Alex de Minaur

tenista australiano

Alex de Minaur'[1] ( /də mɪˈnɔːr/ -_-mih-NOR;[2] em castelhano: Álex de Miñaur,[3] pronúncia: [ˈaleɡz ðe miˈɲawɾ];[a]) (Sydney, 17 de fevereiro de 1999) é um tenista australiano com dupla cidadania, australiana e espanhola. Ele alcançou como ranking mais alto o de número 18 do mundo, pelo ranking da ATP, em simples, alcançado de 18 de outubro de 2019.

Tenista Alex de Minaur
De Minaur RG19 (23) (48199315646).jpg
De Minaur em Roland Garros 2019
País  Austrália
Residência Alicante, Espanha
Nova Providência, Bahamas
Data de nascimento 17 de fevereiro de 1999 (22 anos)
Local de nasc. Sydney, Austrália
Altura 1,83 m[1]
Peso 69 kg
Treinado por Adolfo Gutierrez
Lleyton Hewitt
Profissionalização 2015
Mão Destro
Prize money US$ 5,493,094
Simples
Vitórias-Derrotas 104–71
Títulos 5
Melhor ranking N° 15 (28 de junho de 2021)
Ranking atual simples N° 17 (23 de agosto de 2021)
Resultados de Grand Slam de Simples
Open da Austrália 3R (2019, 2021)
Roland Garros 2R (2019, 2021)
Wimbledon 3R (2018)
US Open QF (2020)
Duplas
Vitórias-Derrotas 20–26
Títulos 1
Melhor ranking N° 58 (12 de outubro de 2020)
Ranking atual duplas N° 124 (23 de agosto de 2021)
Resultados de Grand Slam de Duplas
Open da Austrália 1R (2017, 2021)
Roland Garros 2R (2020, 2021)
Wimbledon 2R (2019)
US Open 2R (2019)
Última atualização em: 23 de agosto de 2021.

Carreira profissionalEditar

2015–2017: Futures iniciais & sucesso em Challenger, tornando-se proEditar

 
de Minaur competindo em simples juvenil masculino no US Open 2015

De Minaur joga tênis sob a bandeira da Austrália.[4] Fez sua estreia no profissional em julho de 2015 no Espanha F22, alcançando as quartas de final. Foi dado a ele um wildcard para o qualificatório do Australian Open de 2016, mas perdeu na primeira rodada. De Minaur então passou a maioria da temporada de 2016 jogando no circuito ITF, na Espanha, alcançando duas finais. Ele fez sua primeira final no ATP Challenger Tour, em Eckental, Alemanha, após qualificatório.

De Minaur iniciou o ano no Brisbane International, onde derrotou Mikhail Kukushkin e Frances Tiafoe no qualificatório para alcançar sua primeira entrada em uma chave principal ATP. Ele perdeu na primeira rodada para Mischa Zverev. Na semana seguinte, ele recebeu um wildcard para o Apia International Sydney onde derrotou o número 46 do mundo Benoît Paire para conquistar sua primeira vitória a nível ATP Tour. De Minaur fez sua estreia em Grand Slam no Australian Open de 2017 depois de ter recebido um wildcard. Ele encarou Gerald Melzer, na primeira rodada, e venceu em cinco sets depois de salvar um match point no quarto set.[5] Ele perdeu para Sam Querrey na segunda rodada.

Em maio, de Minaur fez sua estreia em Roland Garros, após ser agraciado com um wildcard. Ele perdeu na rodada de abertura para Robin Haase, em set diretos.[6] Em junho, de Minaur perdeu na primeira rodada nos Challengers de Nottingham e Ilkley e na segunda rodada do qualificatório de Wimbledon. De Minaur foi agraciado com um wildcard para o US Open de 2017, perdendo na primeira rodada para Dominic Thiem.

Em dezembro, de Minaur venceu o play off pro Australian Open para um wildcard na chave principal do Australian Open de 2018.[7] Ele terminou o ano com o ranking 208, em simples.

