terra. Consultado em 16 de março de 2021 
  30. «Separações inesperadas de famosos». mdemulher. 2011 
  31. «Alessandra Negrini é flagrada com namorado em restaurante». Quem. 27 de maio de 2009. Consultado em 16 de março de 2021 
  32. «Alessandra Negrini apresenta o namorado em desfile». UOL. 11 de junho de 2010. Consultado em 16 de março de 2021 
  33. «Alessandra Negrini passeia com novo namorado, João Wainer». CARAS. 14 de janeiro de 2012. Consultado em 16 de março de 2021 
  34. «"Nem sei há quanto tempo estamos namorando", diz Alessandra Negrini sobre novo relacionamento». UOL. 13 de março de 2012. Consultado em 16 de março de 2021 
  35. Civalli, Luigi (10 de agosto de 2016). «Alessandra Negrini assina com o GNT». O Fuxico. Consultado em 27 de setembro de 2019 
  36. «ANGELI THE KILLER» 
  37. Castro, Daniel (26 de junho de 2018). «Netflix faz malabarismos para negar que nova comédia tira sarro de Simony». Notícias da TV. Consultado em 5 de outubro de 2019 
  38. «O segredo de Alessandra Negrini não envelhecer nunca? Ela revela para a Revista J.P: "Não sei o que é maturidade, na real"». Revista Glamurama. Consultado em 6 de agosto de 2019 
  39. «Filmografia - O Que É Isso, Companheiro?». Cinemateca Brasileira 
  40. «Alessandra Negrini é escalada para o elenco de No Retrovisor». Glamurama. 2 de julho de 2008 
  41. «2 Coelhos». Imagem Filmes. Consultado em 6 de junho de 2019 
  42. «'Beduíno', com Alessandra Negrini, fará sua estreia no Festival de Locarno». Assite Brasil. 30 de julho de 2016. Consultado em 5 de outubro de 2019 
  43. Bittencourt, Carla (10 de janeiro de 2017). «Alessandra Negrini é a mãe do youtuber Christian Figueiredo no filme 'Eu fico loko'». Telinha. Extra. Consultado em 5 de outubro de 2019 
  44. Bittencourt, Carla (12 de janeiro de 2017). «crítica: Biografia de youtuber, 'Eu Fico Loko' só se salva quando ri de si». Ilustrada. Folha de S.Paulo. Consultado em 5 de outubro de 2019 
  45. «Mulheres Alteradas». Globo Filmes. Consultado em 5 de outubro de 2019 
  46. Alessandra Negrini encarna prostituta em clipe
  47. Rodrigues, Cristiane (8 de maio de 2019). «Alessandra Negrini sobre nova peça no teatro: 'Arte que sempre vai existir e a tecnologia não vai substituir'». Gshow. Globo.com. Consultado em 5 de outubro de 2019 
  48. Alves, Dirceu. «Uísque e Vergonha». Veja São Paulo. Consultado em 5 de outubro de 2019 
  49. «Confira os Indicados e Ganhadores do Prêmio Qualidade Brasil 2006– Rio de Janeiro e São Paulo». Prêmio Qualidade Brasil 
  50. «10º Prêmio Contigo! - Indicados». Contigo!. Consultado em 15 de outubro de 2013. Arquivado do original em 21 de outubro de 2012 
  51. «14º Prêmio Guarani :: Premiados de 2008». Consultado em 6 de novembro de 2021 
  52. «Santono, Negrini e Tropa 2 são premiados em Havana». Correio do Brasil. 30 de Dezembro de 2011. Arquivado do original em 7 de julho de 2012 
  53. «Festival do Rio 2012 consagra novos diretores». Veja. 12 de Outubro de 2012 
  54. «Alessandra Negrini leva prêmio de Melhor Atriz em festival de cinema em LA». Terra. 19 de julho de 2012 
  55. «"Gonzaga" é líder em indicações para o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro». Uol 
  56. «Ficha Técnica - 15º Prêmio Contigo! de TV - Eventos - Contigo!». Contigo!. Consultado em 24 de fevereiro de 2013. Arquivado do original em 1 de abril de 2013 
  57. «Conheça os vencedores do Los Angeles Brazilian Film Festival 2020». Cine vitor. 25 de outubro de 2020. Consultado em 29 de outubro de 2020 
  58. «Conheça todos os indicados do "Séries em Cena Awards"». seriesemcena.com.br. Consultado em 9 de maio de 2021 
  59. «Prêmio F5: Veja indicados e vote nos destaques do entretenimento em 2021». Folha de São Paulo. 16 de novembro de 2021. Consultado em 16 de novembro de 2021 
  60. «Prêmio Notícias da TV: Vote no melhor ator ou atriz de série brasileira de 2021». Noticias da TV. 21 de novembro de 2021. Consultado em 22 de novembro de 2021 
  61. «Mejor Interpretación Femenina en Miniserie o Teleserie». Prêmios Platino. 4 de março de 2022. Consultado em 1 de maio de 2022 
  62. «CCXP Awards anuncia lista de indicados; confira». Estadão. 13 de junho de 2022. Consultado em 13 de junho de 2022 
  63. «48° Festival Melhores Filmes: Melhor Atriz Nacional». Melhores Filmes Sesc SP. 1 de fevereiro de 2022. Consultado em 1 de fevereiro de 2022 
  64. «Melhor Atriz: Grande Prêmio de Cinema Brasileiro». Academia Brasileira de Cinema. 6 de abril de 2022. Consultado em 13 de junho de 2022 

Ligações externasEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Citações no Wikiquote
  Categoria no Commons

Precedida por
Camila Pitanga
por Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios
Prêmio Guarani de Melhor Atriz
por O Abismo Prateado

2014
Sucedida por
Leandra Leal
por O Lobo Atrás da Porta