2021Editar

de Minaur venceu seu quarto título na abertura da temporada com o Antalya Open, derrotando Alexander Bublik na final.[8]

Representação nacionalEditar

ATP CupEditar

De Minaur fez sua estreia na ATP Cup pela Austrália em janeiro de 2020, com 20 anos. Ele marcou uma grande vitória de virada contra o número 7 do mundo, Alexander Zverev que ajudou a Austrália na vitória por 3-0 contra a Alemanha.[9]

Copa DavisEditar

Ele fez sua estreia na Copa Davis pela Austrália em fevereiro de 2018, com 18 anos. Ele enfrentou o número 5 do mundo, Alexander Zverev da Alemanha na rodada de abertura e caiu pouco antes de uma virada espetacular, perdendo no quinto set desempate depois de liderar 3-0, (40-Ad.) no set decisivo.[10]

OlimpíadasEditar

De Minaur expressou seu desejo de representar a Austrália nas Olimpíadas de Tóquio 2020.

Finais significativasEditar

Finais de Masters 1000Editar

Duplas: 1 (1 título)Editar

Resultado Ano Torneio Superfície Parceiro Oponentes Placar
Vitória 2020 Cincinnati Masters Duro   Pablo Carreño Busta   Jamie Murray
  Neal Skupski
6–2, 7–5

Finais ATP TourEditar

Simples: 9 (5 títulos, 4 vices)Editar

Legenda
Grand Slam Tournaments (0–0)
ATP World Tour Finals (0–0)
ATP World Tour Masters 1000 (0–0)
ATP World Tour 500 Series (0–2)
ATP World Tour 250 Series (5–2)
Títulos por Superfície
Duro (4–4)
Saibro (0–0)
Grama (1–0)
Títulos por configuração
Outdoors (5–2)
Indoors (0–2)
Resultado V–D Data Torneio Categoria Superfície Oponente Placar
Derrota 0–1 Jan 2018 Sydney International, Austrália 250 Series Duro   Daniil Medvedev 6–1, 4–6, 5–7
Derrota 0–2 Ago 2018 Washington Open, Estados Unidos 500 Series Duro   Alexander Zverev 2–6, 4–6
Vitória 1–2 Jan 2019 Sydney International, Austrália 250 Series Duro   Andreas Seppi 7–5, 7–6(7–5)
Vitória 2–2 Jul 2019 Atlanta Open, Estados Unidos 250 Series Duro   Taylor Fritz 6–3, 7–6(7–2)
Vitória 3–2 Set 2019 Zhuhai Championships, China 250 Series Duro   Adrian Mannarino 7–6(7–4), 6–4
Derrota 3–3 Out 2019 Swiss Indoors, Suíça 500 Series Duro (i)   Roger Federer 2–6, 2–6
Derrota 3–4 Out 2020 European Open, Bélgica 250 Series Duro (i)   Ugo Humbert 1–6, 6–7(4–7)
Vitória 4–4 Jan 2021 Antalya Open, Turquia 250 Series Duro   Alexander Bublik 2–0 ret.
Vitória 5–4 Jun 2021 Eastbourne International, Reino Unido 250 Series Grama   Lorenzo Sonego 4–6, 6–4, 7–6(7–5)

Duplas: 1 (1 título)Editar

Legenda
Grand Slam (0–0)
ATP World Tour Finals (0–0)
ATP World Tour Masters 1000 (1–0)
ATP World Tour 500 Series (0–0)
ATP World Tour 250 Series (0–0)
Títulos por superfície
Duro (1–0)
Saibro (0–0)
Grama (0–0)
Títulos por configuração
Outdoor (1–0)
Indoor (0–0)
Resultado V–D Data Torneio Tipo Superfície Partner Oponentes Placar
Vitória 1–0 Ago 2020 Cincinnati Masters, Estados Unidos Masters 1000 Duro   Pablo Carreño Busta   Jamie Murray
  Neal Skupski
6–2, 7–5

Finais ATP Next GenerationEditar

Simples: 2 (2 vices)Editar

Resultado Data Torneio Superfície Oponente Placar
Derrota Nov 2018 Next Generation ATP Finals, Itália Duro (i)   Stefanos Tsitsipas 4–2, 1–4, 3–4(3–7), 3–4(3–7)
Derrota Nov 2019 Next Generation ATP Finals, Itália Duro (i)   Jannik Sinner 2–4, 1–4, 2–4

Finais ATP Challengers e ITF FuturesEditar

Simples: 8 (2 títulos, 6 vices)Editar

Legenda
ATP Challengers (1–4)
ITF Futures (1–2)
Títulos por Piso
Duro (1–1)
Saibro (0–3)
Grama (1–1)
Carpete (0–1)
Resultado V–D Data Torneio Categoria Superfície Oponente Placar
Derrota 0–1 Fev 2016 Murcia F4, Espanha Futures Saibro   Steven Diez 3–6, 4–6
Derrota 0–2 Mai 2016 Vic F14, Espanha Futures Saibro   Jaume Munar 6–7(5–7), 5–7
Derrota 0–3 Nov 2016 Bauer Watertechnology Cup, Alemanha Challenger Carpete (i)   Steve Darcis 4–6, 2–6
Vitória 1–3 Jul 2017 Póvoa de Varzim F11, Portugal Futures Duro   Frederico Ferreira Silva 6–1, 2–6, 6–2
Derrota 1–4 Ago 2017 Open Castilla y León, Espanha Challenger Duro   Jaume Munar 3–6, 4–6
Derrota 1–5 Abr 2018 JC Ferrero Challenger Open, Espanha Challenger Saibro   Pablo Andújar 6–7(5–7), 1–6
Derrota 1–6 Jun 2018 Surbiton Trophy, Reino Unido Challenger Grama   Jérémy Chardy 4–6, 6–4, 2–6
Vitória 2–6 Jun 2018 Nottingham Open, Reino Unido Challenger Grama   Dan Evans 7–6(7–4), 7–5

Duplas: 3 (2 títulos, 1 vice)Editar

Legenda
ATP Challengers (0–0)
ITF Futures (2–1)
Títulos por Piso
Duro (2–0)
Saibro (0–1)
Grama (0–0)
Carpete (0–0)
Resultado V–D Data Torneio Categoria Superfície Parceiro Oponentes Placar
Vitória 1–0 Abr 2016 Madrid F8, Espanha Futures Duro   Carlos Boluda-Purkiss   Carlos Gómez-Herrera
  Akira Santillan
6–4, 6–4
Derrota 1–1 Mai 2016 Saint-Dizier F12, Espanha Futures Saibro   Carlos Boluda-Purkiss   Ramkumar Ramanathan
  David Vega Hernández
3–6, 1–6
Vitória 2–1 Jul 2017 Póvoa de Varzim F11, Portugal Futures Duro   Roberto Ortega Olmedo   Edward Bourchier
  Daniel Nolan
6–2, 6–1

Finais Grand Slam JuvenilEditar

Simples: 1 (1 vice)Editar

Resultado Ano Torneio Superfície Oponente Placar
Derrota 2016 Wimbledon Grama   Denis Shapovalov 6–4, 1–6, 3–6

Duplas: 1 (1 título)Editar

Resultado Ano Torneio Superfície Parceiro Oponentes Placar
Vitória 2016 Australian Open Duro   Blake Ellis   Lukáš Klein
  Patrik Rikl
3–6, 7–5, [12–10]

Linha do tempo em desempenhoEditar

SimplesEditar

  • Atualizado até ATP Tour de 2020.
Torneio 2016 2017 2018 2019 2020 2021 SR V–D
Grand Slam
Australian Open Q1 2R 1R 3R A 0 / 3 3–3
Roland-Garros A 1R 1R 2R 1R 0 / 3 1–3
Wimbledon A Q2 3R 2R NR 0 / 2 3–2
US Open A 1R 3R 4R QF 0 / 4 9–4
Vitórias–Derrotas 0–0 1–3 4–4 7–4 4–2 0–0 0 / 13 16–13
ATP World Tour Masters 1000
Indian Wells Masters A Q2 2R 2R NR 0 / 2 1–2
Miami Masters A A 1R A NR 0 / 1 0–1
Monte-Carlo Masters A A A A NR 0 / 0 0–0
Madrid Masters A A A 1R NR 0 / 1 0–1
Rome Masters A A A 1R 1R 0 / 2 0–2
Canada Masters A A A 1R NR 0 / 1 0–1
Cincinnati Masters A A A 3R 1R 0 / 2 2–2
Shanghai Masters A A 3R 1R NR 0 / 2 2–2
Paris Masters A A 1R 3R 3R 0 / 3 4–3
Vitórias–Derrotas 0–0 0–0 3–4 4–7 2–3 0–0 0 / 14 9–14
Representação nacional
Jogos Olímpicos A Não Realizado 0 / 0 0–0
Copa Davis A A 1R QF NR 0 / 2 4–3
ATP Cup Não Realizado SF 0 / 1 2–2
Vitórias–Derrotas 0–0 0–0 0–3 4–0 2–2 0–0 0 / 3 6–5
Estatísticas da carreira
2016 2017 2018 2019 2020 2021 Carreira
Torneios 0 5 20 23 8 1 57
Títulos 0 0 0 3 0 1 4
Finais 0 0 2 4 1 1 8
Vitórias–Derrotas no Geral 0–0 2–5 28–23 41–20 13–10 5–0 89–58
Vitória % 29% 55% 66% 33% 100% 60.54%
Ranking ao final do ano 349 208 31 18 23

Recorde contra outros jogadoresEditar

Recorde contra jogadores top 10Editar

Recorde de De Minaur contra aqueles que já figuraram no top 10 do ranking da ATP, com os que estão em negrito já rankeados como No. 1.

* Desde 19 de junho de 2021 (2021 -06-19)

Vitórias sobre top 10Editar

  • De Minaur possui o recorde de 4–15 (21.1%) contra jogadores, que no momento da partida, estavam rankeados no top 10.
Temporada 2015 2016 2017 2018 2019 2020 2021 Total
Vitórias 0 0 0 0 3 1 0 4
# Jogador Ranking Torneio Superfície Rd Placar
2019
1.   Kei Nishikori No. 7 US Open, Estados Unidos Duro 3R 6–2, 6–4, 2–6, 6–3
2.   Roberto Bautista Agut No. 10 Zhuhai Championships, China Duro SF 6–2, 6–2
3.   Roberto Bautista Agut No. 10 Paris Masters, França Duro (i) 2R 7–6(7–2), 7–6(7–1)
2020
4.   Alexander Zverev No. 7 ATP Cup, Austrália Duro GS 4–6, 7–6(7–3), 6–2
* Desde 24 de outubro de 2020 (2020 -10-24).

Notas

  1. Em isolamento, Álex e de são pronunciados [ˈaleks] e [de] respectivamente.

Referências

  1. a b Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome ATPoverview
  2. RacquetComedy (18 de maio de 2016). «FULL INTERVIEW: Alex De Minaur». YouTube.com. Consultado em 3 de janeiro de 2018 
  3. «Wimbledon 2018: Álex de Miñaur, el talento perdido por España | Marca.com». Marca (em espanhol). 7 de julho de 2018. Consultado em 4 de outubro de 2018 
  4. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome auto
  5. «Alex De Minaur wins through to second round on Australian Open debut». The Guardian. 16 de janeiro de 2017. Consultado em 17 de janeiro de 2017 
  6. «De minaur awarded wildcard for roland garros». Tennis Australia. 18 de maio de 2017. Consultado em 18 de maio de 2017 
  7. «DESTANEE AIAVA AND ALEX DE MIÑAUR WIN AUSTRALIAN OPEN WILDCARDS». Tennis Australia. 17 de dezembro de 2017. Consultado em 31 de dezembro de 2017 
  8. «Antalya Open». atptour.com (em inglês). Consultado em 13 de janeiro de 2021 
  9. «De Minaur smothers Zverev for ATP Cup win». www.smh.com.au 
  10. «Subscribe to The Australian | Newspaper home delivery, website, iPad, iPhone & Android apps». www.theaustralian.com.au 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Alex de Minaur
Precedido por
  Denis Shapovalov
(Star of Tomorrow)
ATP Novato do Ano
2018
Sucedido por
  Jannik Sinner